Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/96480
Title: INCLUSÃO: UM DIREITO DE QUEM PRECISA, UM DEVER DE TODOS
Other Titles: INCLUSION: A RIGHT OF THOSE WHO NEED IT, A DUTY OF EVERYONE
Authors: Antunes, Marisa Sofia Ferreira
Orientador: Nascimento, Maria Augusta Vilalobos Filipe Pereira
Keywords: Educação científica; Inclusão; Centro de ciência; Deficiência visual; Science education; Inclusion; Science center; Visual impairment
Issue Date: 29-Jul-2021
Serial title, monograph or event: INCLUSÃO: UM DIREITO DE QUEM PRECISA, UM DEVER DE TODOS
Place of publication or event: Exploratório - Centro de Ciência Viva de Coimbra
Abstract: No presente relatório dá-se conta do percurso de estágio realizado no Exploratório – Centro de Ciência Viva de Coimbra, no âmbito do Mestrado em Ciências da Educação da Faculdade de Psicologia e de Ciências de Educação da Universidade de Coimbra.O estágio progressivamente focalizou-se na importância da adequação dos espaços à diversidade de públicos, numa perspetiva inclusiva, culminando com uma proposta de adequação da exposição permanente Em forma com a Ciência a visitantes portadores de deficiência visual, sendo que muitas das alterações propostas beneficiarão também outros públicos.Numa primeira parte é descrito o contexto do estágio, caracterizando o Exploratório, e apresenta-se um enquadramento abordando a educação científica e o papel dos museus e centros de ciência na educação não-formal, interdisciplinar e intergeracional, bem como a importância de constituírem ambientes inclusivos.Na segunda parte descrevem-se as atividades desenvolvidas durante o estágio, e apresenta-se a proposta de intervenção consistindo na adequação da exposição Em forma com a Ciência à deficiência visual, com a respetiva justificação e fundamentação.No início foi extremamente desafiante até compreender que realmente um profissional das Ciências da Educação pode ser integrado nestes centros e dar contributos bastante positivos para a instituição. Desde cedo que soube que gostaria de fazer algumas alterações a nível das necessidades educativas especiais e não tardaram em chegar oportunidades e ideias para pôr em prática; a ideia de tornar a exposição “Em Forma com a Ciência” numa exposição mais inclusiva e benéfica para todos foi de todas a ideia que achei mais interessante e desafiadora também. Nem sempre é fácil pensarmos para além da realidade a que estamos habituados, mas com as ajudas certas tornou-se possível. Chegamos à conclusão que seria uma ótima ideia tentar adaptar alguns módulos para pessoas com deficiência visual e desde o diagnóstico de necessidades até à implementação das sugestões foi um grande desafio.
In the present, we report on the internship carried out at Exploratório - Centro de Ciência Viva de Coimbra, within the scope of the Master in Educational Sciences of the Faculty of Psychology and Educational Sciences of the University of Coimbra.The internship progressively focused on the importance of adapting spaces to the diversity of audiences, in an inclusive perspective, culminating in a proposal to adapt the permanent exhibition In Shape with Science to visually impaired visitors, with many changes proposed also benefiting others public.The first part describes the internship context, characterizing the Exploratory, and presents a framework addressing science education and the role of museums and science centers in non-formal, interdisciplinary and intergenerational education. It is also discussed the importance of inclusion in those contexts.The second part describes the activities carried out during the internship, and presents the intervention proposal consisting in the adequacy of the exhibition In Shape with Science to visual impairment, with the respective justification and reasoning.In the beginning, it was extremely challenging to understand that a professional in Educational Sciences can actually be integrated into centers and make very positive contributions to the institution. I knew early on that I would like to make some changes in terms of special educational needs, and it did not take long for me to find opportunities and ideas to put into practice; the idea of ​​making the exhibition “In Shape with Science” a more inclusive and beneficial exhibition for everyone was the idea that I found most interesting and challenging as well. It is not always easy to think beyond the reality we are used to, but with the right help possible if possible. We came to the conclusion that it would be a great idea to try to adapt some modules for people with visual impairments and from diagnosing needs to implementing the suggestions was a great challenge.
Description: Relatório de Estágio do Mestrado em Ciências da Educação apresentado à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/96480
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Relatório_MarisaAntunes__gg.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons