Title: Auto-avaliação da compreensão da leitura
Authors: Festas, Maria Isabel Ferraz 
Keywords: Psicologia Pedagógica
Issue Date: 1995
Citation: FESTAS, Maria Isabel Ferraz - Auto-avaliação da compreensão da leitura. Coimbra, 1995. 375 p.
Abstract: Partindo de uma concepção teórica em que se considera que a compreensão de um texto escrito consiste, essencialmente, na construção, por parte do leitor, de um modelo único da situação nele descrita (Johnson-Laird, 1983), o presente trabalho procurou saber em que medida as operações cognitivas implicadas nessa construção são objecto de um controlo de origem metacognitiva. Após uma breve apresentação, no capítulo 1, de alguns estudos que, no âmbito da psicologia cognitiva, se têm debruçado sobre a intervenção dos processos cognitivos na leitura, no capítulo 2 são analisadas as relações entre representação mental e estrutura linguística do texto. Afastando-nos de uma visão que perspectiva a representação do texto como sendo subordinada às suas estruturas linguísticas (Kintsch e van Dijk, 1978), é adoptado um modelo explicativo segundo o qual a representação do texto se constitui como representação das situações do mundo a que aquele se refere (Johnson-Laird, 1983). No capítulo 3 é salientada a importância dos modelos de funcionamento metacognitivo (Flavell, 1981), destacando-se o papel que os mesmos atribuem ao controlo metacognitivo - modo como o sujeito pode controlar a sua actividade e o seu desenvolvimento cognitivos -, enquanto moderador da competência intelectual (Lefebvre-Pinard e Pinard, 1985). A forma particular como a actividade metacognitiva se pode exercer na leitura e na compreensão de textos é analisada no capítulo 4. Admitidas as dificuldades experimentadas pelos sujeitos na auto-avaliação da sua compreensão (Baker, 1984; Markman, 1981), o capítulo 5 reporta-se a três estudos experimentais realizados pela autora, em que através da manipulação de textos foi dificultada a construção de um modelo único acerca dos mesmos e em que se procurou averiguar se sujeitos de diferentes níveis de escolaridade - terceiro e sexto anos e alunos universitários - exerciam um controlo metacognitivo sobre a (in)coerência do modelo construído. A partir dos resultados alcançados, podemos concluir pela existência de problemas generalizados no controlo metacognitivo da compreensão, facto que está na origem do desconhecimento, por parte do leitor, de que a leitura de um texto não o conduziu à construção de uma representação integrada sobre o mesmo.
URI: http://hdl.handle.net/10316/1029
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.