Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/10650
Title: Atitudes da Comunidade Escolar Face à Inclusão de Alunos com Deficiência: Estudo Exploratório das Atitudes dos Professores de Educação Física Face ao Ensino de Alunos com Deficiência Motora
Authors: Silva, Sara Raquel Martins da 
Orientador: Ferreira, José Pedro Leitão
Campos, Maria João
Keywords: Deficiência motora; Comunidade escolar; Inclusão; Atitudes dos professores; Professores de educação física
Issue Date: 2008
Keywords: Deficiência motora; Comunidade escolar; Inclusão; Atitudes dos professores; Professores de educação física
Issue Date: 2008
Abstract: O estudo das atitudes dos professores de Educação Física face ao ensino de alunos com deficiência motora é uma área de investigação de grande interesse, na medida em que estas poderão ser um factor chave na melhoria da integração e implementação da inclusão de alunos com deficiência nas classes regulares. O conceito de atitude teve um papel bastante importante ao longo da história da Psicologia Social, sendo um dos mais antigos e estudados. Atitude pode ser entendida como um constructo hipotético, referente à tendência psicológica que se expressa numa avaliação favorável ou desfavorável de uma entidade específica (Eagly & Chainken, 1993). Os estudos realizados sobre esta temática em Portugal são escassos, não tendo sido verificado o efeito de algumas variáveis cruciais sobre este importante constructo. Estes estudos podem constituir-se como instrumentos relevantes para o desenvolvimento de futuras intervenções, possibilitando informações importantes para o sucesso da integração e, consequentemente, para o sucesso da inclusão. Permitem-nos, também, conhecer o estado das atitudes dos professores de Educação Física sobre a inclusão de alunos com deficiência no nosso país. O objectivo primordial deste trabalho é investigar as atitudes dos professores de Educação Física face à integração de alunos com deficiência motora, procedendo a uma investigação transversal, na qual serão analisadas as variáveis passíveis de influenciar as atitudes, como a “idade”, “género”, “tempo de serviço”, “nível de ensino”, “formação em ensino especial”, “percepção de competência” e “qualidade da experiência percebida”. O presente estudo apresenta um carácter exploratório de natureza descritiva, uma vez que o instrumento de medida utilizado, o PEATID III – Physical Educators’ Attitude Toward Teaching Individuals With Disabilities III (Rizzo, 1993), traduzido e adaptado para a população portuguesa por Campos, Ferreira e Gaspar (2007), nunca foi utilizado nesta população. A amostra foi constituída por 254 professores de Educação Física da Região Centro, sendo 164 são do género masculino e 90 do género feminino, com idades compreendidas entre os 21 e os 58 anos (M=36,64; SD=8,943). A análise realizada indica que a atitude dos professores de Educação Física face ao ensino de alunos com deficiência motora é moderadamente favorável. Do presente estudo, podemos ainda retirar como principais conclusões: 1) que os professores mais novos apresentam atitudes mais favoráveis em relação aos colegas mais velhos; 2) que professores com formação em ensino especial apresentam atitudes mais favoráveis em relação aos professores sem formação, bem como uma melhor qualidade da experiência e uma maior percepção de competências; 3) que quanto maior a qualidade da experiência percebida, mais favoráveis as atitudes e a percepção de competência; 4) que quanto mais competente se percepciona o professor, mais favoráveis as suas atitudes. Assim, apesar de as atitudes dos professores de Educação Física se terem revelado favoráveis face ao ensino de alunos com deficiência motora, verificamos que estes não partilham a ideia de uma “inclusão total”. Torna-se, então, necessária a implementação de estratégias, nomeadamente a nível da formação específica em ensino especial, para que os professores tenham uma maior segurança no ensino de alunos com deficiência e, logo, maior qualidade da experiência percebida e consequente melhor competência percebida, o que leva a atitudes mais favoráveis no ensino de alunos com deficiência motora. PALAVRAS-CHAVE: ATITUDES, DEFICIÊNCIA MOTORA, INCLUSÃO, PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA
Description: Disponível em suporte de papel na Biblioteca da FCDEF/UC
URI: http://hdl.handle.net/10316/10650
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ficheiro temporário.pdf211.51 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

98
checked on Aug 20, 2019

Download(s)

50
checked on Aug 20, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.