Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/100083
Title: Análise das barreiras à sustentabilidade nas cadeias de abastecimento: Uma abordagem multicritério
Other Titles: Analysing the barriers to sustainability in supply chains: A multi-criteria approach
Authors: Gonçalves, Hugo Miguel Batista
Orientador: Ferreira, Luís Miguel Domingues Fernandes
Magalhães, Vanessa Sofia Melo
Keywords: Sustentabilidade; Gestão de Cadeia de Abastecimento; Gestão de Cadeia de Abastecimento Sustentável; Tomada de decisão com múltiplos critérios; Sustainability; Supply Chain Management; Sustainable Supply Chain Management; Multi-criteria decision making
Issue Date: 14-Feb-2022
Serial title, monograph or event: Análise das barreiras à sustentabilidade nas cadeias de abastecimento: Uma abordagem multicritério
Place of publication or event: Departamento de Engenharia Mecânica
Abstract: O aumento das atividades nos diferentes setores de produção e/ou serviços tem impulsionado a deterioração do meio ambiente. Consequentemente, a degradação do meio ambiente tornou-se num tema de destaque dentro das organizações. As atividades de uma organização podem afetar tanto a própria organização como, também, fora da própria organização. Como tal, as organizações começaram a adotar o conceito de sustentabilidade nas suas cadeias de abastecimento, a fim de mitigar a poluição, melhorar o desempenho ambiental e o bem-estar social, aumentar a eficiência das diversas atividades e maximizar o lucro. Uma gestão sustentável de uma cadeia de abastecimento envolve a consideração das questões ambientais de todos os processos envolvidos, mas também as questões sociais e económicas, com o objetivo de minimizar as suas consequências negativas. Contudo, implementar o sustainable supply chain management (SSCM), dificilmente é uma tarefa fácil para a maioria das organizações, pois existem diversos fatores que funcionam como barreiras.Este estudo tem como objetivo identificar e compreender melhor as barreiras ao SSCM, já que este é um passo crucial para as conseguir ultrapassar, procedendo à sua priorização e classificação relativamente à sua importância, através da técnica Best-Worst Method (BWM). Os principais resultados sugerem que as barreiras económicas e financeiras surgem como a principal categoria de barreiras, nomeadamente, a falta de financiamento e de capital para realizar mudanças funcionam como o maior entrave ao SSCM. Deste modo, pode-se concluir que este estudo pode ser útil para organizações que pretendam implementar o SSCM, fornecendo informações sobre as barreiras mais importantes e as estratégias que podem ajudar à sua superação.
The increase in activities in different production and/or service sectors, has driven the deterioration of the environment. Consequently, environmental degradation has become an issue of global prominence within organizations. The activities of an organization can affect its environment, both within the organization itself (the supply chain, customers and suppliers) and also outside the organization (the environment, society and the economy). As such, organizations have begun to adopt the concept of sustainability in their supply chains in order to mitigate pollution, improve environmental performance and social well- being, increase the efficiency of the various activities, enhance the brand, develop the company, and maximise profit. Sustainable supply chain management (SSCM) involves considering the environmental issues of all the processes involved, but also the social and economic issues, in order to minimise their negative consequences. However, implementing SSCM is hardly an easy task for most organizations, as there are several factors that act as barriers.This study aims to identify and better understand the barriers to SSCM, since this is a crucial step to overcome them, and to prioritise and classify them according to their importance, through the Best-Worst Method (BWM) technique, so that sustainability in supply chains can be achieved. The main results suggest that economic and financial barriers emerge as the main category of barriers, namely, the lack of funding and capital to make changes in activities and include sustainability, act as the biggest barrier to SSCM. Thus, it can be concluded that this study can be applied to organizations that intend to implement SSCM, providing information about the most relevant barriers and the strategies that can help overcome them.
Description: Dissertação de Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/100083
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Template_Dissertação_Hugoo_finall_(corrigida)!!.pdf1.92 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

28
checked on Aug 5, 2022

Download(s)

26
checked on Aug 5, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons