Title: Intervenção em património : (dois casos de estudo e duas contribuições teóricas)
Authors: Gil, Guilherme João Morais Campos 
Keywords: Pousada de Santa Marinha da Costa;Pousada de Santa Maria do Bouro;Pousadas, séc. 20-21;Património arquitectónico, Portugal, séc. 20-21
Issue Date: Jul-2011
Citation: Gil, Guilherme João Morais Campos - Intervenção em património : (dois casos de estudo e duas contribuições teóricas). Coimbra, 2011.
Abstract: O presente trabalho pretende elaborar uma reflexão acerca da intervenção em património construído. A abordagem ao tema é feita com base em dois casos de estudo: a Pousada de Santa Marinha da Costa e a Pousada de Santa Maria do Bouro. A escolha destes dois projectos incidiu na procura de focagem do estudo. Em ambos os casos, trata-se de edifícios históricos conventuais/monásticos portugueses que, ao longo dos séculos, foram objecto de adições, reconstruções e reformas, apresentando, por isso, uma forte proximidade nas suas qualidades tipológicas e morfológicas. A condição de ambos os edifícios antes da intervenção era idêntica, entregues ao abandono e em parcial estado de ruína. As duas intervenções, que visavam a reabilitação dos imóveis e a sua reconversão a pousada, respondendo a exigências programáticas análogas, foram entregues a dois arquitectos portugueses de sólido relevo na arquitectura contemporânea portuguesa e internacional, Fernando Távora e Eduardo Souto de Moura, traduzindo-se em obras de arquitectura qualificada e de incontestável cunho de autor. Esta fortíssima semelhança entre os pontos de partida dos dois projectos possibilitou tanto a focagem da abordagem do tema como uma análise comparativa das distintas metodologias projectuais perante contextos, problemas e imposições idênticas. A análise dos projectos referidos é feita através de ferramentas e de conceitos apreendidos no estudo de duas contribuições teóricas no campo do restauro e intervenção no património: a Teoria do Restauro (Teoria del Restauro), de Cesare Brandi (1906 – 1988), editado em 1963, e O Culto Moderno dos Monumentos (Der moderne Denkmalkultus), ensaio de Aloïs Riegl (1858-1905) datado de 1903. Cesare Brandi, no referido trabalho, apresenta uma nova abordagem metodológica baseada em processos de análise crítica da obra de arte, defendendo a validação dos seus aspectos históricos e qualidades estéticas, com o objectivo de garantir a transmissão da comunicação estética patente em cada obra. O produto dessa análise sustenta as escolhas e tomadas de decisões que resultam na operação e acções da intervenção. Brandi defende que cada caso de restauro é único, tornando impossível a definição de regras e normas fixas para a disciplina de restauro e que as escolhas na acção de restauro devem incidir sobre um conhecimento crítico e aprofundado da história, da estética e da matéria do objecto, de tal modo que as escolhas e acções consequentes desses juízos prévios possam orientar a acção de restauro da forma mais adequada a cada caso. Aloïs Riegl, em 1903, escreve O Culto Moderno dos Monumentos, enquanto historiador de arte e conservador de museu. O seu ensaio consiste numa análise crítica do significado de monumento histórico orientada através de uma distinção e oposição de duas categorias de valores dos monumentos: os valores rememorativos (Erinnnerungswerte), que dizem respeito ao tempo e ao passado e, portanto, à história e à memória; e os valores de contemporaneidade (Gegenwarstswerte), ligados ao presente e ao homem moderno. A asserção clara destes valores e do seu peso patentes num monumento histórico permite a compreensão e avaliação dos seus possíveis conflitos e oposições relativas traduzindo-se na possibilidade crítica e analítica das metodologias, estratégias e escolhas a adoptar na intervenção. Riegl nega o absoluto e a rigidez de normas e, assim como Brandi, não defende uma solução única, mas uma relativização dialéctica que permita orientar as acções perante cada caso. Com base nestes dois contributos teóricos, ambos abrindo espaço para uma postura crítica e de juízos de valor na intervenção em património, os casos de estudo deste trabalho, as pousadas de Santa Marinha da Costa e de Santa Maria do Bouro, surgem como duas possíveis abordagens metodológicas, resultando em projectos de arquitectura qualificada, que tinham por base o mesmo ponto de partida: a reconversão de um edifício conventual/monástico a pousada. Abstract This work attempts to be a reflection on architectural intervention in architectural heritage. The approach to this subject is based on two case studies: Pousada de Santa Marinha da Costa and Pousada de Santa Maria do Bouro. The choice of the aforementioned two projects resulted from the process of narrowing the scope of this study. Both projects are Portuguese historical monastic/conventual buildings, which were subjected, throughout the centuries, to additions, rebuilding and restoration, thereby presenting similarities in their typology and morphology. The state of both buildings before intervention was identical, both were abandoned and partially in ruins. The aim of the interventions was to rehabilitate and convert the buildings into “pousadas”; guided by similar programmatic requirements, the interventions were commissioned to two Portuguese architects, renowned in Portuguese contemporary and international Architecture: Fernando Távora e Eduardo Souto de Moura. Their intervention translated into highly qualified architectural works with undeniable personal marks. The striking resemblance between the starting point of the two projects allowed for the delimitation of the scope of the subject, as well as a comparative analysis of distinct project methodologies adopted in view of identical contexts, problems and impositions. The analysis uses tools and concepts acquired through the study of two theoretical approaches to restoration and intervention in historical buildings: Theory of Restoration (Teoria del Restauro), from Cesare Brandi (1906 – 1988), published in 1963, and The Modern Cult of Monuments (Der moderne Denkmalkultus), an essay by Aloïs Riegl (1858-1905) from 1903. Cesare Brandi presents a new methodological approach based upon processes of critical analysis of the work of art, defending the validation of its historical and aesthetical qualities, in order to assure the aesthetical communication manifest in every work. The outcome of such an analysis provides choices and decisions that will lead to intervention operations and actions. Brandi sustains that each restoration case is unique and, thus, it is impossible to define clear and fixed rules in the discipline of Restoration; according to him, the choices made in the course of a restoration action should focus on a critical and deep knowledge of the history, aesthetic and matter of the object, such that the choices and actions based on those judgments may guide the restoration action as adequately as possible in each particular case. Aloïs Riegl, in 1903, wrote The Modern Cult of Monuments as an art historian and museum conservator. His essay constitutes a critical analysis of the meaning of historical monument supported by the distinction and opposition of two value categories of monuments: the recollection values (Erinnnerungswerte), referring to time and past and, therefore, to history and memory; the contemporaneity values (Gegenwarstswerte), linked to present and modern man. To assert these values and their importance within the context of a historical monument enables one to understand and assess of possible conflicts and relative oppositions, and to a critical analysis of the methodologies, strategies and choices made prior to an intervention. Riegl denies the absolute and the rigidity of norms and, like Brandi, does not defend one only solution, rather a dialectical relativisation that guides actions in each particular action. Based on these two theoretical contributions, both allowing a judgmental and critical stance in heritage architecture, the case studies of Santa Marinha da Costa and Santa Maria do Bouro reveal two possible methodological approaches, which resulted in quality architecture works started from the same point of departure: the conversion of a conventual/monastic building into an “pousada”.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitectura, apresentada ao Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC.
URI: http://hdl.handle.net/10316/16621
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Arquitectura - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Intervenção em Património - Guilherme Campos Gil.pdf117.57 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.