Title: Efeito agudo do treino de força com oclusão vascular periférica no parâmetro sanguíneo relacionado ao dano muscular
Authors: Letieri, Rubens Vinícius 
Keywords: Treino de força;Oclusão vascular;Músculo -- lesão
Issue Date: 2012
Citation: LETIERI, Rubens Vinícius - Efeito agudo do treino de força com oclusão vascular periférica no parâmetro sanguíneo relacionado ao dano muscular. Coimbra : [s.n.], 2012. Dissertação de mestrado. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/21331
Abstract: O propósito deste estudo foi verificar a atividade da CK sérica após uma única sessão de treinamento de resistência com e sem oclusão vascular. A amostra foi composta de 18 voluntários do sexo masculino. Os grupos foram definidos como alta intensidade sem oclusão vascular (AISOV, n=6), baixa intensidade sem oclusão vascular (BISOV, n=6) e baixa intensidade com oclusão vascular (BIOV, n=6). O treino foi realizado com intensidades correspondentes a 20% 1RM nos grupos BISOV e BIOV e 80% 1RM no grupo AISOV no exercício extensão de cotovelos bilateral. Os grupos BI e BIOV realizaram seis séries de 15 repetições e o grupo AISOV realizou seis séries de 8 repetições. Todos os grupos obedeceram um intervalo de 60 segundos entre as séries. Para os sujeitos do grupo BIOV um esfigmomanômetro foi colocado na parte distal dos braços e inflado até uma pressão correspondente a 130% da pressão arterial sistólica e mantido durante toda a sessão de treino. Foi realizada análise estatística descritiva dos resultados com alterações no % de mudança da condição “pré-treino” para a condição “pós-treino”. Os resultados para CK pré e CK pós-treino com o respectivo percentual (%) de alteração foram: AISOV (181, 83 ± 39,260; 225, 50 ± 52,041 U/L, com alteração de 24,01%), BISOV (157 ± 28,726; 164,33 ± 28,717 U/L, com alteração de 4,67%) e no grupo BIOV (169,67 ± 32,849 ; 191 ± 36,072, com alteração de 12,57%). No presente estudo, ficou evidente que no grupo que treinou sob a condição de oclusão houve dano muscular superior ao treino de baixa intensidade sem oclusão, porém em uma magnitude menor quando comparado ao treino de alta intensidade sem oclusão vascular. Contudo, fica claro que é extremamente importante a análise do comportamento de mais variáveis, na tentativa de expressar dados conclusivos sobre o dano muscular induzido pelo treinamento de força, para isso, recomenda-se mais estudos relacionados ao tema. ABSTRACT The purpose of this study was to determine the serum CK activity after a single session of resistance training with and without vascular occlusion. The sample consisted of 18 male volunteers. The groups were defined as high intensity without vascular occlusion (AISOV, n = 6), low intensity without vascular occlusion (BISOV, n = 6) and low-intensity with vascular occlusion (BIOV, n = 6). The training was carried out with intensities corresponding to 20% 1RM BISOV groups and BIOV and 80% 1RM for group AISOV in a bilateral elbow extension exercise. BISOV and BIOV groups performed six sets of 15 repetitions and the group AISOV performed six sets of 8 repetitions. All groups followed an interval of 60 seconds between sets. For the subjects of the group BIOV a sphygmomanometer was placed in the distal arm and inflated to a pressure corresponding to 130% of systolic blood pressure and maintained throughout the training session. We performed a descriptive statistical analysis of the results with changes in percent (%) of change of condition "pre-training" for the condition "post-training." The results for CK pre-post training with the respective percentage (%) of change were: AISOV (181, 83 ± 39.260, 225, 50 ± 52.041 U / L, with increase of 24.01%), BISOV (157 ± 28.726, 28.717 ± 164.33 U / L, with increase of 4.67%) and BIOV (169.67 ± 32.849, 36.072 ± 191, with increase of 12.57%). In the present study it was evident that the group that trained under the condition of vascular occlusion, muscle damage was superior to low-intensity training without occlusion, but lower when compared to high intensity training without vascular occlusion. However, it is clear that it is extremely important to analyze the behavior of more variables in an attempt to express conclusive data on the muscle damage induced by strength training, so it is recommended further study.
Description: Dissertação de mestrado em Biocinética, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/21331
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Mestrado_Última versão.pdf819.22 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.