Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/2061
Title: Produção assistida por computador na indústria dos processos químicos. 1 vol., Coimbra. 1998, 244 p.
Authors: Afonso, Paulo Alexandre Ferreira Neto Alves 
Orientador: Castro, José Almiro Abrantes de Menezes e
Keywords: Simulação e Controlo de Processos; Engenharia Química
Issue Date: 1999
Abstract: A actividade desenvolvida no presente trabalho caracterizou-se por uma forte componente experimental, tendo decorrido numa instalação piloto existente no Departamento de Engenharia Química da Universidade de Coimbra. A parte inicial do presente projecto consistiu em automatizar uma instalação piloto, ou seja, torná-la susceptível de ser controlada por computador. Para o efeito foram criadas ferramentas de comunicação entre sistemas informáticos distintos a correr em sistemas operativos diferentes, que permitiram o desenvolvimento experimental de algoritmos de controlo. Deduziu-se um modelo do processo e descreveram-se os ensaios específicos que permitiram identificar o sistema. Paralelamente, efectuou-se a simulação experimental de reacções químicas exotérmicas, o que possibilitou o teste de algoritmos de controlo na presença de reacção. O controlo da instalação piloto foi realizado recorrendo a duas formulações distintas. A primeira, baseada na abordagem clássica, é assente em anéis de controlo SISO (Single Input/Single Output) do tipo PI (Proporcional-Integral) ; a segunda é uma formulação de controlo óptimo predictivo designada por MPC (Model Predictive Control). Foi proposto um método de detecção e identificação de falhas, o qual foi testado e demonstrado experimentalmente. O processo de detecção de falhas baseia-se na alteração das propriedades estatísticas dos parâmetros do modelo. A utilização de um filtro de Kalman como observador de estado, permitiu efectuar a identificação de falhas (por comparação entre as leituras provenientes dos sensores e as suas previsões) e realizar o controlo da instalação piloto em caso de falha. Com esta estratégia, conseguiu-se o controlo eficaz da instalação por um período de tempo considerado mais do que razoável para intervir no processo de uma forma satisfatória, introduzindo deste modo, a noção de controlo tolerante a falhas. Para finalizar, pode assim reclamar-se como contribuição fundamental deste trabalho, a realização experimental de uma formulação automática de detecção e identificação de falhas, cujos excelentes resultados sugerem a sua aplicação ao nível industrial.
URI: http://hdl.handle.net/10316/2061
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FCTUC Eng.Química - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

50
checked on Nov 24, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.