Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89852
Title: Comportamentos de risco na Adolescência: Relação com a Agressividade e a Perturbação Psicológica
Other Titles: Risk Behaviors in Adolescence: Relationship with Agressivity and Psychological Disturbance
Authors: Rei, Bruno Emanuel de Teles Pinto
Orientador: Teixeira, Maria Del Carmen Bento
Bos, Sandra Maria Rodrigues de Carvalho
Keywords: Adolescente; Agressividade; Ansiedade; Depressão; Comportamentos de Risco; Adolescent; Agressivity; Anxiety; Depression; Risk-taking
Issue Date: 29-May-2019
Serial title, monograph or event: Comportamentos de risco na Adolescência: Relação com a Agressividade e a Perturbação Psicológica
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: Introdução: A Adolescência é definida como o período de transição entre a infância e a vida adulta, caracterizada pelo desenvolvimento físico, mental, emocional, sexual e social do indivíduo e pelos seus esforços em alcançar os objetivos relacionados às expectativas culturais da sociedade em que vive. Neste período, os comportamentos desajustados como a violência, a adoção de comportamentos de risco (consumo de substâncias psicoativas, o álcool) e os comportamentos auto-lesivos, podem levar a um desenvolvimento psicossocial desadaptado do adolescente, levando, por sua vez, a um maior risco de desenvolver uma doença mental.Objetivo: Analisar a existência de comportamentos de risco numa amostra de adolescentes de Coimbra e a sua relação com a agressividade, os comportamentos auto-lesivos e a perturbação psicológica.Material e Métodos: 346 jovens (58,4% raparigas), com idade média de 15,32 anos, de escolas de Coimbra responderam a questionários, contendo questões sociodemográficas, e às versões validadas para Portugal das escalas de Agressividade (AQ), de Comportamentos de Risco e Auto-lesivos (RTSHIA) e de Ansiedade, Depressão e Stress (EADS-21) e ao Questionário de Auto-dano e Ideação Suicida (QIAIS-A). Os dados foram inseridos e analisados no programa SPSS.Resultados: 14,5% dos adolescentes apresentaram pontuações elevadas na RTSHIA (≥Média + Desvio Padrão) sem diferença por sexo. A RTSHIA correlacionou-se significativamente com a agressividade (em todas as suas dimensões) e com a ideação suicida (p<0,05) no sexo feminino; e com a agressividade (em todas as suas dimensões), a ansiedade, a depressão, o auto-dano e a ideação suicida (p<0,05) no sexo masculino. As análises mediação revelaram que, no sexo feminino, a agressividade foi mediador parcial da relação entre os comportamentos de risco, e a ideação suicida (p<0,05) e, no sexo masculino, na relação entre os comportamentos de risco, e a depressão, a ansiedade e a ideação suicida (todos p<0,05).Discussão: Os nossos resultados mostram que os comportamentos de risco se associam a Perturbação Psicológica, principalmente quando mediados pela agressividade.
Introduction: Adolescence is the transition period between childhood and adulthood. It is characterized by the physical, mental, emotional, sexual and social development of the individual and by their efforts to achieve the goals related to the cultural expectations of the society in which they live. In this period, maladaptive behaviors such as violence, the adoption of risk behaviors (consumption of psychoactive substances, alcohol) and self-injurious behaviors may lead to an adolescent psychosocial development that is inappropriate for the adolescent, leading in turn to a greater risk of developing a mental illness.Objective: To analyze the existence of risk behaviors in a sample of Coimbra adolescents and their relation with aggressiveness, self-injurious behaviors and psychological disturbance.Material and Methods: 346 youngsters (58.4% girls) as the average age 15.32 years Coimbra schools answered a questionnaire containing sociodemographic questions and the validated versions for Portugal of the Aggressiveness (AQ), Risk and Self Behavior scales (RTSHIA) and Anxiety, Depression and Stress (EADS-21) and the Self-Damage and Suicidal Ideation Questionnaire (QIAIS-A). The data was processed using the SPSS software.Results: 14.5% of the adolescents presented high scores in RTSHIA (≥ Mean + Standard Deviation) without gender differences. RTSHIA correlated significantly with aggression (in all its dimensions) and with suicidal ideation (p<0.05) in females; and with aggressiveness (in all its dimensions), anxiety, depression, self-harm and suicidal ideation (p<0.05) in males. The mediation analysis revealed in females that aggressiveness was a partial mediator of the relationship between risk behaviors and suicidal ideation (p<0.05), while in males, aggressiveness was a partial mediator between risk behaviors and depression, anxiety and suicidal ideation (all p<0.05).Discussion: Our results show that risk behaviors are associated with Psychological Disorder, especially when mediated by aggression.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89852
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Final Bruno Rei - versão de impressão.pdf1.3 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

23
checked on Sep 24, 2020

Download(s)

24
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons