Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15375
Title: A escolha entre terapias não convencionais e medicina convencional : uma análise sociológica das motivações e preferências dos doentes
Authors: Ribeiro, Rita Luzia Morais 
Orientador: Houart, Jacques
Seiça, Raquel
Keywords: Medicina alternativa; Medicina; Doentes -- patologia
Issue Date: 2010
Citation: RIBEIRO, Rita Luzia Morais - A escolha entre terapias não convencionais e medicina convencional : uma análise sociológica das motivações e preferências dos doentes. Coimbra : [s.n.], 2010
Abstract: Ao longo do tempo, as Ciências da Saúde têm vindo a evoluir com um corpo de conhecimentos, definidos através do método científico e da pesquisa. Actualmente, as terapias não convencionais têm-se afirmado como uma alternativa ou complemento à medicina convencional e um elemento importante para a prática dos cuidados de saúde, para a grande maioria na população ocidental. O aumento da popularidade das terapias não convencionais faz delas, na actualidade, um problema a considerar em termos de saúde pública. Os profissionais de saúde têm como missão alargar os seus limites do saber, aprofundando os domínios do conhecimento que guiam os seus actos. Neste sentido, com a presente dissertação procurámos identificar as razões que levam à procura das terapias não convencionais em alternativa à medicina convencional ou como um meio complementar da mesma, com o objectivo de contribuir para a melhoria da qualidade da intervenção e consequente melhoria da qualidade dos cuidados prestados no âmbito destas terapias. Em suma, pretendemos conhecer a importância das terapias não convencionais na sociedade actual sem que para isso seja necessário descredibilizar outras formas de ganhos em saúde. Neste âmbito, o presente estudo tem como objectivos: aprofundar conhecimento sobre terapias não convencionais; conhecer a percepção dos doentes em relação à medicina convencional e terapias não convencionais; identificar os factores que influenciam a escolha das terapias não convencionais; e identificar as doenças associadas à procura das terapias não convencionais. A presente dissertação tem como base um estudo exploratório/interpretativo, recorrendo a uma análise de conteúdo segundo Bardin, tendo sido realizadas vinte entrevistas a doentes frequentadores de clínicas de terapias não convencionais. No estudo empírico efectuado constatámos que a medicina convencional é uma ciência gerida por um conceito caracterizado pela sua função, ensino, exercício profissional, cultura e resolução de problemas físicos. As terapias não convencionais são percepcionadas como tendo uma origem antiga e oriental, uma base conceptual própria e um modelo holístico. Relativamente às diferenças entre a medicina convencional e as terapias não convencionais, torna-se evidente que o tratamento, o conhecimento, o modelo holístico, o tipo de atendimento, a percepção dos sintomas e os meios de diagnóstico utilizados, são discrepantes entre ambas. Já a credibilidade é imputada a ambas demonstrando que a complementaridade é desejada pelos participantes do estudo. No que concerne às expectativas da medicina convencional, surge a complementaridade entre esta medicina e as terapias não convencionais, a humanização dos cuidados e o conhecimento científico para obter resultados eficazes e eficientes. Em relação às sugestões para a medicina convencional, verifica-se o desenvolvimento do modelo holístico e da humanização dos cuidados e, para as terapias não convencionais, a comparticipação pelo governo e a legalização das suas práticas. As terapias não convencionais mais procuradas são a acupunctura, a homeopatia, o reiki e a osteopatia. Quanto às razões para a utilização das terapias não convencionais, as apontadas são: as falhas na medicina convencional, a curiosidade, os tratamentos usados e os resultados alcançados com as mesmas. Os resultados também demonstram que qualquer doença os leva à utilização das terapias não convencionais. Tendo em consideração os resultados obtidos podemos dizer que o ser humano enquanto “doente” usa diferentes estratégias para solucionar os seus problemas de saúde, recorrendo a recursos terapêuticos existentes na comunidade, escolhas essas, por vezes, influenciadas por crenças, valores e até pela natureza da própria doença.
Over time, Health Sciences have been developing with a body of knowledge defined by scientific method and research. Currently, non-conventional therapies have become available as an alternative or complement to conventional medicine and an important element in the practice of health care for the vast majority of Western populations. The increased popularity of non-conventional therapies makes them, at present, a public health care problem to take into consideration. Health care professionals have the mission to extend their limits of knowledge, deepening the areas of knowledge that guide their actions. In this sense, the present research sought to identify the reasons for searching of non-conventional therapies as an alternative to conventional medicine or as a means of complementing it, with the aim of contributing to improving the quality of the intervention and the consequent improvement in quality of health care provided under these therapies. In short, we want to know the importance of non-conventional therapies in today's society without it being necessary to discredit other forms of health gains. In this context the present study aims to deepen understanding of non-conventional therapies; know the patient's perception in relation to conventional medicine and non-conventional therapies; identify the factors influencing the choice of non-conventional therapies and identify the diseases associated with the search for non-conventional therapies. This dissertation is based on an exploratory / interpretive study, using a content analysis according to Bardin, having been conducted twenty interviews in patients who go to clinics where non-conventional therapies are used. In the empirical study carried out, we realized that conventional medicine is a science governed by a concept characterized by its function, education, professional exercise, culture and solving of physical problems. Non-conventional therapies are perceived as having an ancient oriental origin, a conceptual basis of its own and a holistic model. Regarding the differences between conventional medicine and non-conventional therapies, it becomes evident that the treatment, the knowledge, the holistic model, the type of health care, awareness of symptoms and means of diagnosis used are discrepant between the two. Credibility is attributed to both, demonstrating that complementarity is desired by the participants. Regarding the expectations of conventional medicine there is complementarity between this medicine and non-conventional therapies and the humanization of health care and scientific knowledge for effective and efficient results. Regarding suggestions for conventional medicine there is the development of the holistic model and the humanization of health care and, for non-conventional therapies the reimbursement by the government and the legalization of their practices. The most sought non-conventional therapies are acupuncture, homeopathy, reiki and osteopathy. The reasons outlined for the use of non-conventional therapy are: failures in conventional medicine, curiosity, treatments used and the results achieved with them. The results also show that any disease leads them to the use of non-conventional therapies. Given the results we can say that the human being as "ill" uses different strategies to solve his / her health problems, using existing therapeutic resources in the community, choices sometimes influenced by beliefs, values and even the nature of their disease.
Description: Dissertação de mestrado em Medicina (Saúde Pública), apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/15375
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação_mestrado_Rita Luzia Ribeiro.pdf2.48 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 1

2,946
checked on Dec 21, 2021

Download(s) 5

4,302
checked on Dec 21, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.