Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/23353
Title: A infertilidade em Portugal : aspectos psicológicos e estudos de eficácia do programa baseado no Mindfullness para a infertilidade
Authors: Galhardo, Ana Margarida Jorge Ferreira 
Orientador: Gouveia, José Augusto da Veiga Pinto de
Cunha, Marina Isabel Viera Antunes da
Issue Date: 17-Apr-2013
Citation: GALHARDO, Ana Margarida Jorge Ferreira - A infertilidade em Portugal : aspectos psicológicos e estudos de eficácia do programa baseado no Mindfullness para a infertilidade. Coimbra : [s.n.], 2013
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A infertilidade constitui uma condição clínica cujas características não se circuns-crevem ao domínio médico. Um diagnóstico de infertilidade tende a exercer um impacto significativo na vida dos casais que se veem confrontados com esta situação, não apenas em termos médicos, mas também a nível psicológico e social. Contudo, no nosso país, a investigação de aspetos psicológicos associados à infertilidade só recentemente tem vindo a merecer a atenção de investigadores e clínicos da área da psicologia. Neste contexto, a presente investigação procurou contribuir para um maior conhecimento e compreensão das implicações psicológicas que a infertilidade poderá acarretar, permitindo o desenvolvimento e estudo de eficácia de um programa de intervenção, o Programa Baseado no Mindfulness para a Infertilidade (PBMI). Para este efeito procedemos ao estudo de um conjunto de variáveis psicológicas que englobou, não só a psicopatologia, mas também elementos inerentes à relação conjugal e processos de regulação emocional, estes últimos menos explorados na população com infertilidade. Atendendo à inexistência de intervenções psicológicas estruturadas especificamente dirigidas a pessoas com infertilidade em Portugal, considerámos rele-vante preencher essa lacuna através da conceção e implementação do PBMI. A presente investigação inclui seis estudos empíricos com um desenho transversal, conduzidos em amostras que integraram casais com infertilidade a realizar tratamento médico, casais sem problemas de fertilidade conhe-cidos e casais com um diagnóstico de infertilidade candidatos a adoção. Para além destes, engloba também o estudo de eficácia do PBMI, de natureza longitudinal. Os constructos estudados foram avaliados por recurso a instrumentos de autorresposta, sendo ainda utilizada uma entrevista clínica de admissão para as participantes do grupo experimental que realizou o PBMI. Na globalidade, os resultados dos diferentes estudos sugerem que os casais com infertilidade que estão expostos às exigências do tratamento médico tendem a apresentar níveis mais elevados de psicopatologia, a qual poderá ser entendida como reatividade emocional negativa face à circunstância adversa da infertilidade. Estes casais tendem igualmente a usar processos de regulação emocional que poderão estar envolvidos no surgimento e manutenção dos sintomas psicopatológicos, havendo diferenças entre homens e mulheres a este nível. Outro dado consistentemente observado, e concordante com a análise da literatura, é o de um maior impacto da infertilidade sobre o elemento feminino do casal. No tocante à análise de eficácia do PBMI, as mulheres do grupo experimental, por comparação com as do grupo de controlo, apresentaram não só uma diminuição significativa de sintomas psicopatológicos, mas também de processos de regulação emocional desadaptativos, bem como um aumento da perceção de autoeficácia para lidar com a infertilidade e das competências de mindfulness. Estes resultados continuaram a observar-se num seguimento a seis meses, sendo de realçar que, quer sintomatologia depressiva, quer a ansiosa evidenciaram ainda um decréscimo significativo entre a avaliação pós-PBMI e o seguimento a seis meses. No seu conjunto, os resultados dos estudos empíricos possibilitam novas pers-petivas a serem consideradas na intervenção psicológica dirigida a pacientes com infertilidade. Reforçam a importância da identificação de casais/indivíduos que possam apresentar uma maior necessidade de apoio psicológico específico, bem como a inclusão da abordagem dos processos de regulação emocional no desenho das intervenções terapêuticas, tendo ainda em consideração a exis-tência de diferenças de género. De acrescentar que os resultados obtidos no estudo de eficácia do PBMI se revelaram muito promissores, sendo este, em nosso entender, um dos contributos mais significativos desta dissertação de doutoramento.
Infertility is a medical condition with characteristics that are not limited to the medical field. A diagnosis of infertility tends to have a significant impact in couples´ lives, not only in medical terms but also in psychological and social terms. However, in our country, research on psychological aspects associated with infertility only recently has deserved the attention of researchers and clinicians. In this context, this investigation sought out to contribute to a better know- -ledge and understanding of psychological implications of infertility, allowing the development and efficacy study of an intervention program – the Mindfulness Based Program for Infertility (MBPI). A set of psychological variables was studied including not only psychopathology, but also marital relationship features and emotional regulation processes, the latter less explored in the population with infertility. In addition, given the absence of structured psychological interventions specifically designed for people with infertility in Portugal, a central aim of this investigation was to develop and test the effectiveness of a program, the Mindfulness Based Program for Infertility (MBPI). This research project comprises six empirical studies with a cross sectional design, conducted on samples that included couples with infertility seeking medical treatment, couples without known fertility problems and couples with a diagnosis of infertility applying for adoption. Besides, it also comprises the efficacy study of MBPI, with a longitudinal design. The studied constructs were assessed through the use of self-report instruments, and a structured clinical interview was also administered to participants in the MBPI experimental group. Overall, results from the different studies suggest that couples with infertility that are exposed to the demands of medical treatment tend to show higher levels of psychopathology, which may be seen as negative emotional reactivity to the adverse circumstance of infertility. These couples also tend to use maladaptive emotion regulation processes that may be involved in the onset and maintenance of psychopathological symptoms, also showing gender differences regarding the role of these processes. Another result consistently observed, and in agreement with the literature review, is a greater impact of infertility on women when compared to their male partners. To examine the MBPI efficacy women in the experimental group were compared with the ones in the control group showing not only a significant decrease in psychopathological symptoms, but also in maladaptive emotion regulation processes, as well as an increase in the perception of self-efficacy to deal with infertility and in mindfulness skills. These results were maintained at a six months follow-up, and it is also worth noting that depressive and anxious symptoms also showed a significant decrease from post-MBPI to the six months follow-up. Taken together, the results of empirical studies allow new perspectives to be considered in psychological intervention targeting patients with infertility. On one hand, they reinforce the importance of identifying couples/individuals who may need more specific psychological support, on the other hand, they emphasize the role of including emotional regulation processes in the design of therapeutic interventions, also taking into account the existence of gender differences. Moreover, MBPI efficacy study results proved very promising, and this is, in our opinion, one of the most significant contributions of this doctoral dissertation.
Description: Tese de doutoramento em Psicologia, na especialidade de Psicologia Clínica, apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/23353
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Infertilidade em Portugal.pdf5.46 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

457
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

49
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.