Title: Crescimento, maturação e potência aeróbia : estudo com futebolistas de 11 anos de idades
Authors: Severino, Vítor José Santos 
Keywords: Desporto infanto-juvenil;Jovens futebolistas;Maturação;Crescimento;Desempenho aeróbio;Bateria de testes
Issue Date: 2010
Citation: Severino, Vítor José Santos - Crescimento, maturação e potência aeróbia : estudo com futebolistas de 11 anos de idades. Coimbra : [ed. do autor], 2010
Abstract: Objectivo: Examinar a relação da morfologia externa, da maturação estudada por mais do que uma metodologia e da quantidade de prática anual, com a aptidão aeróbia de futebolistas masculinos de 11 anos de idade. Estudar perfis associados à posição táctica específica e ao estatuto maturacional dado pela discrepância entre a idade óssea e a idade esquelética. Metodologia: Foram observados 30 jovens futebolistas, todos pertencentes ao primeiro ano do escalão de infantis (nascidos em 1998). Consideraram-se variáveis morfológicas (massa corporal, estatura, altura sentado e pregas de gordura subcutânea), indicadores de maturação biológica (maturity offset, percentagem da estatura matura predita e idade esquelética usando o método de Fels), quantidade de prática anual (minutos de treino e de jogo) e experiência desportiva (número de anos de prática federada na modalidade). A determinação da potência aeróbia foi obtida através de um teste directo, máximo, contínuo e por patamares de carga progressiva, no treadmill. A análise de dados considerou a estatística descritiva geral (parâmetros de tendência central e dispersão) e o estudo associado aos subgrupos de interesse (estatuto maturacional e posição táctica específica). Recorreu-se à correlação de Pearson para estudar a associação entre os outputs de aptidão aeróbia e os indicadores de morfologia externa, maturação biológica e quantidade de prática anual. O nível de significância foi mantido em 5%. Resultados: A análise associada às categorias que compreendem o estatuto maturacional, dado pela discrepância entre a idade óssea e a idade esquelética, classifica mais sujeitos normomaturos (53%) do que avançados (27%) ou atrasados maturacionalmente (20%). Os futebolistas de estatuto maturacional avançado apresentam valores médios superiores em todas as variáveis de morfologia externa, incluindo medidas compostas (com excepção do índice córmico), têm mais minutos de jogo e obtiveram valores médios superiores de potência aeróbia absoluta. Quando relativizada à massa corporal, a potência aeróbia estimada é superior no grupo de estatuto maturacional atrasado. A análise descritiva por posição táctica parece destacar os defesas dos médios e dos avançados, como mais altos, mais pesados, com maior adiposidade, com mais minutos de utilização em jogo e com valores superiores de potência aeróbia absoluta. Foram encontradas correlações fortes entre a potência aeróbia absoluta e a massa corporal (r=+0.90, p≤0.01), estatura (r=+0.76, p≤0.01), maturity offset (r=+0.80, p≤0.01), percentagem actual da estatura matura predita (r=+0.77, p≤0.01) e uma correlação moderada com os minutos totais de utilização em jogo (r=+0.34, p≤0.05). Conclusões: A potência aeróbia está associada ao tamanho corporal e à maturação. O rocesso de selecção desportiva parece privilegiar o tamanho corporal e atletas avançados maturacionalmente sendo que, por outro lado, os treinadores tendem a seleccionar esses atletas para zonas defensivas, próximas da baliza.
Aim: To examine the association between morphology, maturity assessed using more than a single methodology, total amount of practice, and aerobic fitness of youth soccer players, aged 11 years old. To investigate playing position and maturity associated patterns, considering the variables described above. Methodology: The sample included 30 male soccer players in one competitive age group (11–12 years). Nevertheless, all subjects belonged to the first year of the particular age group. Morphological variables (weight, height, sitting height and subcutaneous skinfolds), maturity (maturity offset, percentage of predicted mature height and skeletal maturity using the Fels method), quantity of annual practice (training and playing minutes) and sportive experience (years of federate practice), were considered. Assessment of aerobic power was obtained using a direct, maximal and progressive treadmill protocol. Data analysis considered general and comparative (maturity status and playing position) descriptive statistic. Pearson’s correlation coefficient was calculated in order to consider the association between aerobic power outputs and morphology, maturity and sport participation parameters. Significance was maintained in 5%. Results: The maturity status-associated analysis (considering delayed, on time and early matures) given by the difference between skeletal and chronological age classifies more subjects on time (53%), followed by early mature (27%) and late mature (20%). Subjects classified as early matures showed higher average results for all the morphological parameters (excluding cormic index), total amount of playing minutes and absolute aerobic power, while maturity delayed soccer player showed higher relative aerobic power marks. Comparative descriptive data analysis by tactical playing position seems to illustrate defenders as taller, heavier, higher in adiposity, with superior total amount of playing minutes and better in absolute aerobic power. We found, as well, strong correlations between absolute aerobic power and weight (r=+0.90, p≤0.01), height (r=+0.76, p≤0.01), maturity offset (r=+0.80, p≤0.01) and percentage of predicted adult height (r=+0.77, p≤0.01). Moderate correlation between absolute aerobic power and total amount of playing minutes (r=+0.34, p≤0.05) was also found in the present study. Conclusions: Aerobic power seems to be associated with body size and maturity status. Thus, it seems that the process of sportive selection promote body size and maturity advanced athletes. On the other hand, it seems that youth soccer coaches tend to select those players to defensive tactical playing positions.
Description: Dissertação de mestrado em Treino Desportivo para Crianças e Jovens (Ciências do Desporto), apresentada à Fac. de Ciências do Desporto e Educação Fisica da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/14806
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação VJSSeverino.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.