Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/99301
Title: Behavior Rating Inventory of Executive Function-Second Edition (BRIEF-2): Estudos de validade discriminante com um grupo de crianças e jovens de Altas Capacidades
Other Titles: Behavior Rating Inventory of Executive Function-Second Edition (BRIEF-2): Discriminant validity studies with a group of children and young people of High Abilities
Authors: Nogueira, Beatriz Almeida
Orientador: Pereira, Marcelino Arménio Martins
Keywords: High Abilities; Giftedness; Executive Functions; BRIEF-2; Discriminant Validity; Altas Capacidades; Sobredotação; Funções Executivas; BRIEF-2; Validade Discriminante
Issue Date: 25-Nov-2021
Serial title, monograph or event: Behavior Rating Inventory of Executive Function-Second Edition (BRIEF-2): Estudos de validade discriminante com um grupo de crianças e jovens de Altas Capacidades
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Recently, there has been a growing interest in the study of executive functions in the field of High Abilities, however, this is still an underexplored domain, which reinforces the need for greater investment in this subject.This exploratory study had as main objective to test the discriminant validity of the Behavior Rating Inventory of Executive Function-Second Edition (BRIEF-2) in a group of children and young people of High Abilities.For this purpose, two independent samples were created using the methodology of identical pairs according to the variables gender, age and socioeconomic level. The clinical sample comprises 65 participants and the control group sample comprises 63 participants aged between 5 and 18 years. Correlational and inferential analysis of the different scales and indices integrated in the BRIEF-2 were performed between the High Abilities group and the control.The results obtained reveal convergence between the three versions of the inventory regarding a less efficient executive functioning in six analyzed measures: Inhibit, Self-Monitor, Shift, Behavior Regulation Index, Emotion Regulation Index and Global Executive Composite. Initiate and Task Completion were the only dimensions of executive functioning in which there were no statistically significant differences. With regard to the other variables, it highlights the fact that children and young people with High Abilities perceive as problematic a greater number of behavioral domains integrated in the executive functioning: Working Memory, Plan/Organize, Emotional Control and Cognitive Regulation Index.In conclusion, the results observed in this study reveal that the BRIEF-2 has an adequate discriminative power in identifying deficits in the executive functioning of this special group of the population and demonstrate the relevance of including this instrument in psychological assessment protocols for children and young people with characteristics of Giftedness/High Abilities.
Recentemente, tem-se assistido a um crescente interesse pelo estudo das funções executivas no campo das Altas Capacidades, contudo, este é, ainda, um domínio pouco explorado, o que reforça a necessidade de um maior investimento nesta temática.Este estudo, exploratório, teve como principal objetivo testar a validade discriminante do Behavior Rating Inventory of Executive Function-Second Edition (BRIEF-2) num grupo de crianças e jovens de Altas Capacidades.Para o efeito, foram constituídas duas amostras independentes com recurso à metodologia dos pares idênticos em função das variáveis sexo, idade e nível socioeconómico. A amostra clínica integra 65 participantes e a amostra do grupo de controlo é formada por 63 participantes com idades compreendidas entre os 5 e os 18 anos. Foram realizadas análises correlacionais e inferenciais das diferentes escalas e índices integrados no BRIEF-2 entre o grupo de Altas Capacidades e o grupo de controlo.Os resultados obtidos revelam convergência entre as três versões do inventário no que se refere a um funcionamento executivo menos eficiente em seis medidas analisadas: a Inibição, a Automonitorização, a Flexibilidade, o Índice de Regulação Comportamental, o Índice de Regulação Emocional e o Compósito Global Executivo. A Iniciativa e Conclusão de Tarefas foram as únicas dimensões do funcionamento executivo em que não se registaram diferenças com significado estatístico. No que concerne às restantes variáveis, ressalta o facto de serem as crianças e jovens de Altas Capacidades a percecionarem como problemáticos um maior número de domínios comportamentais integrados no funcionamento executivo: Memória de Trabalho, Planeamento/Organização, Controlo Emocional e Índice de Regulação Cognitiva.Em suma, os resultados observados neste estudo revelam que o BRIEF-2 possui um adequado poder discriminativo na identificação de défices no funcionamento executivo deste grupo especial da população e demonstram a pertinência de incluir este instrumento nos protocolos de avaliação psicológica das crianças e jovens com características de Sobredotação/Altas Capacidades.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/99301
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação de Mestrado- Beatriz Almeida Nogueira.pdf870.27 kBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

20
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

1
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons