Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/98348
Title: Motivos de consulta em Medicina Geral e Familiar - tendência evolutiva na última década na região Centro de Portugal
Other Titles: Reasons for encounter in General Practice - evolutionary trend in the last decade in Central Portugal
Authors: Coelho, Clarisse Calça
Orientador: Santiago, Luiz Miguel de Mendonça Soares
Keywords: Motivos de Consulta; ICPC-2; Cuidados de Saúde Primários; Medicina Geral e Familiar; Reasons for encounter; ICPC-2; Primary Care; General Practice
Issue Date: 12-Jan-2021
Serial title, monograph or event: Motivos de consulta em Medicina Geral e Familiar - tendência evolutiva na última década na região Centro de Portugal
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: Introdução: Os motivos de consulta traduzem a razão pela qual um doente procura os cuidados de saúde, podendo ser classificados pela International Classification for Primary Care (ICPC-2). O conhecimento do motivo que traz um doente à consulta fornece dados importantes para investigação, permitindo caracterizar a morbilidade e avaliar como está a ser feita a codificação pelos médicos de família, melhorando, por conseguinte, a abordagem nos Cuidados de Saúde Primários. Adicionalmente, permitem praticar uma medicina centrada no doente e criar associações que ajudam no raciocínio clínico e diagnóstico.Material e métodos: Realizou-se um estudo observacional transversal em dados obtidos de 3 Agrupamentos de Centros de Saúde da área de abrangência da Administração Regional de Saúde do Centro, selecionados aleatoriamente, nos anos de 2010, 2012, 2014, 2016 e 2018. Os dados obtidos estavam organizados por sexo, continham o número total de consultas, o número de consultas com classificação ICPC-2 em S do SOAP, e os capítulos ICPC-2 registados em S do SOAP. Realizou-se estudo estatístico descritivo e das dinâmicas de crescimento.Resultados: Foi analisado um total de 12569898 consultas. Do total de consultas, a proporção com motivo de consulta classificado por ICPC-2 foi 5,3%, variando este valor em onda ao longo dos anos estudados. Os capítulos mais classificados em todos os anos de estudo foram, por ordem decrescente, A (15,4%), L (11,3%), D (10,3%), R (8,4%), S (9,7%) e K (7,9%). Os capítulos menos classificados em todos os anos de estudo foram, por ordem crescente, Z (1,6%), Y (1,7%), B (1,9%), W (2,1%), H (2,9%) e N (3,7%). O capítulo Z registou a maior dinâmica de crescimento de 2010 para 2018 (1,15).Discussão e conclusão: Os resultados obtidos neste estudo permitem perceber que os motivos de consulta registados na região Centro se mantiveram constantes ao longo da última década. Verificou-se que os médicos de família codificam pouco os motivos de consulta com a classificação ICPC-2. A avaliação da proporção por cada capítulo realçou a importância da Medicina Geral e Familiar como porta de entrada no Serviço Nacional de Saúde. O capítulo Z foi o capítulo que registou maior aumento na classificação com o decorrer dos anos em estudo. Fatores económicos e legislativos parecem ter influência na procura de cuidados de saúde. A conformidade verificada nos resultados de estudos nacionais e internacionais comprova que, ao redor do mundo, os doentes procuram o seu médico de família por motivos idênticos.
Background: The reason for encounter reflects the cause why a patient seeks medical care and can be classified by the International Classification for Primary Care (ICPC-2). Knowing why a patient is seeking care provides important data for research, allowing to characterize morbidity and evaluate how the codification is being made by general practitioners, thus improving the approach in Primary Care. In addition, they allow the practice of patient-centered medicine and create associations that help with clinical reasoning and diagnosis.Material and methods: A cross-sectional observational study was carried out on data obtained from 3 Primary Health Centres Clusters in the area of the Regional Health Centre Administration, randomly selected, in 2010, 2012, 2014, 2016 and 2018. The data obtained were organized by gender, and contained the total number of consultations, the number of consultations with ICPC-2 classification in S of SOAP, and the ICPC-2 chapters registered in S of SOAP. A descriptive statistical study and growth dynamics were performed.Results: A total of 12569898 consultations were examined. From the total number of consultations, the proportion of these consultations in which the reason for encounter was classified by ICPC-2 was 5.3%, varying this value in wave over the years under study. The top ranked chapters in all years of study were, in descending order, A (15.4%), L (11.3%), D (10.3%), R (8.4%), S (9.7%) and K (7.9%). The lowest ranked chapters in all years of study were, in increasing order, Z (1.6%), Y (1.7%), B (1.9%), W (2.1%), H (2.9%) and N (3.7%). Chapter Z recorded the highest growth dynamics from 2010 to 2018 (1.15).Discussion and conclusion: The results obtained in this study show that the reasons for encounter in the Centre region have remained constant over the last decade. General practitioners do not codify the reasons for encounter with the ICPC-2 classification as much as they should. The evaluation of the proportion of each chapter highlighted the importance of General Practice as an entry point to the National Health Service. Chapter Z was the chapter that recorded the greatest increase in rank over the years under study. Economic and legislative factors seem to influence the demand for health care. Compliance with the results of national and international studies shows that, around the world, patients seek their general practitioner for similar reasons.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/98348
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Trabalho final MIM - Clarisse Calça Coelho.pdf471.96 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

18
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

31
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons