Title: A motivação para a profissão docente : contributo para a clarificação de situações de mal-estar e para a fundamentação de estratégias de formação de professores
Authors: Jesus, Saúl Neves de 
Keywords: Psicologia da Educação
Issue Date: 1996
Citation: JESUS, Saúl Neves de - A motivação para a profissão docente : contributo para a clarificação de situações de mal-estar e para a fundamentação de estratégias de formação de professores. Aveiro: Ed. Estante, 1996. 536 p.
Abstract: Tendo em conta a baixa motivação dos professores e dos potenciais professores na actualidade e as implicações negativas resultantes desta situação, procurámos estudar o fenómeno da motivação para a profissão docente de forma sistemática e aprofundada. Partimos de uma revisão crítica exaustiva de trabalhos anteriores sobre este tema, de um conjunto de teorias da motivação que permitissem estudar de forma integrada e fundamentada este fenómeno e realizámos investigações de campo que constituissem um avanço neste domínio e que permitissem formular propostas para resolução dos problemas identificados. Para a realização destas investigações foram elaborados diversos instrumentos de avaliação das variáveis em análise. De entre as principais conclusões obtidas destacaríamos as seguintes: . a formação de professores decorre segundo um modelo normativo que salienta as características do "professor ideal", quando deveria ser desenvolvida segundo um modelo relacional, potencializando o auto- conhecimento e as qualidades específicas de cada formando, através da antecipação do confronto com possíveis situações profissionais, durante a formação científica educacional, do apoio fornecido ao estagiário pelo seu orientador, durante o estágio pedagógico, e do trabalho em equipa, durante a formação contínua; . embora múltiplos factores possam contribuir para atrair potenciais professores para a profissão docente, manter os "melhores" professores e incentivar o empenhamento dos professores em geral, são sobretudo os factores de conteúdo ou intrínsecos à própria actividade profissional, como seja a expectativa ou a percepção de vocação para a profissão docente, que maior influência parecem ter na motivação para esta profissão; . no início de carreira, embora o apoio fornecido pelo orientador de estágio e os resultados profissionais obtidos pelo estagiário influenciem a motivação para a profissão docente, o desejo do professor estagiário continuar ou, ao contrário, abandonar a profissão docente no final do período de estágio é sobretudo função da motivação inicial para a profissão docente, no sentido de quanto mais o ingresso na profissão docente era desejado no passado, fazendo parte do seu projecto de vida, tanto mais resistente ao efeito de potenciais factores de mal-estar se revela este professor. Destas conclusões decorrem implicações práticas no que diz respeito a medidas que possam contribuir para a resolução do problema da falta de motivação para a profissão docente.
URI: http://hdl.handle.net/10316/1042
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.