Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94459
Title: Humanização da prematuridade: uma análise do impacto da incubadora no desenvolvimento do prematuro
Other Titles: HUMANIZATION OF PREMATURITY: AN ANALYSIS OF THE INCUBATOR'S IMPACT ON PREMATURE DEVELOPMENT
Authors: Fernandes, Alexandra Ferreira
Orientador: Sá, Joaquim Eduardo Nunes
Keywords: prematuridade; incubadora; stress parental; desenvolvimento do prematuro; UCIN; prematurity; incubator; parental stress; preterm development; NICU
Issue Date: 16-Dec-2020
Serial title, monograph or event: HUMANIZAÇÃO DA PREMATURIDADE: UMA ANÁLISE DO IMPACTO DA INCUBADORA NO DESENVOLVIMENTO DO PREMATURO
Place of publication or event: Universidade de Coimbra
Abstract: The purpose of this research is to provide a better understanding of the incubator's impact on the premature infant's physiological, emotional and social development.The first chapter results from a selection and review of studies carried out on this theme. A time frame is made on the evolution of the incubator to the present day. Existing data on noise levels and light levels to which premature infants are exposed in the incubator are presented and, subsequently, their documented effects are presented. Finally, an empirical study is carried out that aims to assess parental stress levels and identify the factors that influence this stress.The empirical study is a non-experimental cross-sectional investigation, whose sample, formed using a non-probabilistic sampling for convenience, was collected via social networks, from support groups for parents with premature children. The final sample consists of 300 subjects, mostly female. The results showed that the values recommended by the American Academy of Pediatrics (AAP) regarding noise levels are immensely exceeded. Parents perceive the incubator as safe. Parents are do not appear to be good indicator for evaluating variables such as sound and light in NICU. The longer babies are hospitalized, the higher the parental stress level. The biggest influence on parental stress appears to be the feeling that they are not fulfilling their role as parents in their baby care. Mothers who couldn’t breastfeed have significantly higher stress levels.
O objetivo do presente trabalho preza-se por uma melhor compreensão do impacto da incubadora no desenvolvimento fisiológico, emocional e social do prematuro. O primeiro capítulo resulta de uma seleção e revisão de estudos realizados sobre esta temática. É realizado um enquadramento temporal sobre a evolução da incubadora até aos dias atuais. São apresentados os dados existentes relativos aos níveis de ruído e níveis de luminosidade a que os prematuros são expostos na incubadora e, posteriormente, são apresentados os efeitos documentados dos mesmos. Por fim, é realizado um estudo empírico que pretende avaliar e identificar os fatores que influenciam os níveis de stress parental.O estudo empírico é uma investigação não-experimental transversal, cuja amostra, formada com recurso a uma amostragem não probabilística por conveniência, foi recolhida via redes sociais, junto de grupos de apoio a pais com filhos prematuros. A amostra final é composta por 300 sujeitos, maioritariamente do sexo feminino.Os resultados evidenciaram que os valores recomendados pela Academia Americana de Pediatria relativamente aos níveis de ruído são vastamente ultrapassados. Os pais percecionam a incubadora como segura e não se mostram como bons indicadores para a avaliação de variáveis como o som e a luz na UCIN. Quanto mais tempo os bebés ficam internados, maior o nível de stress parental. A maior influência no stress parental é o sentimento de que não estão a cumprir com o seu papel como pais no cuidado do bebé. Mães que não conseguiram amamentar apresentam níveis de stress significativamente mais altos.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94459
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação UC Alexandra Fernandes.pdf769.1 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

97
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

112
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons