Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/97791
Title: Salpingectomia profilática como alternativa à salpingo-ooforectomia em mulheres portadoras da mutação BRCA
Other Titles: Prophylactic salpingectomy as an alternative to salpingo-oophorectomy among BRCA mutation carriers
Authors: Pereira, Marta Isabel Fialho
Orientador: Rodrigues, Angela Soraia Reis
Dias, Maria Margarida Oliveira Figueiredo
Keywords: Cancro do ovário; Mutações BRCA; Prevenção; Salpingo-ooforectomia; Salpingectomia; Ovarian neoplasms; BRCA mutations; Prevention; Salpingo-oophorectomy; Salpingectomy
Issue Date: 15-Jun-2020
Serial title, monograph or event: Salpingectomia profilática como alternativa à salpingo-ooforectomia em mulheres portadoras da mutação BRCA
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: O cancro do ovário é a neoplasia ginecológica com maior mortalidade à escala global. Mutações nos genes BRCA são responsáveis por 10 a 15% dos casos de cancro de ovário. Mulheres portadoras destas mutações apresentam um risco aumentado de desenvolver cancro do ovário, pelo que a implementação de métodos preventivos é essencial. Este trabalho pretende fazer uma revisão narrativa sobre o interesse da salpingectomia bilateral como alternativa à salpingo-ooforectomia bilateral na prevenção do cancro do ovário em mulheres portadoras de mutação no gene BRCA, fornecendo uma visão atualizada deste tema científico. Múltiplos estudos moleculares e histológicos realizados após salpingo-ooforectomia bilateral em mulheres portadoras de mutações BRCA mostraram que grande parte dos carcinomas epiteliais do ovário tem origem nas trompas de Falópio, tendo esta observação conduzido à hipótese tubária como modelo explicativo da carcinogénese destes tumores. Existem vários métodos utilizados na prevenção do cancro do ovário nas portadoras de mutações BRCA, que incluem a vigilância clínica, quimioprevenção e salpingo-ooforectomia bilateral. Atualmente, a técnica mais recomendada é a salpingo-ooforectomia bilateral, por ser a mais segura e eficaz na redução do risco. Todavia, esta técnica está associada a importantes consequências para a saúde da mulher por induzir uma menopausa precoce, razão pela qual muitas mulheres recusam esta intervenção. A salpingectomia bilateral com ooforectomia diferida foi proposta como uma alternativa, obviando à consequência indesejável da menopausa precoce. No entanto, não existem estudos que comprovem a segurança e eficácia da salpingectomia bilateral com ooforectomia diferida nas mulheres portadoras de mutações BRCA, pelo que ainda não pode ser recomendada como alternativa à salpingo-ooforectomia bilateral.
Ovarian cancer is the most lethal gynecologic malignancy worldwide. BRCA mutations are responsible for 10-15% of all ovarian cancer cases. BRCA mutation carriers have a higher risk of developing ovarian cancer, therefore implementation of risk reducing strategies is essential. The goal of this work consists in performing a narrative review about the interest of bilateral salpingectomy as an alternative to bilateral salpingo-oophorectomy in reducing ovarian cancer risk among BRCA mutation carriers, allowing an updated view of this scientific theme.Molecular and histological studies conducted in salpingo-oophorectomy specimens from BRCA mutation carriers showed that most of the ovarian epithelial carcinomas seem to have a tubal origin. There are multiple preventive measures that can be applied in BRCA mutation carriers, including intensive screening, chemoprevention and bilateral salpingo-oophorectomy. Bilateral salpingo-oophorectomy is currently the most recommended method, since it is the most effective for reducing the risk of cancer. However, it is associated with consequences to women’s health caused by a premature menopause, which leads to some women to decline. Salpingectomy with delayed oophorectomy has been proposed as an alternative, considering that it postpones a premature menopause. However, there are no studies that prove the effectiveness and safety of salpingectomy with delayed oophorectomy, therefore it cannot yet be recommended as an alternative to bilateral salpingo-oophorectomy.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/97791
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s)

99
checked on Nov 28, 2022

Download(s)

72
checked on Nov 28, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons