Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/99752
Title: Ontologia, lógica e linguagem: uma reflexão introdutória
Authors: Machado, Luís Miguel Oliveira 
Keywords: Ontologia; Lógica; Linguagem; Universais; Ontology; Logic; Language; Universals
Issue Date: 27-Dec-2021
Publisher: Representação do Conhecimento, Ontologias e Linguagem (ReCOL) da Universidade Federal de Minas Gerais
Project: SFRH/BD/145937/2019 
Serial title, monograph or event: Fronteiras da Representação do Conhecimento
Volume: 1
Issue: 2
Place of publication or event: Minas Gerais (Brasil)
Abstract: O acto de classificar pode ser considerado um processo indispensável à construção de Sistemas de Organização do Conhecimento. Em sistemas ontológicos, o intento de classificar o mundo divide opiniões quanto à sua viabilidade e fiabilidade. A generalização efetuada a partir de entidades singulares e sua relação com o conhecimento é central nesta problemática. Usando a distinção proposta por Bunge, entre universais substanciais e conceituais, aborda-se a relação entre o estudo ontológico, a lógica e a linguagem. Descreve-se a operação de “ontologização” de uma linguagem e aborda-se o problemático uso da linguagem lógica para deduzir categorias ontológicas. Finaliza-se clarificando as diferenças entre a visão platónica associada à lógica de primeira-ordem e o chamado essencialismo aristotélico. A reflexão apresentada aponta para a necessidade da inclusão da abordagem ontológica como instrumento interdisciplinar para uma visão mais abrangente da sociedade.
The act of classifying can be considered an indispensable process in the construction of Knowledge Organization Systems. In ontological systems, the attempt to classify the world divides opinions as to its viability and reliability. The generalization made from singular entities and its relation to knowledge is central to this issue. Using the distinction proposed by Bunge between substantial and conceptual universals, the relationship between ontological study, logic, and language is approached. The operation of “ontologization” of a language is described and the problematic use of logical language to deduce ontological categories is addressed. It concludes by clarifying the differences between the Platonic view associated with first-order logic and the so-called Aristotelian essentialism. The reflection presented suggests the need for the inclusion of the ontological approach as an interdisciplinary tool for a more comprehensive view of society.
URI: http://hdl.handle.net/10316/99752
ISSN: 2764-3743
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CEIS20 - Artigos em Revistas Internacionais
FLUC Secção de Informação - Artigos em Revistas Internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat
2021_-_Machado_-_Ontologia__lA_gica_e_linguagem.pdf872.65 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

27
checked on Dec 5, 2022

Download(s)

13
checked on Dec 5, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons