Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/10593
Title: Auto-percepção e Ansiedade físico-social: Estudo Exploratório com Grupos Etários de 1987 a 1997
Authors: Silva, Andreia Renata Martins da 
Orientador: Gaspar, Pedro Miguel Pereira
Keywords: Psicologia do desporto; Percepção de si; Ansiedade físico-social
Issue Date: 2008
Abstract: Objectivo do estudo: Avaliar a auto-percepção e ansiedade físico-social em crianças e adolescentes. Metodologia: O presente estudo baseou-se numa amostra de 716 indivíduos, (355 do género masculino e 363 feminino) os seus grupos etários variam entre 1997 e 1987. Os instrumentos de medida utilizados foram: Perfil de auto-percepção física - Physical Self-Perception Profile, PSPP de Fox e Corbin (1990); escala de ansiedade físico-social -Physique Anxiety Scale, Heart et al. (1989). Relativamente ao tratamento dos dados, utilizamos estatística descritiva: média, desvio padrão e a distribuição de frequências e na estatística inferencial recorremos à análise da variância: Teste T de Student, ONE way ANOVA, testes post-hoc e correlações de Pearson. Através dos resultados obtidos, verificamos que: relativamente ao género masculino é o que melhor se auto-percepciona e o que mais pratica actividade física, no entanto é o género feminino que possui uma ansiedade físico-social superior. A variável grupo etário tem influência na ansiedade físico-social e no passado desportivo dos indivíduos que fazem parte da amostra. Os grupos etários mais jovens são aqueles que apresentam uma melhor condição física, no entanto são os indivíduos mais velhos que são mais activos. Os grupos etários mais novos possuem valores de ansiedade físico-social superiores e por tal fazem mais dietas Quanto mais elevada são as auto-percepções de um indivíduo menor é a ansiedade física social. Objectivo do estudo: Avaliar a auto-percepção e ansiedade físico-social em crianças e adolescentes. Metodologia: O presente estudo baseou-se numa amostra de 716 indivíduos, (355 do género masculino e 363 feminino) os seus grupos etários variam entre 1997 e 1987. Os instrumentos de medida utilizados foram: Perfil de auto-percepção física - Physical Self-Perception Profile, PSPP de Fox e Corbin (1990); escala de ansiedade físico-social -Physique Anxiety Scale, Heart et al. (1989). Relativamente ao tratamento dos dados, utilizamos estatística descritiva: média, desvio padrão e a distribuição de frequências e na estatística inferencial recorremos à análise da variância: Teste T de Student, ONE way ANOVA, testes post-hoc e correlações de Pearson. Através dos resultados obtidos, verificamos que: relativamente ao género masculino é o que melhor se auto-percepciona e o que mais pratica actividade física, no entanto é o género feminino que possui uma ansiedade físico-social superior. A variável grupo etário tem influência na ansiedade físico-social e no passado desportivo dos indivíduos que fazem parte da amostra. Os grupos etários mais jovens são aqueles que apresentam uma melhor condição física, no entanto são os indivíduos mais velhos que são mais activos. Os grupos etários mais novos possuem valores de ansiedade físico-social superiores e por tal fazem mais dietas Quanto mais elevada são as auto-percepções de um indivíduo menor é a ansiedade física social.
Description: Disponível em suporte de papel na Biblioteca da FCDEF/UC
URI: http://hdl.handle.net/10316/10593
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Auto-percepção e Ansiedade físico-social.pdf547.14 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

207
checked on Sep 21, 2020

Download(s) 50

223
checked on Sep 21, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.