Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/1033
Title: Enurese e enureses : as várias realidades dum mesmo fenómeno
Authors: Relvas, Ana Paula Pais Rodrigues da Fonseca 
Orientador: Dias, Carlos Amaral
Keywords: Psicologia Pedagógica
Issue Date: 23-Jan-1988
Citation: RELVAS, Ana Paula - Enurese e enureses : as várias realidades dum mesmo fenómeno. Coimbra : [s.n.], 1987. 590 p.
Abstract: Esta investigação, que tem como objectivo o estudo psico-social e familiar da enurese infantil, divide-se em duas partes: revisão bibliográfica e estudo de campo. Na revisão bibliográfica apresenta-se e discute-se a evolução histórica, definição, classificação e epidemiologia da enurese (Cap. I); analisa-se o valor da aquisição do controlo esfincteriano no processo de desenvolvimento – níveis neurofisiológico, psico-afectivo e cognitivo (Cap. II); abordam-se as teorias etiopatogénicas (Cap.III) e as perspectivas profilácticas e terapêuticas da enurese (Cap.IV). A contribuição mais pessoal da autora (Cap.V ) centra-se no estudo dos dados de um inquérito passado a 900 crianças (do Concelho de Coimbra, com idades compreendidas entre os 5 e os 11 anos). Através do Método da Análise Factorial de Correspondências avaliaram-se : 1) As relações entre dinâmica e estrutura familiares e a enurese ou o controlo urinário adequado; 2) as correspondências sócio-profissionais da enurese; 3) as características desenvolvimento e comportamentais da criança enurética e da não enurética 4) as correspondências entre comportamentos e atitudes da criança e da família e as características do próprio sintoma (a enurese nocturna secundária foi estudada separadamente). Observou-se que : 1) a enurese e o controlo miccional se associam a diferentes perfis da criança e da família 2) a enurese nocturna secundária apresenta dois enquadramentos distintos a nível familiar e individual – um aproxima-se do perfil da enurose em geral enquanto o outro apresenta caracteristicas que apontam para uma maior reactividade. A partir da discussão destes resultados (Cap. VI) sustenta-se o valor psicológico da enurose como sintoma de carácter psicossomático e põe-se em questão o significado clínico usualmente atribuido à distinção enurose primária/secundária, nomeadamente a sua unicidade na enurose nocturna secundária.
Description: Tese de doutoramento em Psicologia (Psicologia Clínica) apresentada à Fac. de Psicologia e de Ciências da Educação da Univ.e de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/1033
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

292
checked on Sep 23, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.