Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/93020
Title: Relatório de Estágio e Monografia intitulada “Alcalóides Pirrolizidínicos: Uma (Re)Visão da Problemática”
Other Titles: Internship Report and Monograph entitled “Pyrrolizidine Alkaloids: A (Re) View of the Problem”
Authors: Diogo, Catarina Outor Monteiro
Orientador: Cavaleiro, Carlos Manuel Freire
Monteiro, Paulo Jorge da Silva
Keywords: alcalóides pirrolizidínicos; toxicidade; avaliação de risco; limites de exposição; segurança alimentar e do medicamento; pyrrolizidine alkaloids; toxicity; risk assessment; exposition limits; food and drug safety
Issue Date: 23-Sep-2020
Serial title, monograph or event: Relatório de Estágio e Monografia intitulada “Alcalóides Pirrolizidínicos: Uma (Re)Visão da Problemática”
Place of publication or event: Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra, Farmácia S. José -Coimbra e Erasmus
Abstract: Os alcalóides pirrolizidínicos (APs) são um grande grupo de toxinas naturais. São compostos azotados, exclusivamente biossintetizados em plantas, particularmente nas pertencentes às famílias Asteraceae, Boraginaceae e Fabaceae. As plantas produtoras de APs são, provavelmente, as plantas venenosas mais comuns, capazes de afetar, tanto humanos, como animais. De facto, há já largos anos, que tem havido vários relatos dos efeitos adversos destes compostos. A toxicidade dos APs é dependente de uma ativação metabólica, que ocorre, maioritariamente, no fígado e que leva à formação de metabolitos tóxicos. Estes, são altamente reativos e ligam-se a proteínas e ácidos nucleicos, formando adutos e ligações cruzadas de ADN e proteínas, o que resulta em lesões no ADN, mutações génicas e cromossómicas. Recentemente, foi demonstrado que os APs estão a contaminar diversos alimentos, produtos medicinais à base de plantas e suplementos alimentares. Uma vez que estes alcalóides desencadeiam hepatotoxicidade, genotoxicidade e carcinogenicidade, o potencial risco para a saúde humana deve ser seriamente considerado. A ingestão inadvertida e a crescente consciencialização da contaminação com APs, despertaram especial atenção e preocupação por parte das autoridades de segurança alimentar e do medicamento, bem como de vários países. Neste sentido, foram estabelecidas regulamentações, limites de exposição e recomendações acerca destes compostos, ao longo dos últimos anos. Neste trabalho apresenta-se uma revisão sobre a estrutura e propriedades físico-químicas dos APs, a sua biossíntese e ocorrência vegetal. Para além disso, também é abordada a toxicocinética e a toxicidade destes compostos, bem como os seus riscos para a saúde humana. Finalmente, limites de exposição e os pareceres emitidos pelas autoridades europeias, tendo em vista a segurança dos consumidores, são também discutidos.
Pyrrolizidine alkaloids (PAs) are a large group of natural toxins. They are nitrogen containing compounds that are exclusively biosynthesized by plants, particularly those belonging to the families Asteraceae, Boraginaceae and Fabaceae. PA containing plants are probably the most common poisonous plants affecting humans and animals. In fact, for many years now, there have been several reports on adverse effects of these compounds.Their toxicity is dependent on a metabolic bioactivation, mainly in the liver, leading to toxic metabolites. These are very reactive and can bind with proteins and nucleic acids, to generate DNA adducts, protein adducts and DNA and protein cross-links, resulting in DNA damage, gene mutations and chromosomal mutations.Recently, it has been shown that PAs are contaminating all sorts of foodstuff, herbal medicinal products and food supplements. Since these alkaloids exhibit strong hepatotoxic, genotoxic and carcinogenic activities, a potential health risk for humans should be seriously considered. The inadvertent ingestion and the increasing awareness of PA contamination has raised special attention and concern of food and drug safety authorities and many countries worldwide. Thereby, regulations, exposition limits and recommendations about these compounds have been established, over the past few years. This work gives an overview about the structure and physicochemical properties of PAs, their biosynthesis and plant occurrence. Furthermore, we discuss their toxicokinetics, toxicity and risks to human health. Finally, exposition limits and european authorities’ public statements regarding consumers safety are discussed.
Description: Relatório de Estágio do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas apresentado à Faculdade de Farmácia
URI: http://hdl.handle.net/10316/93020
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
DOCUMENTO ÚNICO FINAL - Catarina Diogo.pdf2.99 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

3
checked on Feb 25, 2021

Download(s)

3
checked on Feb 25, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons