Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/907
Title: Contribuição para o diagnóstico diferencial entre feridas vitais e post mortem: Estudo de inibidores das proteases por focagem isoeléctrica directa de tecidos em geles de poliacrilamida
Authors: Vieira, Duarte Nuno Pessoa 
Keywords: Medicina Legal e Toxicologia Forense
Issue Date: 1992
Citation: VIEIRA, Duarte Nuno Pessoa - Contribuição para o diagnóstico diferencial entre feridas vitais e post mortem: Estudo de inibidores das proteases por focagem isoeléctrica directa de tecidos em geles de poliacrilamida. Coimbra, 1991. 375 p.
Abstract: Com objectivo de contribuir para o problema do diagnóstico diferencial entre feridas cutâneas vitais e post mortem, investigaram-se alguns inibidores das proteases (Alfa 1 Antiquimotripsina, Alfa 2 Anti-plasmina, Alfa 2 Macroglobulina, Antitrombina III, Inibidor Alfa 1 das Proteases, Inibidor da fracção 1 do Complemento e Inibidor Inter Alfa da Tripsina) em feridas cutâneas vitais colhidas em cadáveres, em amostras de feridas cirúrgicas, bem como em feridas cutâneas post mortem. Pretendeu-se, igualmente, avaliar o seu interesse na datação cronológica das feridas vitais e dar mais um contributo para o estudo da utilidade e aplicabilidade da focagem isoeléctrica directa de tecidos nesta área da patologia forense. Na primeira parte da dissertação (Introdução) o A. justifica a oportunidade do tema escolhido, expõe os seus objectivos e tece algumas considerações iniciais sobre reacção inflamatória e diagnóstico diferencial entre feridas vitais e post mortem. Na segunda parte (Revisão da literatura) analisa os diversos elementos macroscópicos, microscópicos (histológicos, histoquímicos e de microscopia electrónica) e bioquímicos susceptíveis de permitirem a obtenção de resposta válida e fundamentada a este problema, efectuando uma revisão dos estudos que constituíram os contributos mais significativos neste domínio. A terceira parte, intitulada Estudo de inibidores das proteases em feridas cutâneas vitais e post mortem, inicia-se com uma sucinta revisão bibliográfica introdutória dos inibidores das proteases estudados, centrada, essencialmente, na sua participação na resposta inflamatória. Expõe depois o A. a metodologia seguida nas suas investigações e os resultados obtidos. Em comentário, discute separadamente estes resultados e diversos aspectos da metodologia utilizada na colheita e análise das amostras estudadas. Os resultados obtidos permitem concluir, essencialmente, que a focagem isoeléctrica directa de tecidos é uma técnica com utilidade no domínio do diagnóstico diferencial entre feridas cutâneas vitais e post mortem, configurando-se a focagem isoeléctrica híbrida directa de tecidos como alternativa válida. Mostram ainda que alguns dos inibidores das proteases estudados constituem úteis e precoces marcadores biológicos de vitalidade em feridas cutâneas, registando nestas significativos incre-mentos dos seus níveis, facto que não ocorre em feridas post mortem. Não possibilitam, no entanto, a sua datação cronológica. A utilidade dos inibidores estudados para este diagnóstico diferencial mantém-se mesmo após alguns dias de intervenção dos fenómenos putrefactivos, mas é nula para as feridas cutâneas de cadáveres que permaneceram submersos em água.
URI: http://hdl.handle.net/10316/907
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

189
checked on Aug 11, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.