Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/96363
Title: Políticas de arquitetura na Europa contributos para uma cultura de arquitetura em Portugal
Authors: Castelo Branco, Cristina Luzia Pereira de Abreu
Orientador: Figueira, Jorge
Ferrão, João
Keywords: Política de arquitetura; Architecture policy; cultura de arquitetura; prática profissional; qualidade em arquitetura; boa arquitetura; Portugal; Europa; architecture culture; practice; quality in architecture; good architecture; Portugal; Europe
Issue Date: 24-Jul-2020
Project: SFH/BD/79061/2011 
POCI-01-0145-FEDER- 030492 
Abstract: A presente tese aborda a temática das Políticas de Arquitetura, procurando verificar a necessidade deste tipo de documento para a existência ou fortalecimento da cultura arquitetónica num dado país (ou região). Através da análise de diferentes estudos de caso, procuramos compreender se a existência das Políticas de Arquitetura nesses países – França, Holanda e Finlândia – influem nas suas culturas arquitetónicas. Colocamos a questão inicial se será necessária, desejável ou dispensável a existência deste tipo de documentos para a construção ou fortalecimento de uma cultura arquitetónica nacional? Nesta pesquisa, refletindo transversalmente sobre o caso português, associámos ainda dois países que não tendo documento de política de arquitetura, refletem a existência de uma robusta cultura arquitetónica própria. Este contraponto terá como papel um duplo questionamento, que nos permitirá construir uma visão sobre o caso português e do seu possível futuro. Partimos assim de um objeto de estudo, política de arquitetura, para analisar um tema, cultura de arquitetura, com vista a um objetivo: estimular a qualidade em arquitetura através da promoção da cultura em arquitetura. Este objetivo ancora-se ainda na ideia da necessidade de fortalecimento do papel do arquiteto na sociedade e do reconhecimento do seu lugar nos processos de tomada de decisão. A análise de documentos institucionais realizada cruza-se com a leitura, análise e reflexão sobre os processos subjacentes às distintas culturas nacionais, as quais se refletem nas especificidades das culturas arquitetónicas bem como nos documentos de política de arquitetura de cada caso estudado. Contamos que através do mapeamento das variáveis dos processos de criação de políticas de arquitetura será possível encontrar as invariáveis que poderão ser a base da construção de uma estratégia de reforço da cultura arquitetónica nacional. O estatuto de política de arquitetura, ao longo do nosso trabalho, é analisado pelas ações e decisões tomadas, as quais refletem estratégias políticas. Entendemos que a ação política pode ser a do arquiteto, através do projeto, ao assumir um papel ativo na construção da sociedade a partir da sua área de saber. Revemo-nos na abordagem de Renzo Piano, para quem “o não comprometimento do arquiteto”, com o que discorda, é “a afirmação de uma moralidade”. Chama-nos a atenção para que, no entanto, “não pregue o arquiteto uma moral”, mas que “a projete, a construa e assim demonstre o seu verdadeiro compromisso não só ético, mas político”. (Piano, 2009, p. 139) Em síntese, com a presente investigação situamo-nos numa posição de compromisso [no sentido do engagement francês], relativamente ao papel político do arquiteto. Esperamos assim poder contribuir para uma atualização dos conhecimentos teórico-práticos deste tema ainda pouco estudado disciplinarmente, bem como para o fortalecimento de uma cultura arquitetónica em Portugal.
The present thesis focuses on the theme of architectural policies, trying to verify the need for the existence of such kind of document in order to create or consolidate the architectural culture of any given country (or region). Through the analysis of different case studies we try to understand if the existence of an architecture policy in specific countries - France, Holland and Finland - influences their architectural culture. We have asked the initial question " is the existence of such kind of document necessary, desirable or indispensable in order to construct ou strengthen a national architectural policy? In this research, in a cross reflection on the Portuguese case study, we have also associated two more countries which, in spite of not having an actual architectural policy document, reflect the existence of a unique and robust architectural policy. This last comparison allows a double questioning which will itself promote the construction of a vision of the Portuguese case study and its future possibilities. Starting with the main study object - architectural policies - in order to analyze a theme - architectural policies - we aim at a purpose - achieving architectural quality trough the promotion of architectural culture. This final purpose anchors itself in the necessity of strengthening the role of the architect in the society and his contribution in the processes of decision making. The institutional documents analysis is intertwined with the reading, analysis and reflection about the processes of the different national cultures reflected in the specificities of their architectural policies and also in the specific architectural policy documents of each study case. We have concluded that, through the mapping of the variables of the architectural policies creation processes, it is possible to encounter the invariables that may be the base for the construction of a strategy aiming to strengthen the national architectural culture. Throughout the present study, the architectural policy concept analysis is focused on the actions and decisions that have been taken which, by themselves, already reflect political strategies. We understand the architect can act politically through his project, thus assuming an active role in the society construction process by the means of his particular knowledge. We accept Renzo Piano ́s view – “the non commitment of the architect to what he disagrees with is already an affirmation of his own morality”. The author points out that the architect should not just preach a morality but build one, thus showing his real ethical and political engagement. (Piano, 2009, p. 139) As a conclusion, with this present study we compromise ourselves (as in the french engagement) with the political role of the architect, hoping we have contributed not only to updating the practical and theoretical knowledge of this uncommon theme but also the strengthening of a Portuguese Architectural Culture.
Description: A presente Tese de Doutoramento integra o projeto (EU)ROPA - Rise of Portuguese Architecture -financiado por FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional através do COMPETE 2020 - Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI) e por fundos portugueses através da FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia. POCI-01-0145-FEDER- 030492
Tese no âmbito do curso de doutoramento em Arquitetura orientada pelo Professor Doutor Jorge Figueira e coorientada pelo Professor Doutor João Ferrão e apresentada ao departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia, da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/96363
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FCTUC Arquitectura - Teses de Doutoramento
UC - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

36
checked on Nov 26, 2021

Download(s)

15
checked on Nov 26, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.