Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15774
Title: Fluência verbal semântica e fonémica: estudos psicométricos e normativos numa amostra de adultos idosos saudáveis
Authors: Santos, Sílvia Andreia Esteves do Nascimento 
Orientador: Simões, Mário Rodrigues
Keywords: Fluência verbal, idoso
Issue Date: 2009
Serial title, monograph or event: Fluência verbal semântica e fonémica: Estudos psicométricos e normativos numa amostra de adultos idosos saudáveis
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A presente investigação tem como objectivo o desenvolvimento de estudos de natureza psicométrica e normativa no âmbito da Fluência Verbal Semântica e Fonémica, numa amostra de adultos idosos saudáveis. A amostra é constituída por 200 adultos idosos, voluntários, sem queixas cognitivas, com idades compreendidas entre os 60 e os 79 anos, escolarizados (1 a 3 anos e 4 ou mais anos de escolaridade), provenientes da comunidade e de Centros de Dia no distrito da Guarda. Esta amostra respondeu a várias tarefas de Fluência Verbal Semântica (categorias: “animais”, “alimentos que podemos comprar no supermercado”, “acções e actividades/coisas que as pessoas fazem” e “coisas que podemos ver na rua”) e Fluência Verbal Fonémica (letras “P, M e R”), em ensaios de 1 minuto para cada tarefa. As variáveis sócio-demográficas com um efeito significativo nos desempenhos na Fluência Verbal Semântica são o nível sócio-económico, a idade e o contexto social. Nos resultados da Fluência Verbal Fonémica destaca-se a influência do nível sócio-económico e da idade. Os sujeitos produzem mais palavras na Fluência Verbal Semântica (r=.92; p<0.01), em comparação com a Fluência Verbal Fonémica (r=.83; p<0.01). No entanto, o desempenho na Fluência Verbal Semântica apenas é superior à Fluência Verbal Fonémica para as categorias familiares, verificando-se um efeito da familiaridade das categorias semânticas nos resultados. Os sujeitos cometem mais erros por perseveração e recorrem com maior frequência às alternâncias como estratégias de busca e organização cognitiva. A correlação entre as duas tarefas de Fluência Verbal é positiva e estatisticamente significativa (r=.66; p<0.01). A consistência interna (alfa de Cronbach) é aceitável para a Fluência Verbal Semântica (.74) e elevada para a Fluência Verbal Fonémica (.87). Os valores de estabilidade temporal teste-reteste são baixos (r=.44; p=0.05), com melhores resultados na segunda aplicação para todos os ensaios de Fluência Verbal
The present investigation has as objective the development of psychometric and normative studies in the domain of Semantic and Phonemic Verbal Fluency, in a sample of healthy older adults. The sample included 200 older adults, volunteers, cognitively unimpaired, with ages between 60 and 79 years, scolarized (1 to 3 years and 4 or more years of education), coming for the community and Day Centers in the Guarda region. This sample answered various Semantic Verbal Fluency tasks (categories: “animals”, “aliments we can buy in the supermarket”, “actions and activities/things that people do” and “things we can see in the street”) and Phonemic Verbal Fluency tasks (“P, M and R” letters), in trials of 1 minute for each task. Socio-demographic variables with a significant effect on Semantic Verbal Fluency performance are socioeconomic level, age and social context. In Phonemic Verbal Fluency scores we note the influence of socioeconomic level and age. Subjects generate more words in Semantic Verbal Fluency (r=.92; p<0.01), in comparison with Phonemic Verbal Fluency (r=.83; p<0.01). No ever, Semantic Verbal Fluency performance is only higher than Phonemic Verbal Fluency performance for familiar categories and we can find a significant effect of semantic categories familiarity in the scores. Subjects make more perseverative errors and use switching more frequently like strategies of cognitive search and organization. Correlation between both tasks of Verbal Fluency is positive and statistically significant (r=.66; p<0.01). Internal reliability (Cronbach’s alpha) is acceptable for Semantic Verbal Fluency (.74) and high for Phonemic Verbal Fluency (.87). Test-retest reliability scores are small (r=.44; p=0.05), with better scores in the second application for all tasks of Verbal Fluency.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia do Desenvolvimento, Aconselhamento e Avaliação sob a orientação do Professor Doutor Mário Rodrigues Simões
URI: http://hdl.handle.net/10316/15774
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 5

1,657
checked on Sep 29, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.