Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/18025
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFerreira, Maria Manuela Frederico-
dc.contributor.authorGameiro, Teresa Marina Gaspar Lontro-
dc.date.accessioned2011-12-27T12:09:12Z-
dc.date.available2011-12-27T12:09:12Z-
dc.date.issued2011-12-07-
dc.identifier.citationGameiro, Teresa Marina Gaspar Lontro - Balanced scorecard em instituições hospitalares : esboço para o bloco operatório. Coimbra, 2011por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/18025-
dc.descriptionDissertação de mestrado em Gestão e Economia da Saúde, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, sob a orientação de Maria Manuel Frederico Ferreira.por
dc.description.abstractNos anos 80 surge o conceito de New Public Management que propõe aos serviços públicos a introdução de mecanismos de eficiência e princípios de gestão similares aos do sector privado. No sector da saúde, as instituições hospitalares procuram novas ferramentas de gestão como forma de solucionar dificuldades financeiras sem perda do nível de qualidade esperado pela população. O Balanced Scorecard é um modelo de gestão desenvolvido por Kaplan e Norton na década de 90 que auxilia as organizações a traduzir a estratégia em objectivos operacionais que direccionam comportamentos e o desempenho. É um instrumento que na sua forma original, a partir da visão e estratégia da organização, se desdobra em quatro perspectivas: financeira, dos clientes, dos processos internos e de aprendizagem e desenvolvimento. Inicialmente desenvolvida para o sector privado, na sua adaptação ao sector público, a missão, os valores e a visão tornam-se os pilares para o desenvolvimento da estratégia do BSC e a perspectiva financeira perde prioridade, dando lugar à perspectiva dos clientes, podendo ainda o modelo ser adaptado conforme a realidade onde pretende ser aplicado. Apoiado na revisão bibliográfica sobre esta ferramenta de gestão, este trabalho tem como objectivo o estudo da aplicação do BSC no Bloco Operatório. É um serviço complexo e completo, com actividade altamente especializada, representando um centro de custos com uso intensivo de recursos humanos, materiais, tecnológicos, económicos e sobretudo de tempo. Um instrumento de gestão adequado é um contributo para a tomada de decisão dos gestores responsáveis. O desenho do estudo é descritivo, recorrendo a entrevistas semi-estruturadas realizadas a responsáveis pela gestão do Bloco Operatório de iv diferentes instituições - enfermeiro-chefe, director do serviço e administrador da área cirúrgica - com o objectivo de encontrar pontos em comum que contribuam para a possível aplicação do BSC ao BO. Pretende-se que este trabalho para além de contribuir para uma gestão estratégica orientada, tendo em conta a segurança do utente, os ganhos para a saúde e a necessidade de controlo de custos, possa servir como forma de divulgação do método apresentado para que a sua aplicação passe a ser ponderada por todos os que têm responsabilidades de gestão nas organizações.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherFEUCpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectBalanced scorecardpor
dc.subjectGestão estratégicapor
dc.subjectInstituições Públicaspor
dc.subjectSector da sáudepor
dc.subjectBloco operatóriopor
dc.titleBalanced scorecard em instituições hospitalares : esboço para o bloco operatóriopor
dc.typemasterThesispor
dc.peerreviewedYespor
item.languageiso639-1pt-
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
Appears in Collections:FEUC- Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Teresa_Gameiro_CV_[MGES]-[2011].pdf401.21 kBAdobe PDFView/Open
Teresa_Gameiro_dissertação_[MGES]-[2011].pdf1.65 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 50

443
checked on Oct 13, 2020

Download(s) 5

3,902
checked on Oct 13, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.