Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/24211
Title: Psychosocial adjustment in pediatric obesity: the role of body image dissatisfaction
Authors: Gouveia, Maria João Rosa
Orientador: Moreira, Helena
Keywords: Obesidade, criança
Obesidade, adolescente
Imagem corporal, criança
Issue Date: 2013
Abstract: O estudo do ajustamento psicossocial de crianças e adolescentes com obesidade tem mostrado que estes apresentam piores níveis de qualidade de vida e mais problemas psicopatológicos que crianças e adolescentes de peso normal. A insatisfação com a imagem corporal é um conceito que tem vindo a ganhar importância no estudo da obesidade pediátrica, no entanto, até ao momento, não é conhecido o seu papel no ajustamento psicossocial destas crianças. Deste modo, o presente estudo pretende comparar o ajustamento psicossocial (avaliado através da qualidade de vida, dos problemas internalizantes e dos problemas externalizantes) e a insatisfação com a imagem corporal de crianças e adolescentes com peso normal e com obesidade. Para além disso, pretende analisar se a relação entre o peso e o ajustamento psicossocial é mediada pela insatisfação com a imagem corporal e se a idade das crianças e adolescentes modera esta relação. A amostra foi constituída por 128 crianças e adolescentes com peso normal e 132 crianças e adolescentes com obesidade, com idades compreendidas entre os 8 e os 18 anos. Todos os participantes preencheram instrumentos de auto-resposta que avaliam a qualidade de vida (KIDSCREEN-10), os problemas internalizantes e externalizantes (Strengths and Difficulties Questionnaire) e a insatisfação com a imagem corporal (Collins Body Image scale). Os resultados encontrados indicaram que as crianças e adolescentes com obesidade têm pior qualidade de vida, mais problemas internalizantes e externalizantes, e maior insatisfação com a imagem corporal, do que crianças e adolescentes de peso normal. Para além disso, os resultados evidenciaram que a insatisfação com a imagem corporal mediava a relação entre o peso e a qualidade de vida mas apenas para adolescentes a partir dos 15 anos. O mesmo efeito não foi encontrado para a relação entre o peso e os problemas internalizantes e externalizantes, sendo esta uma relação directa e independente da idade da criança/adolescente. No geral, os resultados demonstraram que estas crianças e adolescentes parecem estar em maior risco de apresentar dificuldades psicológicas e pior qualidade de vida. Desta forma, importantes implicações clínicas advêm destes resultados, na medida em que a satisfação com a imagem corporal se assemelha um importante mecanismo explicativo da relação entre o peso e a qualidade de vida, tornando-se desta forma um alvo de intervenção relevante, especialmente nos adolescentes. Para além disso, deve ser valorizada a prevenção e a intervenção psicológica precoce no contexto de equipas multidisciplinares capazes de detectar e intervir eficazmente nos problemas psicossociais das crianças e adolescentes obesas.
This study aims to compare levels of psychosocial adjustment (QOL, internalizing and externalizing problems) and body image dissatisfaction (BID) of normal-weight and obese children and adolescents. Moreover, it intends to explore whether the indirect effect of weight status on psychosocial adjustment, through BID, is moderated by children’s age. Methods: The sample comprised 260 children and adolescents aged 8-18 years with normal-weight (n=128) and obesity (n=132). All participants completed self-report instruments including the KIDSCREEN-10, Strengths and Difficulties Questionnaire, and Collins Body Image scale. Results: Obese children and adolescents reported poorer QOL, more internalizing/externalizing problems, and higher rates of BID, comparing to normal-weight counterparts. BID mediated the relationship between weight status and QOL, but only for adolescents above 15-years-old. The relationship between weight status and internalizing/externalizing problems was direct and independent of the children’s age. Conclusions: Pediatric obesity impacts on the psychosocial adjustment and on the satisfaction with body image of these youth. BID proved to be an important mechanism linking weight status and QOL among adolescents, which highlights the relevance of targeting body image concerns in psychological interventions. The increased risk of psychosocial maladjustment underlines the need of preventative and early interventions.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (Intervenções Cognitivo-Comportamentais em Perturbações Psicológicas da Saúde), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.
Peer review: Yes
URI: http://hdl.handle.net/10316/24211
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Mestrado_MariaJoão2013.pdf340.43 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.