Title: Tamanho corporal e desempenho funcional de jovens remadores entre os 12 e os 15 anos de idade
Authors: Silva Junior, Gil Oliveira da 
Keywords: Jovens remadores;Maturação;Remo;Desporto infanto-juvenil;Antropometria;Tamanho corporal
Issue Date: 2011
Citation: SILVA JUNIOR, Gil Oliveira da - Tamanho corporal e desempenho funcional de jovens remadores entre os 12 e os 15 anos de idade. Coimbra : [s.n.], 2011.
Abstract: Objetivo: Verificar o desempenho dos jovens remadores de 12 a 15 anos em provas duas provas de durações distintas. A primeira prova com predominância do sistema energético aeróbio, tendo como distância 2000 metros e a segunda prova com predominância do sistema anaeróbio, com distância de 500 metros e assim fazer a relação dos resultados obtidos com o estado maturacional, proporções antropométricas simples e compostas e volume de treino. Metodologia: Foram observado 30 jovens atletas de remo (10 da categoria iniciado e 20 da categoria juvenil) com idade entre 12 – 15 anos. Consideram-se variáveis antropométricas simples (massa corporal, estatura, altura sentado, comprimento de membros inferiores, pregas subcutâneas e diâmetros articulares) e compostas (índice de massa corporal, percentagem de massa corporal, soma das 6 pregas, índice de androgenia, índice córmico e rácio tronco/membros), maturação (estado maturacional através do maturity offset, percentagem de estatura matura predita, estatura matura predita e idade do pico de velocidade de crescimento), volume de treino (minutos de treino). Na avaliação no desempenho funcional, foram realizadas duas provas de duração e distâncias distintas, uma com 2000 metros de predominância aeróbia e outra de 500 metros de predominância anaeróbia em ergômetro especifico da modalidade. A análise de dados considerou a estatística descritiva. Foi utilizada a correlação bivariada com o coeficiente de Pearson para a verificação da correlação entre maturação, dimensões antropométricas e desempenho funcional. Adotando as variáveis antropométricas com maior grau de significância (p<0,01), como controle, foi utilizada a correlação parcial. Resultados: A amostra da categoria iniciados apresenta uma EMP de 180 cm, uma %EMP de 89,1% e idade no PVC aos 13,5 anos. A categoria juvenil apresenta uma EMP de 178,5 cm, um %EMP de 95,7% e idade no PVC aos 13,7 anos. Segundo o CDCP em relação à estatura, massa corporal e IMC, a amostra total apresenta valores acima da média populacional. O volume de treino apresenta correlação significativa (p<0,05) somente com o índice de massa corporal, as variáveis antropométricas com maiores correlações com os indicadores de estado maturacionais, %EMP, EMP e IC-PVC na categoria iniciado são a massa corporal (p<0,05), estatura (p<0,05), altura sentado (p<0,05), IMC (p<0,05) e % de massa corporal, no maturity offset as correlações são com massa corporal (p<0,01), estatura (p<0,01) e altura sentado (p<0,01). Na categoria juvenil as correlações com os indicadores de estado maturacional, com maior grau de significância (p<0,01) foram identificadas nas variáveis antropométricas estatura, altura sentado e comprimento de membros inferiores. Na prova de desempenho funcional de 2000 metros as variáveis antropométricas estatura (p<0,01) e altura sentado (p<0,01) apresentam maior nível de significância em ambas as categorias. Na prova de 500 metros na categoria iniciado as variáveis antropométricas massa corporal (p<0,05), estatura (p<0,01), altura sentado (p<0,05) e IMC (p<0,05) apresentam maior significância. Na categoria juvenil a massa corporal (p<0,05), estatura (p<0,01), altura sentado (p<0,01) e soma das 6 pregas subcutâneas (p<0,05) tem maiores correlações com o desempenho. Adotando a estatura e altura sentado como variáveis de controle para a correlação parcial, não foi verificada nenhuma correlação significativa. Conclusões: Os jovens atletas apresentam valores acima da média quando comparado a indivíduos de mesma idade cronológica em relação à estatura e massa corporal. Indivíduos em estado maturacional mais avançado tem melhores desempenhos nas provas funcionais. As variáveis antropométricas massa corporal, estatura e altura sentado contribuem para o desempenho nas provas funcionais.
___ Aim: Check the performance of young rowers from 12 to 15 years in two trials of different duration tests. The first trial predominantly aerobic energy system, taking away as 2000 meters and the second test with a predominance of the anaerobic system, with a distance of 500 meters, thus making the relationship of the results obtained with the maturational state, anthropometric proportions simple and compound and training volume. Methodology: We observed 30 young rowers (10 category started and 20 the juvenile category) aged 12-15 years. Considered to be simple anthropometric variables (weight, height, sitting height, lower limb length, diameter and Skinfold joint) and compound (body mass index, percentage of body mass, sum of six folds, androgyny index, index cormic and ratio and trunk / limb), maturation (maturational state by maturity offset, percentage of predicted mature height, mature height and predicted age of peak growth velocity), volume of training (minutes of training). In assessing functional performance tests were conducted two long and distinct distances, with a predominance of aerobic 2000 meters and 500 meters of another predominantly anaerobic ergometer specific mode. The data analysis considered the descriptive statistics. We used a bivariate correlation with Pearson's coefficient to investigate the correlation between maturation, anthropometric dimensions and functional performance. Adopting the anthropometric variables with a greater degree of significance (p<0.01), as control, partial correlation was used. Results: A sample of the category has started an EMP of 180 cm, %EMP from 89.1% in PVC and age to 13.5 years. The youth category has an EMP of 178.5 cm, %EMP from 95.7% in PVC and age to 13.7 years. According to the CDCP in relation to height, weight and BMI, the total sample shows values above the population mean. The training volume was correlated (p<0,05) only with body mass index, anthropometric variables with highest correlation with the maturational status indicators, %EMP, EMP and IC-PHV in the category are initiated body mass (p<0,05), height (p<0,05), sitting height (p<0,05), BMI (p<0,05) and% body mass at maturity offset correlations with body mass (p<0,01), height (p<0,01) and sitting height (p<0,01). In the juvenile category correlations with indicators of maturational state, with a greater degree of significance (p<0,01) were identified in the anthropometric variables height, sitting height and length of lower limbs. In proof of performance of 2000 meters the anthropometric variables height (p<0,01) and sitting height (p<0,01) have a higher level of significance in both categories. In the 500 meter race in the category started anthropometric variables of body mass (p<0,05), height (p<0,01), sitting height (p<0,05) and BMI (p<0,05) showed higher significance. In the category juvenile body mass (p <0.05), height (p <0.01), sitting height (p<0,01) and sum of six subcutaneous fold (p<0,05) have higher correlations with performance. Adopting the height and sitting height as control variables for the partial correlation was not observed any significant correlation. Conclusions: The young athletes exhibit above average when compared to individuals of the same age in relation to height and body mass. An individual in more advanced state of maturity has improved performance in functional tests. The anthropometric variables weight, height and sitting height contribute to performance in functional tests.
Description: Dissertação de mestrado em Treino Desportivo para Crianças e Jovens (Ciências do Desporto), apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Fisica da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/17569
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação MTDCJ V - Gil Junior - 2009125583.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.