Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/99289
Title: Competências Parentais: Prognóstico da Mudança e Reconhecimento das Responsabilidades por Parte dos Prestadores de Cuidados – A Visão dos Profissionais
Other Titles: Parenting Competence: Prognosis of Change and Acknowledgment of Responsibilities by Care Providers – The Professionals’ View
Authors: Viveiros, Ânia Sofia Pinheiro
Orientador: Silva, Madalena Moutinho Alarcão
Keywords: Capacidade parental; Competências parentais; Reconhecimento da responsabilidade; Rede de apoio; Relação com os serviços; Parenting capacity; Parenting competence; Ackowledgment of responsibility; Support network; Access to services
Issue Date: 9-Dec-2021
Serial title, monograph or event: Competências Parentais: Prognóstico da Mudança e Reconhecimento das Responsabilidades por Parte dos Prestadores de Cuidados – A Visão dos Profissionais
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: The quality of parenting is essential for the child’s healthy development, which is why a protective intervention in situations of risk and danger is considered necessary. But the assessment of this quality cannot be restricted to the assessment of parenting skills, that is, the behaviors evidenced in the present. It is essential to assess parental capacity, being, the potential for change that parents or caregivers show and that will translate into the prognostic hypothesis formulated by the evaluator. In a child protection process, a personalized intervention that has meaning for the family is essential to maximize the chances of success, more specifically so that a change actually takes place in the family system, so that caregivers can improve their parenting skills and to protect the child and promote their well-being. To trace such an intervention, a thorough assessment of parenting capacity is needed. Based on responses to the Guia de Avaliação das Capacidades Parentais (Pereira & Alarcão, 2016), the present investigation intends to study some of the variables that may have an impact on this assessment. More specifically, it seeks to assess whether the professionals’ perception about the acknowledgment of responsabilities by the caregivers and the quality of the support network and access to services influences their judgment on the prognosis of change. This study will be carried out through the use of basic arithmetic, Chi-Square Tests and residual analysis due to the categorical and non-parametric nature of the data. The conclusions, although limited, not only suggest the dependence between some of these variables, but also indicate that there is an influence on the results derived from the position of the evaluator (researcher, case manager or team member) and a consequent greater or lesser degree of proximity to the family and mastery of the assessment instrument and the theoretical model that underlies it.
A qualidade da parentalidade é essencial ao desenvolvimento saudável da criança, razão pela qual se considera necessária uma intervenção protetiva nas situações de risco e de perigo. Mas a avaliação dessa qualidade não pode restringir-se à avaliação das competências parentais, isto é, aos comportamentos evidenciados no presente. É fundamental avaliar a capacidade parental, ou seja, o potencial de mudança que os pais ou prestadores de cuidados evidenciam e que se traduzirá na hipótese prognóstica formulada pelo avaliador. Num processo de promoção e proteção à infância é essencial uma intervenção personalizada e que tenha significado para a família de modo a maximizar as hipóteses de sucesso, mais especificamente para que realmente surja uma mudança no sistema familiar, para que os prestadores de cuidados melhorem as suas competências parentais e para que se proteja a criança e se promova o seu bem-estar. A presente investigação pretende, a partir de respostas ao Guia de Avaliação das Capacidades Parentais (Pereira & Alarcão, 2016), estudar algumas das variáveis que podem ter impacto nesta avaliação. Mais especificamente, este estudo procura avaliar se a perceção dos profissionais sobre o reconhecimento de responsabilidades por parte dos prestadores de cuidados, a qualidade da rede de apoio e o acesso aos serviços influenciam o juízo que fazem sobre o prognóstico de mudança. Tal estudo será realizado através do uso de aritmética básica, Testes de Qui-Quadrado e análise de resíduos tendo em conta a natureza categórica e não paramétrica dos dados. As conclusões, embora limitadas, sugerem não só a dependência entre alguma destas variáveis, como também indicam haver uma influência nos resultados derivada da posição do avaliador (investigador, gestor de caso ou membro da equipa) e consequente maior ou menor grau de proximidade com a família e domínio do instrumento de avaliação e do modelo teórico que lhe subjaz.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/99289
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s)

18
checked on Aug 5, 2022

Download(s)

19
checked on Aug 5, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons