Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/17391
Title: O impacto da gestão do conhecimento na qualidade de vida no trabalho: estudo empírico com colaboradores da produção na indústria automóvel
Authors: Gaspar, Inês Rodrigues Paula 
Orientador: Cardoso, Leonor
Keywords: Gestão do conhecimento; Qualidade de vida no trabalho; Organizações
Issue Date: 2007
Serial title, monograph or event: O impacto da gestão do conhecimento na qualidade de vida no trabalho: estudo empírico com colaboradores da produção na indústria automóvel
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A gestão do conhecimento consubstancia-se como um processo crucial para o desenvolvimento das organizações na medida em que se relaciona com a criação, disseminação e utilização do conhecimento nas organizações, com o intuito de estas atingirem plenamente os seus objectivos estratégicos. Na “Era do Conhecimento” as vantagens competitivas de uma organização sustentam-se na actividade e na valorização dos seus activos intangíveis pelo que se torna essencial implementar práticas que incrementam a qualidade de vida no trabalho. O presente estudo pretende avaliar o impacto das práticas de gestão do conhecimento na qualidade de vida no trabalho de um conjunto de colaboradores. Os resultados obtidos permitem afirmar que a gestão do conhecimento possui uma importância não negligenciável na qualidade de vida no trabalho. As práticas de gestão do conhecimento e a gestão social e discursiva revelaram-se preditores da qualidade de vida no trabalho, tendo uma forte influência nas questões relacionadas com o apoio no trabalho e motivação. A orientação cultural para o conhecimento surgiu como um preditor da qualidade de vida no trabalho quando esta é quantificada através da clareza do papel e as características do posto de trabalho. Contudo, verifica-se que a gestão estratégica do conhecimento não apresenta um efeito preditivo da qualidade de vida no trabalho, como seria teoricamente esperado. Este facto coloca novas questões, nomeadamente no que se refere aos factores que medeiam a relação entre a gestão do conhecimento e a qualidade de vida no trabalho
Knowledge management is a crucial process for the development of organizations, which have to create, administrate and, disseminate the utilization of knowledge to be able to fulfil their strategic goals. In the "Age of the Knowledge" the competitive advantages of an organization are supported in their activity and in the valuation of its intangible resources. So it becomes essential for organizations to implement practices that develop the quality of work life. The present study pretends to evaluate the impact of knowledge management practices in the quality of work life of a set of collaborators. The results allow us to affirm that knowledge management is perceived by the collaborators as having an important influence in their quality of work life. Practices of knowledge management and social and discursive management were predictors of quality of work life, with a strong influence on questions related to work support and motivation. Cultural orientation for knowledge was a good predictor of quality of work life when this variable was quantified by the clarity of work rank and the characteristics of work place. However, strategic management of knowledge does not present a predictive effect of the quality of life, as theoretically would be expected. This fact places new questions about the underlying factors of the relationship between knowledge management and quality of work life.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia das Organizações e do Trabalho, apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/17391
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

499
checked on Sep 23, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.