Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43476
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCravidão, Fernanda-
dc.contributor.authorSantos, Norberto-
dc.contributor.authorMoreira, Claudete Oliveira-
dc.contributor.authorFerreira, Rui-
dc.contributor.authorNossa, Paulo-
dc.contributor.authorSilveira, Luís-
dc.date.accessioned2017-09-18T08:56:43Z-
dc.date.available2017-09-18T08:56:43Z-
dc.date.issued2017-09-15-
dc.identifier.isbn978-989-96810-7-1por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/43476-
dc.descriptionUNESCO UNITWIN NETWORK 2017 UNITWIN Launched in 1992, the UNITWIN/UNESCO Chairs Programme promotes international inter-university cooperation and networking to enhance institutional capacities through knowledge sharing and collaborative work. The Programme supports the establishment of UNESCO Chairs and UNITWIN Networks in key priority areas related to UNESCO’s fields of competence – i.e. in education, the natural and social sciences, culture and communication. Lançado em 1992, o Programa de Cátedras da UNITWIN/UNESCO promove a cooperação e interligação entre universidades, a nível internacional, para reforçar as capacidades institucionais através da partilha de conhecimento e do trabalho colaborativo. O Programa apoia o estabelecimento de Cátedras UNESCO e Redes UNITWIN em áreas chave prioritárias relacionadas com os domínios de competência da UNESCO – educação, ciências naturais e sociais e comunicação.por
dc.description.abstractA segunda metade do século XX iniciou um tempo de mudança, para a sociedade em geral e para cada um em particular.Embora o desenvolvimento não seja global, não deixa de ser verdade que conceitos como sustentabilidade e desenvolvimento sustentável, património e cultura, turismo e ética, singularidade e autenticidade, materialidade e imaterialidade, entre outros, entraram no léxico da investigação científica, do discurso político, em planos estratégicos de desenvolvimento e de organizações não-governamentais. A assunção que o Ser Humano é o património mais relevante tem ajudado a construir um caminho onde o respeito pelo outro, a valorização do que nos diferencia, pode constituir uma plataforma de encontros onde os lugares e cada lugar têm um papel decisivo. É neste contexto que a cultura/património como elemento diferenciador, assume um significado progressivo e continuadamente relevante. Os territórios, enquanto lugares de construção humana, adquirem pela sua identidade/autenticidade, um papel central na sociedade global. São muitos e diversos os responsáveis por esta construção. Quer no ponto de vista individual quer no coletivo. A criação da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em novembro de 1945 vem ao encontro deste caminho. A preocupação em salvaguardar o percurso, ainda visível da história da Humanidade, qualquer seja a sua dimensão e localização geográfica, é exemplo de uma preocupação global onde todos devemos estar envolvidos. Muitos destes sítios classificados Património Mundial da UNESCO são também, por isto mesmo, lugares turísticos. E assim, sujeitos a diferentes usos, quase sempre distantes da sua função inicial. Uso que os não deve destruir, descaraterizar, massificar. Antes, sim, preservar ou restabelecer a autenticidade que os identifica. Que os torna únicos. É neste contexto, aparentemente contraditório, que se centraliza a reflexão que se pretende desenvolver neste encontro internacional Identidade Local e Gestão Turística dos Sítios Património Mundial - Tendências e Desafios, no âmbito da rede Cultura, Turismo e Desenvolvimento. Sendo contemporâneos de um tempo em que os turismos não param de aumentar, de se diversificar e de se assumir como valor social de referência, enquanto atividade económica de pendor sistémico, assistimos ao incremento do turismo cultural e patrimonial como expressão da capacidade que as sociedades apresentam de transformar os seus legados em produtos de consumo e instrumentos de desenvolvimento local e regional. Nesta perspetiva impõe-se a necessidade de compreender as motivações do turista e analisar os perfis dos visitantes, cada vez mais associados a situações de multiatração e a uma procura plurimotivacionada, sempre orientada no sentido de uma maior exigência, de uma real compreensão do que se visita, da busca da experiência e da emoção, da participação comprometida mediada pela ética e pelos comportamentos sustentáveis; um novo turismo que cresce em cada um de nós, na procura do ser em cada viagem, em cada lugar. O interesse e o desejo, crescentes, pelos lugares onde o património histórico e cultural, material e imaterial, permite (re)encontrar a singularidade, a autenticidade, a notoriedade e, simultaneamente, a originalidade dos Sítios de Património Mundial, obrigam a que a sua gestão turística seja feita de forma a que a sustentabilidade física, social, cultural e económica constitua uma preocupação permanente e dinâmica, de abordagem sistémica, aberta e complexa.por
dc.description.abstractThe second half of the twentieth century began a time of change for society in general and each individual in particular. Although the concept of development is not globally understood as the same phenomenon, concepts such as sustainability and sustainable development, heritage and culture, tourism and ethics, uniqueness and authenticity, materiality and intangibility, among others, have entered the lexicon of scientific research, political speeches, strategic and development plans, and non-governmental organizations. The assumption that the human being is the most relevant heritage is decisive for respecting the other and valuing the differences between us. This approach might help creating a common sphere where everyone and every place plays a crucial role. It is in this context that culture/heritage, as a differentiating element, undertakes a progressive and continuously relevant meaning, a core part in global society. Are many and diverse responsible for this construction. Whether the individual point of view or the collective. The creation of UNESCO (United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization) in November 1945 is a fundamental stepping-stone in this context. The concern to protect the still visible course of the history of Humankind, independent from the dimension or geographical location is the example of a global concern which should involve all of us. Many of these sites listed in UNESCO’s World Heritage List, are also, for this same reason, touristic sites, and thus subject to different uses, almost always different from their initial purpose. These uses should not imply destruction, loss of genuineness, or massification. They should instead preserve or re-establish the authenticity that identifies these sites, making them unique. This apparently contradictory context lays the focus of the reflection that is aimed to be developed in this international meeting: "Local Identity and Tourism Management on World Heritage Sites: Trends and Challenges", in the framework of the International UNESCO-UNITWIN Network Culture, Tourism and Development. Simultaneously, tourism is rapidly expanding. It is increasingly diverse and considered as an important social value. Its economic value is also increasing as its weight grows in national GDP. We also witness the development of cultural and heritage tourism as an expression of the ability of societies to turn their legacy into consumer products and instruments of local and regional development. In this perspective there is the need to understand the motivations of the tourist and the profiles of the visitors, connected with multi-attraction and multi-motivation demand. It is important to encompass an understanding of what is being visited, the quest for experience and emotion, the committed participation mediated by ethics and sustainable behaviours; to create the conditions for a new, ontological tourism to grow inside each one of us, in every journey, in each place. The increasing interest and desire for the historical and cultural heritage sites, material or immaterial, allows us to (re)discover the singularity, the authenticity, notoriety and, at the same time, the originality of World Heritage Sites, causing its tourism management to be carried out in such a way that the physical, social, cultural and economic sustainability becomes a permanent and dynamic concern, open and complex.por
dc.description.sponsorshipFCT, Compete 2020, Portugal 2020, Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, Universidade de Coimbra, Câmara Municipal de Coimbra, Departamento de Geografia e Turismo, CEGOT, UNESCO/UNITWIN Networkpor
dc.language.isoengpor
dc.publisherDepartamento de Geografia e Turismo da Universidade de Coimbrapor
dc.relationPOCI-01-0145-FEDER-006891por
dc.relationrefª FCT: UID/GEO/04084/2013por
dc.rightsopenAccesspor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/por
dc.subjectTurismopor
dc.subjectTourismpor
dc.subjectSítios Património Mundialpor
dc.subjectWorld Heritage Sitespor
dc.subjectPatrimóniopor
dc.subjectHeritagepor
dc.subjectGestão Turísticapor
dc.subjectTourism Managementpor
dc.subjectPatrimónio Tangível e Intangívelpor
dc.subjectTangible and Intangible Heritagepor
dc.subjectGestão de Destinos e Sustentabilidadepor
dc.subjectManagement of Destinations and Sustainabilitypor
dc.subjectRotas Turistaspor
dc.subjectTourist Routespor
dc.subjectPaisagens Culturaispor
dc.subjectCultural Landscapespor
dc.titleLocal identity and tourism management on world heritage sites. Trends and challenges = Identidade local e gestão turística de sítios património mundial. Tendências e desafios.por
dc.title.alternativeConference Proceedings = Livro de ataspor
dc.typebookpor
degois.publication.firstPage1por
degois.publication.lastPage813por
degois.publication.locationCoimbrapor
degois.publication.titleLocal identity and tourism management on world heritage sites. Trends and challenges = Identidade local e gestão turística de sítios património mundial. Tendências e desafios.por
dc.peerreviewednopor
degois.publication.volume1por
Appears in Collections:FLUC Geografia - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Local identity and tourism management on World Heritage sites - trends and challenges.pdf30.41 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.