Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/19327
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGaspar, Pedro-
dc.contributor.authorSantos, Ângelo Dario Ribeiro dos-
dc.date.accessioned2012-04-18T08:40:34Z-
dc.date.available2012-04-18T08:40:34Z-
dc.date.issued2004-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/19327-
dc.descriptionDissertação de licenciatura apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbrapor
dc.description.abstractCom a realização deste estudo, pretendemos caracterizar os jogadores de Badminton portugueses, verificando as diferenças entre dois momentos de aplicação dos questionários nas habilidades psicológicas e ansiedade traço, em termos de género, experiência na modalidade e escalão competitivo. Pretendemos, ainda, verificar a relação entre as habilidades psicológicas e a ansiedade traço. A amostra é constituída por 98 atletas federados em Badminton de nacionalidade portuguesa, do género masculino e feminino, com idades compreendidas entre os 14 e os 42 (M= 19,74; DP= 6,167), representativos de 19 clubes. Os instrumentos utilizados foram o “Athletic Coping Skills Inventory-28” (ACSI-28), e o “Sport Anxiety Scale” (SAS), sendo constituídos por uma parte inicial, relativa aos dados demográficos. Na análise e tratamento dos dados recolhidos foi utilizado o SPSS, versão 12.0 para o Windows. As principais conclusões do presente estudo foram: de um modo geral, os jogadores de Badminton portugueses apresentam valores para as habilidades psicológicas próximos da média, com a excepção do factor treinabilidade; no que respeita às habilidades psicológicas a treinabilidade consiste no factor em que os atletas apresentaram valores médios mais elevados, enquanto a treinabilidade e o rendimento sobre pressão apresentam os valores mais baixos, em ambos os momentos; verificámos diferenças estatisticamente significativas entre o género, anos de experiências e os escalões competitivos, relativamente às habilidades psicológicas; existem diferenças estatisticamente significativas entre os anos de experiência e escalões competitivos (no segundo momento), relativamente às variáveis de ansiedade; não existem diferenças estatisticamente significativas entre o género e os escalões competitivos (no primeiro momento), relativamente à ansiedade traço; não existem diferenças estatisticamente significativas, quer nos factores das habilidades psicológicas, quer nas escalas de ansiedade e ansiedade total, entre o primeiro e o segundo momento; no que diz respeito às correlações efectuadas: foram encontradas algumas correlações significas e positivas, em ambos os momentos, entre os anos de experiência e alguns factores das habilidades psicológicas; foram encontradas algumas correlações significas e negativas, em ambos os momentos, entre os anos de experiência e escala de ansiedade somática, de preocupação e na ansiedade totalpor
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectAnsiedade competitivapor
dc.subjectHabilidades psicológicaspor
dc.subjectBadmintonpor
dc.titleHabilidades psicológicas e ansiedade traço em jogadores de badmintonpor
dc.typebachelorThesispor
dc.peerreviewedYespor
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
Appears in Collections:FCDEF - Vários
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Capa_Mono_Ângelo.pdf9.43 kBAdobe PDFView/Open
Monografia_Ângelo Santos.pdf835.32 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s)

210
checked on Jul 16, 2019

Download(s) 20

822
checked on Jul 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.