Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/100748
Title: Melhoria da decisão clínica e dos resultados - Avaliação de uma recomendação de monitorização em utentes com Diabetes Mellitus tipo 2
Other Titles: Improvement of clinical decision and results - Evaluation of a recommendation for monitoring in patients with type 2 Diabetes Mellitus
Authors: Sousa, Joana Margarida Rodrigues e
Orientador: Rodrigues, João Nunes
Raposo, Víctor Manuel dos Reis
Keywords: Diabetes Mellitus; Governação Clínica; Cuidados de Saúde Primários; Diabetes Mellitus; Clinical governance; Primary Care
Issue Date: 16-Dec-2021
Serial title, monograph or event: Melhoria da decisão clínica e dos resultados - Avaliação de uma recomendação de monitorização em utentes com Diabetes Mellitus tipo 2
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A governação clínica é um termo utilizado desde 1997, sendo que em Portugal foi uma das estratégias adotadas pelos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACeS) para melhorarem e manterem a qualidade dos seus cuidados. A Organização Mundial dos Médicos de Família (WONCA) declara que assegurar qualidade é um processo de atividades planeadas baseadas na revisão e melhoria da execução com o objetivo da melhoria contínua dos standards de cuidados médicos. Deste modo, para ser possível uma evolução da qualidade a nível dos cuidados de saúde, é fundamental o desenvolvimento de modelos de melhoria contínua da qualidade.Uma das patologias com uma prevalência significante a nível dos Cuidados de Saúde Primários é a DM, nomeadamente a DM2. O tratamento da DM2 envolve medidas não farmacológicas e farmacológica, que inclui os antidiabéticos orais e terapêutica injetável. A nível dos utentes com DM2 não-insulino tratados, a melhor ferramenta para avaliar o controlo metabólico e averiguar a necessidade de ajuste terapêutico é o valor de hemoglobina glicada A1c. Contudo, em Portugal, em Portugal, os produtos para a automonitorização da glicemia capilar são prescritos em mais de um terço dos pacientes com DM2 não insulino tratados, embora a evidência da sua eficácia seja limitada. Em maio de 2019 foi publicada uma recomendação pela Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro sobre a monitorização da glicémia capilar e intersticial em utentes com DM2, tendo sido proposto efetuar-se uma análise da prescrição de tiras de glicémia capilar e intersticial nos ACeS da ARS Centro.Tendo em conta os princípios de boa governação clínica é importante avaliar os efeitos desta recomendação na decisão clínica, nos resultados esperados (identificados na respectiva recomendação) e nas práticas organizacionais relacionadas com a melhoria continua da qualidade que a reforma dos cuidados de saúde preconizou através de modelos organizacionais inovadores.Este trabalho tem como objetivo a realização de uma avaliação contínua da qualidade relativamente à desprescrição de material para a auto-monitorização da glicémia capilar em utentes com DM2 procurando determinar o seu impacto na decisão clínica, nos resultados esperados e nas práticas organizacionais das unidades de saúde.
Clinical governance is a term used since 1997, and in Portugal it was one of the strategies adopted by the ACeS to improve and maintain the quality of their care. The World Organization of Family Physicians (WONCA) declares that quality assurance is a process of planned activities based on reviewing and improving execution with the aim of continuously improving standards of medical care. Thus, in order to be able to improve the quality of healthcare, it is essential to develop models for continuous quality improvement.One of the pathologies with a significant prevalence at the level of Primary Health Care is DM, namely DM2. The treatment of DM2 involves non-pharmacological and pharmacological measures, which include oral antidiabetics and injectable therapy. At the level of patients with non-insulin T2DM treated, the best tool to assess metabolic control and ascertain the need for therapeutic adjustment is the glycated hemoglobin A1c value. However, in Portugal, in Portugal, products for the self-monitoring of capillary blood glucose are prescribed in more than a third of patients with non-insulin DM2 treated, although the evidence of their effectiveness is limited. In May 2019, a recommendation was published by the Pharmacy and Therapeutics Committee of the Regional Health Administration (ARS) of the Center on the monitoring of capillary and interstitial blood glucose in patients with DM2, and it was proposed to carry out an analysis of the prescription of strips capillary and interstitial blood glucose levels in ARS Centro's ACeS.Taking into account the principles of good clinical governance, it is important to assess the effects of this recommendation on clinical decision, expected results (identified in the respective recommendation) and organizational practices related to the continuous improvement of quality that the health care reform advocated through innovative organizational models.This work aims to carry out a continuous assessment of the quality of material for self-monitoring of capillary blood glucose in patients with DM2 seeking to determine its impact on clinical decision, expected results and organizational practices of health units.
Description: Dissertação de Mestrado em Gestão e Economia da Saúde apresentada à Faculdade de Economia
URI: http://hdl.handle.net/10316/100748
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação_MGES_JoanaSousa.pdf1.64 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons