Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94245
Title: Estimativa da Idade a partir do Desgaste Dentário
Other Titles: Estimating Age by Tooth Wear
Authors: Ribeiro, Ana Beatriz Garcia
Orientador: Wasterlain, Rosa Sofia da Conceição Neto
Keywords: Antropologia Forense; Coleções Osteológicas Identificadas; Estimativa da idade; desgaste dentário; Brothwell; Forensic Anthropology; Identified Skeletal Collections; Age estimation; Tooth wear; Brothwell
Issue Date: 17-Feb-2021
Serial title, monograph or event: Estimativa da Idade a partir do Desgaste Dentário
Place of publication or event: Laboratório de Antropologia Forense
Abstract: Atendendo a que a idade é um parâmetro chave na identificação humana, são vários os métodos desenvolvidos na área da Antropologia Forense que têm por objetivo estimar a idade à morte, com base em diversos elementos do esqueleto. Enquanto um dos vestígios mais resistentes e duradouros da existência de um indivíduo após a morte, os dentes são excelentes objetos de estudo. Um dos potenciais indicadores de idade dentária em adultos é o desgaste oclusal, um processo natural e progressivo ao longo da vida. Assim, usando o diagrama de Brothwell (1981), recorreu-se à avaliação do desgaste oclusal dos molares superiores e inferiores permanentes para estimar a idade à morte de uma amostra de indivíduos adultos das Coleções Osteológicas Identificadas dos finais do século XIX a inícios do século XX e da Coleção de Esqueletos Identificados do Século XXI, da Universidade de Coimbra. Os objetivos do presente estudo consistiram, resumidamente, em avaliar a fiabilidade e a replicabilidade dessa metodologia para a estimativa da idade em contexto forense Português, documentar a extensão do desgaste dentário, a sua frequência, severidade e distribuição, e ainda, analisar a evolução do desgaste ao longo do tempo. A amostra analisada compreendeu 174 indivíduos, de ambos os sexos (104 homens e 70 mulheres), com idades entre os 17 e os 96 anos. No total foram examinados 1161 molares. As dentições foram observadas através de uma inspeção visual cuidada. Um reduzido erro intra- e inter-observador foi registado, apresentando coeficientes de kappa superiores a 0,8 e percentagens de erro abaixo dos 10%. De forma geral, os indivíduos caracterizaram-se por um desgaste oclusal ligeiro, exibindo com grande frequência o grau 2 da escala ordinal (adaptada) de Brothwell (1981). O desgaste dentário revelou ser mais acentuado no sexo masculino, tendo sido as diferenças significativas no caso dos indivíduos do século XIX/XX, mas não dos do XXI. Com a idade, aumentou sobretudo a variabilidade de graus de desgaste registados. Entre os molares não foi possível observar-se um claro gradiente de desgaste, provavelmente devido à taxa de desgaste ser tão lenta. Entre as coleções do século XIX/XX e XXI foram encontradas diferenças significativas, com a mais recente a apresentar o maior desgaste. Os resultados da comparação da idade à morte estimada e registada foram pobres, com uma percentagem de estimativas corretas de 39,2% e 3,8%, para as coleções dos séculos XIX/XX e XXI, respetivamente. Estudadas as correlações entre a idade e o degaste, essas revelaram uma fraca relação, em especial na dentição inferior. Em suma, com base nestes resultados, pode-se inferir que o método de registo de desgaste dentário de Brothwell (1981) para a estimativa da idade não é eficaz ou fidedigno, pelo que o seu uso no contexto forense Português é desaconselhado.
Considering that age is a key parameter in human identification, several methods were developed in the area of Forensic Anthropology with the purpose of estimating the age-at-death based on various elements of the skeleton. Being among the most resistant and lasting traces of an individual's existence after death, teeth are excellent objects of study. One of the potential indicators of dental age in adults is occlusal wear, a natural and lifelong progressive process. Thus, using the Brothwell diagram (1981), occlusal wear in permanent upper and lower molars was used to estimate the age-at-death of a sample of adult individuals from the Identified Skeletal Collections from the late 19th century to the beginning of the 20th century and the Identified Skeletal Collections of the 21st Century of the University of Coimbra. The goals of the present study were, in sum, to evaluate the reliability and replicability of this methodology for age estimation in the context of Portuguese forensics, to document the extent of tooth wear, its frequency, severity and distribution, and also to analyze the evolution of such wear over time. The sample analyzed was comprised of 174 individuals, of both sexes (104 men and 70 women), aged between 17 and 96 years of age. A total of 1,161 molars were examined. The dentitions were observed through a careful visual inspection. A reduced intra- and inter-observer error was recorded, presenting kappa coefficients above 0.8 and error percentages below 10%. In general, the individuals were characterized by slight occlusal wear, exhibiting with great frequency grade 2 of the (adapted) Brothwell ordinal scale (1981). Tooth wear was more pronounced in males, with significant differences in the case of individuals from the 19th/20th century, but not for those of the 21st century. With age, it was mostly the variability degree of the recorded wear that increased. Among the molars it was not possible to observe a clear wear gradient, probably due to the relatively low wear rate. Between the 19th/20th and 21st century collections, significant differences were found, with the most recent presenting the greatest wear. When comparing the age estimated to the real age-at-death, relatively low percentages of correct estimates were obtained, namely 39,2% and 3,8% for the collections of the 19th/20th and 21st centuries, respectively. Finally, the correlation between age and wear was poor, particularly in the lower dentition. In conclusion, based on the obtained results, one can infer that Brothwell's tooth wear registration method (1981) for age estimation is not effective or reliable, and, as such, its use in the context of Portuguese forensics is unadvised.
Description: Dissertação de Mestrado em Antropologia Forense apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/94245
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação corrigida - Ana Beatriz Garcia Ribeiro.pdf2.62 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

91
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

30
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons