Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/90111
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCoelho, Carolina da Graça Cúrdia Lourenço-
dc.contributor.advisorUrbano, Luís Filipe Dordio Martinho de Almeida-
dc.contributor.authorPereira, Catarina José Oliveira-
dc.date.accessioned2020-06-30T22:00:21Z-
dc.date.available2020-06-30T22:00:21Z-
dc.date.issued2020-03-31-
dc.date.submitted2020-06-30-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/90111-
dc.descriptionDissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia-
dc.description.abstractA presente dissertação centra-se sobre representações cinematográficas de espaços de arquitetura que foram idealizados para servir o espaço urbano, numa tentativa de perceber de que forma a imagem em movimento sugere ao observador uma leitura complementar do lugar apresentado.Existem, atualmente, diversos mecanismos de representação do espaço arquitetónico, como meio de comunicação e divulgação, dos quais a visão surge como sentido predominante da sua perceção. A linguagem cinematográfica, que é entendida como um mecanismo que tende a explorar a subjetividade, o olhar do espectador e a sua perceção do espaço, surge como potencial registo da componente espacial, como meio de representação, mas essencialmente, como processo de compreensão do espaço que explora o seu sentido do lugar, definido pelo seu contexto, vivências e simbolismo. O propósito deste trabalho, passa por analisar as diferentes formas de ver arquitetura que o cinema nos propõe. Neste sentido, apresenta-se uma reflexão de duas curtas-metragens: Sagrado e Porto, 1975, dois registos fílmicos sobre duas obras emblemáticas da arquitetura portuguesa, respetivamente a Igreja do Sagrado Coração de Jesus e o Conjunto Habitacional da Bouça. Casos representativos de uma transformação ideológica e social na conceção de espaços de culto e de habitação social. Torna-se pertinente analisar as perceções retidas pelos registos fílmicos face à experiência do lugar no contexto atual, no sentido de responder à questão de investigação colocada: De que modo as representações cinematográficas de espaços arquitetónicos afetam a forma como compreendemos esse lugar?por
dc.description.abstractThis work aims to study the cinematographic representations of architectural spaces that were designed to serve the urban environment, in an attempt to understand how the moving image suggests to the viewer a complementary interpretation of that place. Currently, there are several mechanisms of architectural representation, as a way of communication or diffusion, in which vision emerges as the predominant sense of its insight. Cinematographic language, commonly understood as a way to approach subjectivity, the beholder’s gaze and his perception of space, appears as a potential component to grasp spatial atmosphere, as a method of representation, but fundamentally, as a procedure of understanding that explores its sense, through its context, experiences and symbolism. The aim of this study is to analyse different ways of seeing architecture promoted by cinema. In this regard, it is presented a look into two short films: Sagrado and Porto, 1975, that set forth two symbolic portuguese architecture buildings: Igreja do Sagrado Coração de Jesus and Complexo Habitacional da Bouça. Both are remarkable buildings due to an ideological and social renovation of religious and social equipments. It is intended to understand the perceptions retained by the cinematic experience, in contrast to the experience of the place in the current context, in order to answer the research question: In which way cinematographic representations of architectural spaces affect the way we grasp these places?eng
dc.language.isopor-
dc.rightsclosedAccess-
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/-
dc.subjectPerceção espacialpor
dc.subjectCinemapor
dc.subjectOlharpor
dc.subjectMovimentopor
dc.subjectMemóriapor
dc.subjectSpacial Perceptioneng
dc.subjectCinemaeng
dc.subjectVieweng
dc.subjectMovementeng
dc.subjectMemoryeng
dc.titleCLOSE-UP, Representações cinematográficas como forma de perceção do espaço arquitetónicopor
dc.title.alternativeCLOSE-UP, Representações cinematográficas como forma de perceção do espaço arquitetónicoeng
dc.typemasterThesis-
degois.publication.locationFCTUC-
degois.publication.titleCLOSE-UP, Representações cinematográficas como forma de perceção do espaço arquitetónicopor
dc.peerreviewedyes-
dc.identifier.tid202490297-
thesis.degree.disciplineArquitectura-
thesis.degree.grantorUniversidade de Coimbra-
thesis.degree.level1-
thesis.degree.nameMestrado Integrado em Arquitetura-
uc.degree.grantorUnitFaculdade de Ciências e Tecnologia - Departamento de Arquitectura-
uc.degree.grantorID0500-
uc.contributor.authorPereira, Catarina José Oliveira::0000-0001-8690-5342-
uc.degree.classification18-
uc.degree.presidentejuriFerreira, Jorge Manuel Fernandes Figueira-
uc.degree.elementojuriCoelho, Carolina da Graça Cúrdia Lourenço-
uc.degree.elementojuriGrande, Nuno Alberto Leite Rodrigues-
uc.contributor.advisorCoelho, Carolina da Graça Cúrdia Lourenço-
uc.contributor.advisorUrbano, Luís Filipe Dordio Martinho de Almeida-
item.languageiso639-1pt-
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextreserved-
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
2020.03.31_CLOSE-UP_Base final.pdf56.71 MBAdobe PDF    Request a copy
Show simple item record

Page view(s)

12
checked on Oct 19, 2020

Download(s)

1
checked on Oct 19, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons