Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/18281
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTorgal, Luís Reis-
dc.contributor.authorSantos, Maria Alcina Ribeiro Correia Afonso dos-
dc.date.accessioned2012-02-13T12:45:24Z-
dc.date.issued2012-02-08-
dc.identifier.citationSANTOS, Maria Alcina Ribeiro Correia Afonso dos - Elites salazaristas transmontanas no Estado Novo : o caso de Artur Águedo de Oliveira (1984 - 1978) [em linha]. Coimbra : [s.n.], 2011. [Consult. Dia Mês Ano]. Tese de doutoramento. Disponível na WWW:http://hdl.handle.net/10316/18281por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/18281-
dc.descriptionTese de doutoramento em em Letras, na área de História, na especialidade de História Contemporânea, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbrapor
dc.description.abstractO assunto deste estudo, Elites Salazaristas Transmontanas no Estado Novo – o Caso de Artur Águedo de Oliveira (1894-1978), consiste na abordagem de uma interpretação possível das bases ideológicas nas quais assentou a política estadonovista, com particular relevância reflexiva sobre a biografia de um Homem que, além de ideólogo do regime, foi uma «mão» poderosa e incansável que o cultivou e serviu durante décadas, marcando de alguma forma, a História das Ideias e Mentalidades do Portugal Contemporâneo, com incidência na região de Trás-os-Montes. Para além do conhecimento da carreira de Águedo de Oliveira nos aparelhos político, administrativo, económico e financeiro do Estado Novo, foi elaborado um estudo da sua actividade nos aspectos ideológico, doutrinário e cultural. Com efeito, para uma compreensão e juizo crítico acerca deste Político do Estado Novo, na globalidade e profundidade suficientes e justificativas da sua inserção na História do Portugal Contemporâneo, afigura-se este tema como original, e de relevante interesse no alargamento das perspectivas e vias de interpretação do referido período histórico, bem como para o conhecimento da influência da elite política salazarista de Trás-os-Montes. A metodologia utilizada não foi, por conseguinte, cronológica, pese embora o acompanhamento do percurso político de Águedo de Oliveira, mas, essencialmente, temática e evolutiva, na medida em que, nos vários capítulos, se vai desenrolando o fio condutor da sua Ideologia e da sua Acção Política, não descurando o seu relacionamento com o elenco governamental a que pertenceu, em analogia e consonância com a «Identidade» do Regime. A demonstração que Águedo de Oliveira poderá, efectivamente, ser considerado um orador político, difusor da Propaganda do Estado Novo na sua generalidade (veja-se o capítulo primeiro «O modo transmontano de ser salazarista», o capítulo terceiro «O poder e as elites» e o capítulo quinto «Águedo de Oliveira: um percurso político, de S. Bento ao Terreiro do Paço) e do Regime Salazarista em particular, constitui também um objectivo deste estudo. A imitação do Mestre de Coimbra (Salazar), sempre pretendida, mas nem sempre conseguida por Águedo de Oliveira, auscultada no percurso da sua carreira política de ministro, deputado, «braço» activo de estruturas como a Legião Portuguesa e a União Nacional foi tratada, respectivamente, no capítulo quarto «Águedo de Oliveira, o pupilo de Salazar», e no capítulo sétimo «A Ideologia de Águedo de Oliveira». Uma interpretação extensiva regionalista (Trás-os-Montes) da actividade política de Águedo de Oliveira, onde o Regime se implantou com profundas raízes, de onde provieram, juntamente com ele, outras «mãos direitas» (Ministros) que asseguraram e difundiram as linhas mestras estadonovistas, fez parte, também, do conteúdo deste estudo. O último aspecto focado, constituindo o tema do capítulo oitavo «Alguns conteúdos temáticos da sua Biblioteca», traduziu-se numa via de, sem ultrapassar a natureza essencial do tema (intrinsecamente político), captar as linhas programáticas extrinsecamente demonstrativas do facto de um Político do Estado Novo acumular a Prática com a Ideologia, a Acção com as Convicções, a «Formação» com a «Informação», indubitavelmente presentes no «Caso» de Águedo de Oliveira. Nas Conclusões, aproximadas e não definitivas, formulam-se as seguintes perguntas: Quem foi o «Homem» Águedo de Oliveira? Em que sentido poderá ser interpretado como um «Homem Prático» de Salazar? Fazem parte integrante desta dissertação dois volumes anexos: - O Volume Anexo I: Documentos – O enunciado lógico da sua Ideologia; - O Volume Anexo II: Esboço de uma imagem da sua fotobiografia.-
dc.description.abstractThe subject of the study Elites Salazaristas Transmontanas no Estado Novo – O Caso de Artur Águedo de Oliveira (1894-1978) [Salazar’s Elites in Trás-Os-Montes During the Estado Novo- The Case of Artur Águedo de Oliveira (1894-1978)] is a possible interpretation of the ideological basis of the politics behind Estado Novo, with a particular reflexive emphasis on the biography of a man who was not only an ideologist from the regime, but also a powerful and restless hand that nourished and served the regime for decades, thus marking the History of Ideas and Mentalities of Contemporary Portugal, particularly in the region of Trás-os-Montes. One studied the career of Águedo de Oliveira within the political, administrative, economic and financial structures of the Estado Novo, as well as his activity regarding ideological, doctrinal and cultural aspects. In effect, to fully understand and elaborate a critical appraisal on this politician and his role within the Portuguese contemporary history, both globally and in depth, this theme is original and interesting to broaden the perspectives on and interpretation routes of the period being studied, as well as to understand the influence of Salazar’s political elites in Trás-os-Montes. Therefore, the methodology used was not chronological (although Águedo de Oliveira’s political career is followed), but rather thematic and evolutionary, since the different chapters develop the ideology behind his main line of thought and his political action, his relationship with the government, in an analogy with the “Identity” of the regime. The proof that Águedo de Oliveira may, in fact, be considered a political speaker, a diffusor of the general Propaganda of the Estado Novo (please refer to the first Chapter “O modo transmontano de ser salazarista” [The Trás-os-Montes way of following Salazar], third chapter “O poder e as elites” [The power and the elites], and the fifth chapter “Águedo de Oliveira: um percurso político, de S. Bento ao Terreiro do Paço” [Águedo de Oliveira: a political path, from S. Bento to Terreiro do Paço]) and particularly of Salazar’s Regime is also an objective of this study. The imitation of the “Master of Coimbra” (Salazar), a permanent but not always attained wish of Águedo de Oliveira, is easily perceived throughout his political career as a minister, member of the parliament, “active” right arm of structures such as the Portuguese Legion and the National Union. This topic is particularly dealt with on the fourth chapter “Águedo de Oliveira, o pupilo de Salazar” [Águedo de Oliveira, Salazar’s pupil] and on the seventh chapter “A Ideologia de Águedo de Oliveira” [The Ideology of Águedo de Oliveira]. This study also includes a regionalist and comprehensive interpretation of the political activity of Águedo de Oliveira. Trás-os-Montes was the place where the Regime grew with deep and strong roots, the origin of several “right-hand men” of this dictatorship, who secured and promoted the guidelines of the Estado Novo. The last aspect under focus, which becomes the theme of the eight chapter “Alguns conteúdos temáticos da sua Biblioteca” [Some thematic contents of his library], is translated into an attempt to capture, without surpassing the intrinsically political theme, the programmatic lines that extrinsically demonstrate the fact that a politician from the Estado Novo accumulated praxis with ideology, action with convictions, training with information, unquestionably present in the “case” of Águedo de Oliveira. In the conclusions, which are approximate and non-conclusive, the following questions are put forward: Who was Águedo de Oliveira, the man? How may one read him as a “practical man” of Salazar? This dissertation is composed of two attached volumes: - Volume Annex I: Documentos – O enunciado lógico da sua Ideologia [Documents – the logical statement of his ideology]; - Volume Annex II: Esboço de uma imagem da sua fotobiografia [Sketch of an image from his photobiography].-
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectHistória de Portugal -- Estado Novo-
dc.subjectOliveira, Artur Águedo de -- obra-
dc.subjectPolítica -- Portugal -- Estado Novo-
dc.subjectSalazarismo-
dc.titleElites Salazaristas Transmontanas no Estado Novo - O Caso de Artur Águedo de Oliveira (1984 - 1978)por
dc.typedoctoralThesispor
dc.date.embargoEndDate10000-01-01-
dc.peerreviewedNopor
item.languageiso639-1pt-
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
Appears in Collections:FLUC Secção de História - Teses de Doutoramento
Files in This Item:
File Description SizeFormat
O Caso de Águedo de Oliveira.pdf2.33 MBAdobe PDFView/Open
Fotobiografia de Aguedo - Anexo I.pdf104.09 MBAdobe PDFView/Open
Fotobiografia de Aguedo - Anexo II.pdf228.51 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 50

474
checked on Oct 20, 2020

Download(s) 10

1,794
checked on Oct 20, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.