Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/17751
Title: Variáveis moderadoras do impacto da responsabilidade social das empresas no compromisso organizacional
Authors: Vicente, Ana Luísa Fialho Meneses Sepúlveda 
Orientador: Rebelo, Teresa
Keywords: Responsabilidade social das empresas; Compromisso organizacional; Variáveis sócio-demográficas; Variáveis profissionais
Issue Date: 2008
Serial title, monograph or event: Variáveis moderadoras do impacto da responsabilidade social das empresas no compromisso organizacional
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A responsabilidade social das empresas (RSE) trata-se de um conjunto de políticas e consequentes práticas adoptadas pelas empresas, integrando as dimensões ética, legal, social e ambiental na estratégia organizacional e, em consequência, gerando valor para todos os seus stakeholders. O compromisso organizacional (CO), enquanto vínculo psicológico que os colaboradores estabelecem para com a organização, parece ser influenciado pelas percepções dos colaboradores relativamente a práticas e políticas de RSE. Com uma amostra de 289 colaboradores, procurámos clarificar qual o papel que as variáveis sócio-demográficas (género e idade) e profissionais (antiguidade e função) dos colaboradores exercem na relação entre percepções de RSE e CO. De acordo com este objectivo, foram conduzidas análises de regressão múltipla hierárquicas, tendo-se concluído que a variável género e a variável função moderam parcialmente o impacto de percepções de RSE no compromisso pessoal. Contrariamente ao esperado, a variável antiguidade não revelou moderar a relação entre a RSE e o compromisso pessoal, mas a variável idade revelou moderar parcialmente a relação entre a RSE e o compromisso de necessidade. As implicações teóricas e práticas destes resultados são analisadas e discutidas.
Corporate social responsibility (CSR) is a set of policies and consequent practices adopted by enterprises, integrating the ethical, legal, social and environmental dimensions in the organizational strategy and, in consequence, creating value to all stakeholders. Organizational commitment (OC), as a psychological bond that links workers to the organization, seems to be influenced by the perceptions of workers concerning practices e policies of CSR. With a sample of 289 workers, we intended to clarify the role of socio-demographic (gender and age) and professional variables (antiquity and function) of the workers in the relationship between CSR perceptions and OC. With that purpose in mind, sequential multiple regressions were conducted, having been concluded that gender and function partially moderate the impact of CSR perceptions on personal commitment. Contrary to our expectations, the antiquity variable didn’t reveal to moderate the relationship between CSR and personal commitment, but age revealed to partially moderate the relationship between CSR and need commitment. Theoretical and practical implications of these results are discussed.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia das Organizações e do Trabalho, apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/17751
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

361
checked on Sep 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.