Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94441
Title: Tipos de questões sugestivas mais eficazes na indução de sugestionabilidade interrogativa em estudantes do ensino secundário
Other Titles: Types of suggestive questions more effective in the induction of interrogative suggestibility in high school students
Authors: Oliveira, Inês Dias de
Orientador: Pinho, Maria Salomé Ferreira Estima
Keywords: sugestionabilidade interrogativa; tipos de questões sugestivas; falsas confissões; memória e atenção; autoconceito, neuroticismo e desejabilidade social; interrogative suggestibility; type of leading questions; false confessions; memory and attention; self-concept, neuroticism and social desirability
Issue Date: 21-Feb-2020
Serial title, monograph or event: Tipos de questões sugestivas mais eficazes na indução de sugestionabilidade interrogativa em estudantes do ensino secundário
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Sabe-se que as questões sugestivas podem ter impacto no relato e nas respostas dos sujeitos, pelo que, é possível que, em contexto de interrogatório, estas possam levar a falsas confissões ou acusações. O presente estudo, do que se conhece, é o primeiro a explorar o impacto de diferentes tipos de questões sugestivas na indução de sugestionabilidade interrogativa avaliada pela Escala de Sugestionabilidade de Gudjonsson (GSS). Aplicou-se a versão 1 da GSS a 50 jovens, com idades entre os 15 e os 19 anos, estudantes do ensino secundário, para averiguar qual dos três tipos de questões desta escala (“afirmativas, “direcionadas” e “com alternativas falsas”) induz maior cedência e anuência à sugestão. Além disso, aplicaram-se outros instrumentos de avaliação (Teste de Barragem de Toulouse-Piéron, Trail Making Test A e B, Inventário de Estado-Traço de Ansiedade, Inventário Clínico de Autoconceito e Questionário de Personalidade de Eysenck), para conhecer a relação entre a sugestionabilidade interrogativa e as seguintes variáveis: memória, atenção, ansiedade, autoconceito, neuroticismo e desejabilidade social. Verificou-se um efeito significativo de todos os tipos de questões da GSS-1 sobre a aceitação das sugestões nestas incluídas, quer na primeira inquirição, quer na segunda (Cedência 1 e Cedência 2, respetivamente), principalmente e como esperado, das questões “com alternativas falsas”. Este tipo de questões também apresentou diferenças significativas ao nível da Sugestionabilidade Total, mas não ao nível da mudança de resposta, da primeira para a segunda inquirição (Alteração). Com o feedback negativo registou-se um aumento da aceitação de sugestões em todos os três tipos de questões sugestivas da GSS-1. Somente as correlações obtidas entre a evocação imediata da GSS-1 e as medidas de Cedência 1 e Cedência 2, entre a evocação diferida da GSS-1 e as medidas de Cedência 1, Cedência 2 e Sugestionabilidade Total e entre o neuroticismo e a medida de Cedência 1 apresentaram relevância estatística. É da maior importância que se continue a explorar o impacto de diferentes tipos de questões sugestivas na indução de sugestionabilidade interrogativa, em diversas amostras e que se procure equiparar as condições experimentais ao contexto da vida real, de modo a que se possa conhecer mais aprofundadamente a sua influência em casos judiciais reais.
It is known that leading questions can have an impact on subjects’ reports and responses, being possible that, in the context of interrogation, these questions may lead to false confessions or accusations. This study, to the best of our knowledge, is the first to explore the impact of different types of leading questions in the induction of interrogative suggestibility assessed by the Gudjonsson Suggestibility Scale (GSS). The version 1 of this scale was applied to 50 high school students, aged between 15 and 19 years, in order to ascertain which of the three types of suggestive questions of this scale (“affirmative”,“leading” and “false alternative”) induce greater yield and agreement to suggestion. Furthermore, other assessment instruments (Toulouse-Piéron Cancellation Test, Trail Making Test A and B, The State-Trait Anxiety Inventory, Inventário Clínico de Autoconceito and Eysenck Personality Questionnaire) were administered to know the relation between interrogative suggestibility and the following variables: memory, attention, anxiety, self-concept, neuroticism and social desirability. There was a significant effect of all types of GSS-1 questions on the acceptance of suggestions included therein, both in the first (Yield 1) and second (Yield 2) inquiry, mainly and as expected, of the “false alternative” questions. This type of questions also showed significant differences in terms of Total Suggestibility, but not in terms of change in response, from the first inquiry to the second (Shift). With negative feedback, there was an increase in the acceptance of suggestions in all three types of leading questions of GSS-1. Only the correlations obtained between the GSS-1 immediate recall and Yield 1 and Yield 2 measures, between the GSS-1 delayed recall and Yield 1, Yield 2 and Total Suggestibility measures and between neuroticism and Yield 1 showed statistical relevance. It is of highest importance to continue to explore the impact of different types of leading questions in inducing interrogative suggestibility, with diverse samples, and to seek the matching of the experimental conditions to real life context, in order to know more deeply its influence in real judicial cases.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94441
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese MIP_Ines Oliveira.pdf1.58 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

83
checked on Aug 17, 2022

Download(s)

70
checked on Aug 17, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons