Title: O processo de projecto como prenúncio de sustentabilidade análise de um conjunto de instalações do ensino superior da década de noventa do século XX
Authors: Bettencourt, António Alberto de Faria 
Keywords: Edifício universitário -- Portugal -- séc. 20;Arquitetura escolar -- Portugal -- séc. 20
Issue Date: 2012
Citation: Bettencourt, António Alberto de Faria - O processo de projecto como prenúncio de sustentabilidade análise de um conjunto de instalações do ensino superior da década de noventa do século XX. Coimbra : [s.n.], 2012. Tese de doutoramento. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/20804
Abstract: Partindo de um universo bastante alargado de novas Instalações do Ensino Superior, que eclodiram em novos campus universitários e ou acrescentaram património a instituições existentes, a dissertação, aqui presente, reivindica este amplo território de experimentação da prática arquitectónica da década de noventa do século XX como uma oportunidade para aprofundar conhecimento sobre a Arquitectura Portuguesa de transição de século. Procurando dar expressão a uma das premissas da nossa contemporaneidade – a sustentabilidade do meio ambiente –, a dissertação lança um olhar sobre o vasto campo de experimentação arquitectónica que o conjunto das Instalações do Ensino Superior constitui, na expectativa de encontrar modos de fazer e registos comportamentais do edificado que insinuem caminhos para se firmarem na prática construtiva corrente equilíbrios entre o meio ambiente, natural ou construído, e a acção transformadora das disciplinas edificatórias, sem prejuízo de o meio continuar a preservar a sua função de suporte de vida da condição humana. Os seis casos de estudo que integram a dissertação não se subjugam a qualquer pretensão de corresponderem a uma mediana da qualidade arquitectónica das Instalações do Ensino Superior construídas no período em causa, nem tão pouco a assumirem-se como uma amostra representativa neste ou naquele aspecto particular. A dissertação consubstancia-se como parte de um projecto de investigação que, a qualquer momento, pode integrar uma nova instalação para estudo… faz parte de um processo aberto referenciado ao universo de Instalações do Ensino Superior. A escolha dos seis casos de estudo decorre de um conceito prévio que valida a arquitectura como disciplina baseada numa acção coordenada dos mais variados campos de conhecimento. Para se exercer essa acção advoga-se uma personalidade arquitectónica consolidada cuja identidade própria, ao invés de seguir na sombra das tendências de circunstância, tenha capacidade de influenciar a produção da arquitectura. Interessava-nos analisar as obras dos melhores. E os melhores, aqui, têm o valor de um reconhecimento paulatino, sustentado e extenso no tempo, que a comunidade e os seus pares de ofício souberam apurar e que os confirmaram como figuras incontornáveis da Arquitectura Portuguesa. 14 | Resumo Surgem, assim, como alvo de uma análise que compreende dois momentos distintos, o Departamento de Arquitectura da Universidade do Minho, a Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, o Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade de Aveiro, o Departamento de Engenharia Mecânica da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, a Escola Superior de Comunicação Social do Instituto Politécnico de Lisboa e a Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal. O primeiro momento de análise evolui num registo predominantemente gráfico que, do geral para o particular, de escalas menores para maiores, coloca em perspectiva, de modo sistemático e direccionado, conhecimento sobre os casos de estudo veiculado pela investigação transcorrida sobre peças escritas e desenhadas constantes dos processos de projecto e orientadas para a concretização de cada instalação. A extensão no tempo e o volume de trabalho acumulado que esta fase da investigação exigiu e produziu, inviabilizou que o segundo momento de análise se repetisse incondicionalmente em todos os casos de estudo e a opção foi condicioná-lo a um, ao Departamento de Arquitectura da Universidade do Minho. O segundo pressupõe um agregado de abordagens específicas. Estas são alcançadas através da interpretação directa do conhecimento exposto no primeiro momento de investigação, onde as questões adjacentes às relações de continuidade com as estruturas existentes, aos aspectos compositivos e ao sentido de materialidade induzidas nas instalações, são perscrutadas como factores preponderantes na estruturação espacial e formal das mesmas e que se cruzam com os seus desempenhos ambientais. É aqui que se confirma o poder integrador dos processos de projecto… Num outro plano, as abordagens específicas também são resgatadas considerando a informação consignada na investigação inicial como uma base de dados sobre a qual se pode agir, trabalhar, no sentido de desencadear novos aprofundamentos de conhecimento para aferir comportamentos das instalações segundo determinados aspectos particulares como o impacte sobre os recursos naturais e a qualificação ambiental do espaço interior, este último enquadrando factores O Processo de Projecto como Prenúncio de Sustentabilidade | António Bettencourt | 15 referenciados à arquitectura numa perspectiva de articulação com o contexto climático onde se insere. Num período temporal de crescente intervenção no património edificado existente, a implementação deste modelo de análise, ao proporcionar um conhecimento que alia uma exaustiva dissecação do corpo físico dos edifícios à descoberta dos princípios que geraram a sua composição e ao escrutínio dos seus comportamentos, pode transformar-se num instrumento frutífero quando integrado numa estratégia de planeamento de intervenções sobre edifícios preexistentes – tanto mais tratando-se de uma metodologia de geometria e amplitude variáveis, ajustável aos aspectos que em cada momento se pretendam examinar. Se a sustentabilidade é equação resultante do projecto enquanto planeamento prévio de uma realidade virtual que se concretiza segundo a ponderação de abordagens específicas que procuram estabelecer um equilíbrio entre iniciativas de artificialização e meio ambiente, é nossa proposição que o planeamento das iniciativas de manutenção e de reabilitação mais ou menos intrusivas no edificado constitua um factor para acrescentar tempo ao tempo de vida útil dos edifícios, tornando-os mais duráveis. Palavras-chave: arquitectura, projecto, construção, sustentabilidade.
Description: Tese de Doutoramento em Arquitectura, apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/20804
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Arquitectura - Teses de Doutoramento

Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.