Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/21401
Title: Dinâmicas da política externa russa : as relações com a União Europeia nos mandatos de Putin e Medvedev
Authors: Figueiredo, Augusto Rodrigues Gomes 
Orientador: Simão, Licínia
Keywords: Federação Russa; Política externa; Tomada de decisão; Estilos de liderança; Grupos de influência
Issue Date: 24-Oct-2012
Publisher: FEUC
Citation: Figueiredo, João Augusto Rodrigues Gomes - Dinâmicas da política externa russa : as relações com a União Europeia nos mandatos de Putin e Medvedev. Coimbra, 2012
Abstract: A Federação Russa tem sido um intrigante quebra-cabeças para muitos académicos e, também, para os seus parceiros no sistema internacional. A definição das suas prioridades estratégicas e da sua política externa reflecte equilíbrios de poder e influência difíceis de entender, o que torna a análise da política externa russa um desafio. O carácter presidencialista da definição e condução da política externa russa propicia dinâmicas paralelas, que acabam por influenciar o processo de tomada de decisão. Assim sendo, estilos de liderança, relações pessoais e grupos de influência assumem igualmente um papel central na definição e condução da política externa do Kremlin. Esta dissertação centra-se no estudo das relações UE-Rússia, mais concretamente, nas dimensões energética, na medida em que serão analisadas as guerras do gás e a maneira como a Rússia utiliza as suas reservas energéticas como alavanca política face à UE, e geoestratégica, nomeadamente no que concerne aos alargamentos da UE e o desenvolvimento das suas políticas de vizinhança para os países da ex-União Soviética. Momentos de cooperação e momentos de tensão vão alternando neste jogo de interesses que são as relações UE-Rússia, que, em 2000, ganharam um novo e importantíssimo actor, com a chegada de Vladimir Putin ao Kremlin, e cujos mandatos (2000-2004 e 2004-2008) são aqui analisados. Por seu lado, quando Medvedev ascendeu à presidência da Federação Russa, em 2008, as relações UE-Rússia estavam bastante maculadas, após um segundo mandato de Putin onde as tensões existiram em número alargado. A grande dúvida consistia em saber iv se Medvedev viria efectivamente trazer uma mudança positiva nas relações entre estes dois actores e se seria capaz de se afirmar face ao seu predecessor. Como forma de discernir os processos através dos quais são formuladas as posições dos decisores dotados de autoridade e daqueles que os influenciam no processo de liderança, ao longo da dissertação, são analisados conceitos como world views, imagem externa e relações externas. Estes conceitos são importantes na medida em que permitem estudar como é construído o papel das lideranças, uma vez que esta dissertação argumenta que as relações com a UE são fortemente influenciadas pelos estilos de liderança, relações pessoais e grupos de influência, devido ao papel central do Presidente na definição das prioridades estratégicas da política externa russa e ao facto de ele ser o principal agente na definição da imagem externa da Rússia.
Description: Dissertação de mestrado em Relações Internacionais, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, sob a orientação de Lícinia Simão.
URI: http://hdl.handle.net/10316/21401
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dinâmicas da política externa russa.pdf1.49 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

499
checked on Nov 25, 2021

Download(s) 50

572
checked on Nov 25, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.