Title: Organização e gestão de um programa de exercício físico multicomponente : efeitos no custo com medicação, aptidão física, imunidade, perfil metabólico, estado de humor e qualidade de vida em idosos
Authors: Marques, Jorge Manuel 
Keywords: Idosos;Exercício físico -- idoso;Exercício físico;Bateria de testes;Estados de humor;Envelhecimento
Issue Date: 2011
Citation: MARQUES, Jorge Manuel - Organização e gestão de um programa de exercício físico multicomponente : efeitos no custo com medicação, aptidão física, imunidade, perfil metabólico, estado de humor e qualidade de vida em idosos. Coimbra : [s.n.], 2011
Abstract: A nível demográfico, verifica-se a transição de níveis de elevada mortalidade e elevada fecundidade para níveis de baixa mortalidade e baixa fecundidade na generalidade dos países desenvolvidos o que se repercute na inversão das pirâmides demográficas. A prática regular de actividade física proporciona efeitos positivos sobre o sistema músculo-esquelético, cardiovascular, respiratório, bem-estar, qualidade de vida e redução da morbilidade e da mortalidade, especialmente entre as populações de idade avançada. Desta forma, o objectivo do presente estudo consistiu em analisar os efeitos de exercício físico multicomponente na aptidão física funcional, variáveis imunitárias, estados de humor, qualidade de vida e custo com consumo de medicamentos em idosos. A amostra foi composta por 47 idosos voluntários (idade 71±7 anos, 41 mulheres e 6 homens), dos quais 26 encontravam-se no grupo experimental, ou seja, praticantes de sessões de exercício físico multicomponente (idade 70±7 anos) e os restantes 21 no grupo de controlo (idade 73±8 anos), ou seja, sedentários. Foi avaliada a aptidão física funcional com os seguintes testes: levantar e sentar na cadeira, flexão do antebraço, seis minutos a andar, sentar e alcançar, alcançar atrás das costas e sentado, caminhar 2,44 metros e voltar a sentar. Nas medidas antropométricas foram avaliadas a massa corporal, os perímetros da cintura, abdominal e da anca, a %MG, o IMC, a RCA e RCE. Foram avaliados também parâmetros hemodinâmicos, metabólicos e imunológicos. O estado de humor foi avaliado através do POMS-SF e a qualidade de vida através do questionário SF-36v2. Para finalizar, foi analisado o custo anual com medicamentos. Na análise estatística foi utilizado o teste para grupos independentes One-Way ANOVA e a correlação bivariada de Pearson considerando o nível de significância de 0,05 no programa de estatística SPSS for Windows versão 17.0. Os idosos activos apresentam níveis superiores de força inferior e superior, flexibilidade inferior e superior, velocidade, agilidade e equilíbrio dinâmico e também na resistência aeróbia. Os idosos praticantes possuem menores valores nos perímetros da cintura, abdominal e da anca, na %MG, na RCE e no IMC. Contudo, não existem diferenças significativas na massa corporal, na estatura e na RCA. Não existem diferenças significativas na PAS, na PAD e FCr entre praticantes e não praticantes. Idosos praticantes possuem uma taxa de secreção de IgA superior. Contudo, não foram observadas diferenças no fluxo salivar e na concentração de IgA em comparação aos não praticantes. Não existem diferenças significativas nos níveis de CT, HDL-C, LDL-C, TG, glicemia, HbA1c e hemoglobina. Idosos praticantes possuem valores mais favoráveis nas diferentes dimensões do estado de humor e da qualidade de vida. Idosos praticantes possuem menor custo anual com medicação do que os não praticantes. O estudo permite concluir que a prática regular de exercício físico multicomponente promove efeitos benéficos na aptidão física funcional, nas medidas antropométricas, na taxa de secreção de IgA salivar, no custo anual com medicação, no estado de humor e na qualidade de vida em idosos.
In demographic terms, in most developed countries, there is a transition from high levels of mortality and high fertility to low levels of mortality and low fertility, which is reflected on the inversion of the demographic pyramid. The importance of physical activity for the elderly population today is unquestionable. The practice of regular physical activity has positive effects on the musculoskeletal, cardiovascular and respiratory systems. It also entails a positive effect on improving the well-being, quality of life and reducing morbidity and mortality, especially among people of advanced age. Thus, the purpose of this study was to analyze the effects of multicomponent exercise on functional fitness, mood, immunity, quality of life and cost of medicines. Volunteered 47 older adults (71±7 years, 41 women and 6 men), 26 were in the experimental group, ie, practitioners of multicomponent exercise sessions (70±7 years) and the remaining 21 in the control group (age 73±8 years), or sedentary. We used the Senior Fitness Test to evaluate the parameters of functional fitness through Chair Stand Test, Arm Curl Test, Walk Test (6 minutes), Chair Sit and Reach Test, Back Scratch Test and 8-Foot Up and Go Test. Anthropometric measurements were assessed in body mass, waist, abdominal and hip circumference, the percentage of fat mass, BMI, waist-hip and waist-height relationship. We was also evaluated the hemodynamic, metabolic and immune systems. The mood was evaluated by POMS-SF and the quality of life by SF-36v2 questionnaire. Finally, we analyzed the annual cost of medicines. ANOVA one-way was used to test for differences between groups, and the association between variables were done with bivariate Pearson’s correlation, considering the significance level of 0,05, in the statistical program SPSS for Windows, version 17.0. Participants engaged in multicomponent exercise attained higher level (p≤0,05) on all components of the functional fitness, including lower and upper strength, lower and upper flexibility, speed, agility and balance, and aerobic endurance. The elderly practitioners have lower values of waist, abdominal and hip circumferences, percentage of fat mass, BMI and waist-height relationship. However, there are no differences in body mass, stature and waist-hip ratio. There are no significant differences in SBP, DBP and resting HR between practitioners and non-practitioners. Elderly practitioners had higher secretion rate of IgA. However, no significant differences on the salivary flow and on the concentration of IgA, compared to non-practitioners. There are no significant differences on TC, HDL-C, LDL-C, TG, glucose, HbA1c and hemoglobin. Elderly practitioners have more favorable values on mood and quality of life. Elderly practitioners have lower annual cost of medication than non-practitioners. The study showed that regular multicomponent exercise promotes beneficial effects on functional fitness, anthropometric measurements, secretion rate of salivary IgA, annual cost of medication, mood, and quality of life in older adults.
Description: Dissertação de mestrado em Actividade Física em Contexto Escolar (Ciências do Desporto), apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/20012
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_MAFCE_Organizacao_gestao_programa_exercicio_multicomponente_idosos_2011.pdf1.92 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.