Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/20370
Title: Análise de níveis sonoros em salas de aula
Authors: Ferreira, Bruno João Chaves 
Orientador: Silva, Cristóvão
Afonso, José Luís Ferreira
Keywords: Ruído; Acústica; Nível sonoro; Salas de Aula
Issue Date: Sep-2010
Citation: FERREIRA, Bruno João - Análise de níveis sonoros em salas de aula. Coimbra:[s.n.],2010. Dissertação de Mestrado
Serial title, monograph or event: Análise de níveis sonoros em salas de aula
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O ambiente escolar é um tema de especial importância para a formação intelectual, fisiológica e mesmo profissional do cidadão. Melhorar as condições deste espaço têm um carácter decisivo no crescimento de cada um de nós. O presente estudo tem como objectivo avaliar e comparar os níveis de ruído de salas de aula do ensino básico com a legislação em vigor. Neste trabalho são colocadas algumas hipóteses que procuram relacionar os níveis de ruído com a hora do dia, com a duração das aulas, e com o dia da semana. O ambiente em análise abrange dois anos de escolaridade, 5º e 6º anos, com alunos de idades compreendidas entre os 10 e os 13 anos. Os resultados obtidos indicam que o nível sonoro equivalente presente nas salas de aula apresenta valores bastante elevados. Constata-se que os alunos do 5º ano de escolaridade são mais barulhentos que os seus colegas do 6º ano. Relativamente às hipóteses propostas verifica-se que existe uma relação da hora do dia, e do dia da semana com o nível de ruído. Comprova-se ainda que em períodos de noventa minutos de aulas, os primeiros 45 minutos são geralmente, mais ruidosos que os seguintes. Em ambas as salas de aula foram ultrapassados os limites impostos pela lei, pelo que, as condições acústicas proporcionam um mau ambiente aos alunos e professores. Enquanto que os primeiros podem sofrer, essencialmente, problemas de concentração e, consequentemente, falta de percepção sobre os conteúdos das aulas, os professores, por sua vez, têm que subir o seu tom de voz para elevar o discurso e, muitas vezes, têm de o repetir criando maior desgaste psicológico, bem como stress inerente. Estes níveis de ruído altos não acontecem só devido ao comportamento e à forma com que a aula é dada, dependem muito também do material constituinte das salas, da geometria, dos materiais de construção e do ambiente sonoro à volta destas.
Description: Dissertação de mestrado em Engenharia Mecânica apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/20370
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Eng.Mecânica - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Bruno_Ferreira_2004118600_5_rf.pdf5.57 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

277
checked on Sep 14, 2020

Download(s) 5

2,981
checked on Sep 14, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.