Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94282
Title: A estimativa do sexo através de métodos métricos dentários - A aplicabilidade do Índice mandibular do canino à População Portuguesa
Other Titles: Estimation of sex using dental metric methods - The applicability of the canine mandibular index to the Portuguese population
Authors: Botelho, Ana Sofia Teixeira
Orientador: Wasterlain, Rosa Sofia da Conceição Neto
Keywords: Antropologia Forense; Sexo; Canino mandibular; Índice mandibular do canino; Métodos odontométricos; Forensic anthropology; Sex; Mandibular canine; Canine mandibular index; Odontometric methods
Issue Date: 17-Feb-2021
Serial title, monograph or event: A estimativa do sexo através de métodos métricos dentários - A aplicabilidade do Índice mandibular do canino à População Portuguesa
Place of publication or event: Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Departamento de Ciências da Vida
Abstract: A estimativa do sexo é um dos parâmetros que integra a reconstrução do perfil biológico em casos de Antropologia Forense. A necessidade de estimar este importante parâmetro, de uma forma fidedigna, em situações de identificação de indivíduos levou a que, ao longo do tempo, fossem desenvolvidos novos métodos, métricos e não-métricos.São várias as metodologias que os investigadores têm ao seu alcance para estimar o sexo dos indivíduos a partir dos seus restos esqueléticos. Os resultados mais confiáveis são obtidos a partir de análises morfológicas e métricas da pélvis (osso coxal), dos ossos longos, particularmente as do fémur e úmero, e do crânio. Muitas vezes, estas peças ósseas não estão disponíveis ou não se encontram em condições de serem analisadas devido a alterações tafonómicas. Existem situações em que os únicos vestígios encontrados são os dentes devido ao seu elevado grau de mineralização e consequentemente maior probabilidade de preservação. O canino, nomeadamente o inferior, é o dente que apresenta maior relevância para a diagnose sexual em contextos forenses, uma vez que é sexualmente dimórfico. O presente estudo tem como objetivo testar a aplicabilidade do Índice Mandibular do Canino (IMC), desenvolvido por Rao et al. (1989), na estimativa do sexo de uma amostra esquelética da população portuguesa. Para o efeito, foram efetuadas três medições odontométricas (dimensão mesiodistal dos dois caninos mandibulares e a largura do arco inter-canino) num total de 46 indivíduos, 26 do sexo feminino e 20 do sexo masculino, pertencentes às Coleções Osteológicas Identificadas da Universidade de Coimbra (finais do século XIX e inícios do século XX), mais concretamente à Coleção Trocas Internacionais. Verificou-se que o canino mandibular esquerdo apresenta um maior dimorfismo sexual em relação ao canino mandibular direito. O IMC apresentou uma acurácia de 71,7%, percentagem total dos casos classificados corretamente, 50,0% para o sexo masculino e 88,5% para o sexo feminino. Concluiu-se que o IMC deve ser usado apenas de forma corroborativa na estimativa do sexo de indivíduos desconhecidos.
The estimation of sex is one of the parameters that integrate the reconstruction of the biological profile in cases of Forensic Anthropology. The need to estimate this important parameter in a reliable way in situations of identification of individuals, led to the development of new methods, both metric and non-metric, over time.There are several methodologies that researchers have at their disposal to estimate the sex of individuals from their skeletal remains. The most reliable results are obtained from morphological and metric analyzes of the pelvis (coxae bones) and long bone measurements, particularly those of the femur and humerus, and skull.Often, these bones are not available or sufficiently preserved (due to taphonomy) to be analyzed. There are situations in which the only human remains found are the teeth, given their high degree of mineralization and consequently greater probability of preservation.The canine, namely the lower one, is the tooth that has the greatest relevance for sexual diagnosis in forensic contexts since it is sexually dimorphic.The present study aims to test the applicability of the Canine Mandibular Index (CMI), developed by Rao et al. (1989), in estimating the sex of a skeletal sample of the Portuguese population. For this purpose, three odontometric measurements were made (mesiodistal dimension of both mandibular canines and the width of the inter-canine arch) in a total of 46 individuals, 26 females and 20 males, belonging to the Identified Osteological Collections of the University of Coimbra (late 19th century and early 20th century), more specifically to the International Exchange Collection.Using statistical analysis, it was found that the left mandibular canine has a greater sexual dimorphism compared to the right mandibular canine. The CMI showed an accuracy of 71.7%, 50.0% for males and 88.5% for females. In conclusion, CMI should be used only in a corroborative way to estimate the sex of unknown individuals.
Description: Dissertação de Mestrado em Antropologia Forense apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/94282
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação corrigida- MAF- Ana sofia Teixeira Botelho.pdf1.45 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

86
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

10
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons