Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/13504
Title: Avaliação da actividade neuromuscular dorsal e lombar em enfermeiros em três posicionamentos de doentes com acidente vascular cerebral
Authors: Gomes, Margarida Madeira Frota Antunes 
Orientador: Ribeiro, Carlos Alberto Fontes
Tavares, Paula Cristina Vaz Bernardo
Keywords: Doenças profissionais-- factores de risco; Enfermagem do trabalho; Manipulação e o posicionamento de doentes; Lesões músculo-esqueléticas
Issue Date: 2009
Citation: Gomes, Margarida Madeira Frota Antunes - Avaliação da actividade neuromuscular dorsal e lombar em enfermeiros em três posicionamentos de doentes com acidente vascular cerebral. Coimbra, 2009
Abstract: Em contexto hospitalar, os enfermeiros desempenham, as suas funções em diferentes serviços, desenvolvendo trabalho muito variado, envolvendo o manuseamento e transporte de carga elevada. Estas intervenções por vezes são efectuadas, envolvendo esforços excessivos e repetitivos, durante longos períodos de tempo, com a adopção de posturas incorrectas, realização de trabalho pesado, envolvendo a manipulação e o posicionamento de doentes com peso elevado. Na maioria das vezes estas actividades são realizadas pelos enfermeiros sem meios técnicos e humanos, contribuindo como factores de risco para o desenvolvimento de doenças profissionais tais como as lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho e/ou acidentes de trabalho. Sabe-se pelos estudos realizados que as lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho têm grande impacto na profissão de enfermagem, surgindo com maior prevalência lesões a nível da região dorsal e lombar. O presente estudo teve como objectivo principal avaliar em três posicionamentos, realizados por enfermeiros a doentes com acidente vascular cerebral, qual foi o posicionamento em que existe maior actividade neuromuscular nos músculos latissimus dorsi esq. e dir. e erector spinae esq. e dir., por parte dos enfermeiros. A amostra foi constituída por 8 enfermeiros do sexo masculino com idades compreendidas entre os 26 e os 52 anos. O estudo realizou-se no Serviço de Neurologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra e consistiu na realização de três posicionamentos pelo enfermeiro ao doente com acidente vascular cerebral, sendo os posicionamentos os seguintes: Posicionamento 1 – Decúbito lateral esquerdo; Posicionamento 2 – Sentado em semi-fowler; Posicionamento 3 – Transferência da cama para a cadeira de rodas. No que diz respeito à actividade neuromuscular esta foi avaliada nos músculos latissimus dorsi esq. e dir. e erector spinae esq. e dir. nos enfermeiros durante os três posicionamentos. Foram analisados os valores da percentagem do Root Mean Square / Raiz Quadrada Média do sinal (RMS), relativamente ao pico máximo da actividade (PMA) e da Mean Power Frequence (MPF) nos músculos latissimus dorsi esq. e dir. e erector spinae esq. e dir., e os valores da média do RMS para o total de tempo decorrido em cada posicionamento efectuado. Os resultados indicaram que não existiram diferenças significativas relativamente aos valores médios da amplitude e MPF entre os posicionamentos efectuados e entre os músculos entre si. Constatou-se também no nosso estudo uma prevalência elevada de lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho nos enfermeiros, sendo as lombalgias e as hérnias discais as que se destacaram. Relativamente às queixas referidas pelos enfermeiros durante os posicionamentos destacaram-se as contracturas e as lombalgias com maior sintomatologia. Concluiu-se que há necessidade de criar estratégias para melhorar, os cuidados a prestar nomeadamente, as práticas a realizar durante os posicionamentos aos doentes. O uso de dispositivos mecânicos de apoio e o aumento de recursos humanos seriam algumas estratégias de melhoria para prevenção das doenças profissionais e acidentes.
In an hospital context, nurses perform their duties in different services, doing several different tasks involving the handling and transport of heavy weights. These duties often involve excessive and constant efforts for long periods of time, using the wrong positioning, and performing heavy tasks involving manipulation and positioning of high weighting patients. Most of the times, nurses without the necessary technical and human means, perform these activities, contributing as risk factors to the development of professional diseases like muscular-skeletal lesions related with work and work accidents. We know from studies conducted that work related muscular-skeletal lesions have a great impact with nursing, having most relevance in the lumbar and dorsal areas. The present study by studying three different positionings performed by nurses with cerebral vascular accident patients pretended to evaluate which positioning required the highest neuromuscular activity in the Latissimus Dorsi and Erector Spinae muscles. The analysed sample included 8 male nurses between the ages of 26 and 52 and was conducted in the Neurology Service of the Hospitais da Universidade de Coimbra and consisted in the analysis of the positionings by the nurse with the vascular cerebral accident patient, being the positionings the following: Positioning 1 – left dorsal; Positioning 2 – semi-fowler; Positioning 3 – Transfer from the bed to a wheelchair. Concerning neuromuscular activity, it was measured in the Latissimus Dorsi (left and right) and Erector Spinae (left and right) muscles in nurses during all three positionings. For each positioning we analyzed the values of Root Mean Square (RMS) in relation to the maximum peak of activity and Mean Power Frequency in the referred muscles and the medium values of RMS to the total of time of the positioning. The results indicate that there are no significant differences of amplitude and the MPF between the positionings and the muscles themselves. Another conclusion is that there is an high rate of muscular-skeletal lesions related with work, the most relevant being low-back pain and hernia. And a high rate of complaints from nurses during positionings, prevailing low-back pain and contracture as the most frequent.
Description: Dissertação de mestrado em Saúde Ocupacional, apresentada à Fac. de Medicina da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/13504
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_mestrado_ Margarida Gomes.pdf12.83 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

403
checked on Aug 10, 2022

Download(s) 5

3,548
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.