Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/92176
Title: Ruína como matéria disponível para o projeto arquitetónico
Other Titles: Ruin as available matter for architectural design
Authors: Fraga, Carlos Eduardo Marques Serra Gonçalves
Orientador: Coelho, Carolina da Graça Cúrdia Lourenço
Bandeirinha, José António Oliveira
Keywords: Ruína; Valorização; Arquitetura; Projeto; Ruin; Valorization; Architecture; Project
Issue Date: 21-Oct-2020
Serial title, monograph or event: Ruína como matéria disponível para o projeto arquitetónico
Place of publication or event: Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia Da Universidade de Coimbra
Abstract: A presente dissertação tem como objetivos conhecer e refletir sobre a ruína enquanto fenómeno complexo e disponível dentro do trabalho de arquitetura. Procura-se compreender de que forma a sua valorização estética, histórica, simbólica e arquitetónica evoluiu e como essa evolução construiu o precedente para a possibilidade da condição de ruína funcionar como princípio de projeto arquitetónico. Sendo um espaço de definição ambivalente, com distintas repercussões dentro de várias disciplinas, é necessário estabelecer a sua possibilidade - estética e simbólica – contemporânea e a sua presença dentro do discurso arquitetónico. Analisa-se a possibilidade de apropriação das suas lições para o projeto e a sua capacidade renovadora através de duas lógicas: continuidade e transgressão. Os casos de estudo são três ruínas, em contexto rural e periurbano. Para estabelecer um grau 0 na seleção desse estado de ruína encontraram-se casos fora das lógicas de proteção patrimonial, inscrevendo assim a escolha de preservar a ruína dentro do processo de projeto dos arquitetos. Estas ruínas foram apropriadas pelos arquitetos com o intuito de servirem o programa habitacional. A reconversão de uma ruína no Gerês de Eduardo Souto de Moura, a casa E/C, na Ilha do Pico, dos Sami arquitetos e a casa em Alenquer dos arquitetos Aires Mateus são os casos de estudo selecionados. Em síntese, o trabalho desenvolvido procura, através do estudo destes casos chave e o seu papel dentro do trabalho alargado dos arquitetos, atitudes de projeto que se apropriam da condição de ruína para o projeto. A pluralidade de soluções revela a possibilidade desta atitude aparentemente contraditória, através da qual o estado de ruína origina projetos com características distintas da conservação, subvertendo a expectativa e inscrevendo-as em percursos concretos de procura arquitetónica.
This dissertation aims to study and reflect on ruins as a complex and available phenomenon within the work of architecture. It seeks to understand how its aesthetic, historical, symbolic and architectural value evolved and how this evolution set the precedent for the possibility of the condition of ruin functioning as a principle of architectural design.Being a space with an ambivalent definition, with different repercussions within various disciplines, it is necessary to establish its contemporary possibility - aesthetic and symbolic - and its presence within the architectural discourse. The possibility of appropriating its lessons for the project and its renewing capacity is analyzed through two logics: continuity and transgression.The case studies are three ruins, in a rural and peri-urban context. In order to establish a baseline in the selection of this state of ruin, the cases were found outside the logic of patrimonial protection, thus inscribing the choice of preserving the ruin within the architects’ design process. These ruins were appropriated by the architects in order to serve the housing program. The conversion of a ruin in Gerês by Eduardo Souto de Moura, the E / C house, in Ilha do Pico, by Sami architects and the house in Alenquer by Aires Mateus architects are the selected case studies.In summary, the work developed seeks - through the study of these key cases and their role within the extended work of the architects - design attitudes that appropriate the condition of ruin for the project. The plurality of solutions reveals the possibility of this apparently contradictory attitude, through which the state of ruin originates projects with distinct characteristics from conservation, subverting expectations and inscribing them in concrete paths of architectural search.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/92176
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Carlos Fraga_Ruína como matéria disponível para o projeto arquitetónico.pdf40.1 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

9
checked on Jan 14, 2021

Download(s)

8
checked on Jan 14, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons