Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/92090
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, José António Raimundo Mendes da-
dc.contributor.advisorAlmeida, Ricardo Manuel dos Santos Ferreira de-
dc.contributor.authorCerveira, Fernando Guilherme Castanheira-
dc.date.accessioned2020-12-14T23:34:25Z-
dc.date.available2020-12-14T23:34:25Z-
dc.date.issued2020-11-17-
dc.date.submitted2020-12-14-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/92090-
dc.descriptionDissertação de Mestrado Integrado em Engenharia Civil apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia-
dc.description.abstractAo longo das últimas décadas, a reabilitação de edifícios tem-se assumido como uma ramificação cada mais importante da construção civil e obras públicas, apresentando-se como um verdadeiro desafio à engenharia civil. O aumento populacional, aliado à melhoria das condições de acessibilidade e maior oferta de emprego no setor terciário, tem levado a uma concentração da população nos grandes núcleos urbanos. Nestes, o espaço é cada vez mais limitado e valioso, pelo que a reabilitação do edificado existente tornou-se inevitável. Para tal, antes de poder intervir nos edifícios existentes e adequá-los aos padrões de exigência atuais por parte dos consumidores, é importante recorrer a técnicas de inspeção e análise apropriadas.Apresenta-se, assim, a termografia de infravermelhos como uma técnica capaz de corresponder a todos estes requisitos, sendo uma ferramenta de grande utilidade na identificação de elementos construtivos e no diagnóstico de patologias em edifícios, tais como as pontes térmicas. Tendo em conta os requisitos energéticos cada vez mais exigentes impostos pelas diretivas europeias, a identificação e estudo de pontes térmicas em edifícios assume uma natural importância. Pretende-se com este trabalho identificar e analisar uma zona de ponte térmica, em torno de uma caixa de estore, na fachada de um edifício residencial da década de 60, em Viseu, recorrendo às valências da termografia de infravermelhos e ao uso de sensores de humidade e temperatura. Para tal, foram recolhidos vários termogramas no interior e exterior da habitação, servindo de base a uma posterior análise quantitativa.A análise efetuada permitiu atestar a mais valia da termografia de infravermelhos como técnica não invasiva de inspeção de fachadas, em particular destaque para a identificação de pontes térmicas não visíveis à vista desarmada.por
dc.description.abstractThroughout the last decades, the rehabilitation of buildings has grown so far as to becoming one of the paramount branches of construction, presenting itself as a real challenge to civil engineering. Population growth, alongside with the ever-improving accessibility conditions and the greater white-collar job offer in cities, has led scores of people into the large urban centers. In these, space is a valuable and limited resource, as room for new buildings gets more and more scarce. Thus, rehabilitating existent buildings has become an inevitability, which vouches for the importance of choosing proper analysis and inspection techniques: in order to properly intervene on and upgrade a preexistent building, one firstly has to study it thoroughly.Therefore, infrared thermography stands out as a suitable technique of great usefulness for both identifying constructive elements and for diagnosing building pathologies, such as thermal bridges. Regarding the increasingly demanding European energy efficiency directives, the capability to properly assess and act on thermal bridges is crucial.This thesis is meant to explore the capabilities of infrared thermography by identifying and analyzing a thermal bridge area surrounding a shutter box, in a residential building from the ‘60s located in the city of Viseu, Portugal. Moreover, temperature and relative humidity sensors were also used as complementary auxiliary devices, making it possible to collect all necessary additional data for the further quantitative analysis.The results obtained and the subsequent undertaken analytic approach made it possible indeed to attest infrared thermography as a valuable non-invasive façade inspection technique, in particular for identifying thermal bridges otherwise impossible to perceive by the naked eye.eng
dc.language.isopor-
dc.rightsopenAccess-
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/-
dc.subjectTermografia de Infravermelhospor
dc.subjectInspeção de Fachadaspor
dc.subjectReabilitação de Edifíciospor
dc.subjectPontes Térmicaspor
dc.subjectAnálise Quantitativapor
dc.subjectInfrared Thermographyeng
dc.subjectFaçade Inspectioneng
dc.subjectRehabilitation of Buildingseng
dc.subjectThermal Bridgeseng
dc.subjectQuantitative Analysiseng
dc.titleInspeção de fachadas com recurso à termografia de infravermelhos. Caso de estudo em Viseupor
dc.title.alternativeFaçade inspection using infrared thermography. Case study in Viseueng
dc.typemasterThesis-
degois.publication.locationDEC-FCTUC-
degois.publication.titleInspeção de fachadas com recurso à termografia de infravermelhos. Caso de estudo em Viseupor
dc.peerreviewedyes-
dc.identifier.tid202553523-
thesis.degree.disciplineEngenharia Civil-
thesis.degree.grantorUniversidade de Coimbra-
thesis.degree.level1-
thesis.degree.nameMestrado Integrado em Engenharia Civil-
uc.degree.grantorUnitFaculdade de Ciências e Tecnologia - Departamento de Engenharia Civil-
uc.degree.grantorID0500-
uc.contributor.authorCerveira, Fernando Guilherme Castanheira::0000-0002-0799-4381-
uc.degree.classification18-
uc.degree.presidentejuriCosta, Paulo Manuel Mendes Pinheiro da Providência e-
uc.degree.elementojuriSilva, José António Raimundo Mendes da-
uc.degree.elementojuriTorres, Maria Isabel Morais-
uc.contributor.advisorSilva, José António Raimundo Mendes da-
uc.contributor.advisorAlmeida, Ricardo Manuel dos Santos Ferreira de-
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
item.fulltextCom Texto completo-
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
Show simple item record

Page view(s)

11
checked on Feb 25, 2021

Download(s)

8
checked on Feb 25, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons