Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/88359
Title: Relatório de Estágio e Monografia intitulada“Uso de Antidepressivos por Crianças e Adolescentes e o Risco de Comportamentos Violentos e Suicidas”
Other Titles: Internship Report and Monograph entitled "Use of Antidepressants by Children and Adolescents and the Risk of Violent and Suicidal Behaviors"
Authors: Lopes, Cíntia Souto
Orientador: Cotrim, Maria Dulce Ferreira
Augusto, Sara Raquel Lírio Sousa
Keywords: antidepressivos; suicídio; crianças; adolescentes; comportamentos agressivos; aggressive behavior; suicide; children; adolescents.; antidepressants
Issue Date: 15-Jul-2019
Serial title, monograph or event: Relatório de Estágio e Monografia intitulada“Uso de Antidepressivos por Crianças e Adolescentes e o Risco de Comportamentos Violentos e Suicidas”
Place of publication or event: Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra, Farmácia Viriato -Viseu
Abstract: Atualmente, as crianças e os jovens vêem-se envoltos numa sociedade cada vez mais atribulada e economista, o que acaba por causar uma enorme pressão sobre os mesmos. Na verdade, é notória a existência de ambientes sociais marginais, passando pelos familiares atípicos, sendo, ainda, de salientar a carência de carinho e afetos. Em suma, estas faixas etárias mais precoces são, a maioria das vezes, considerados adultos, antes do tempo devido, revelando, consequentemente, comportamentos hostis e agressivos.O desenvolvimento das práticas suicidas, problema grave e inquietante de saúde pública, relaciona-se com fatores sociais, psicológicos, biológicos e culturais. Apesar de a incidência, de entre os mais novos, não ser superior comparativamente aos adultos, estudos revelam um aumento da sua incidência, capaz de culminar em acontecimentos trágicos. Não obstante, muitas são as consequências intrínsecas, quer a nível particular, com a agravante da destruição de vidas e término de todos os sonhos inerentes à vida de uma criança, quer a nível social, uma vez que a economia do país é colocada em risco de declínio, devido à possibilidade de redução do número de adultos jovens ativos, num futuro próximo. Por outro lado, estudos demonstram que as opções são restritas relativamente à terapêutica, com recurso a antidepressivos, quando se trata deste tipo de casos, em particular, com a agravante do aumento da idealização dos comportamentos suicidas. A venda de antidepressivos, tem vindo a ser cada vez mais habitual e generalizada, ao nível de toda a comunidade. Desta forma, os mais novos iniciam a sua utilização, desde muito cedo, o que pode trazer consequências, algumas delas preocupantes e pouco estudadas. Alguma investigação tem vindo a desenvolver-se ao longo dos últimos anos, inclusive por instituições de renome, por forma a correlacionar os comportamentos de risco, incluindo os suicidas, em crianças e adolescentes, com a utilização de antidepressivos.Por forma a promover a saúde, a nível individual e público, e a evitar comportamentos, por vezes irreversíveis, é de todo o interesse identificar os grupos de antidepressivos mais seguros, com vista à utilização nos mais jovens, sendo, portanto, necessários mais estudos.
Currently, children and young people see themselves surrounded by a society that is ever increasingly busy and economically focused, which causes great pressure to be put on them. The existence of marginal social environments is notable, from atypical family environments as well as the lack of affection and care. In summary, these young age groups are many times considered to be adults before due time which can lead to aggressive and hostile behavior. The development of suicidal practices, a serious and disturbing public health problem, is related to social, psychological, biological and cultural factors. Although the incidence among the young is not higher than that of adults, studies show an increase in their incidence, which can culminate in tragic events. Nevertheless, there are many inherent consequences, both at the particular level, with the aggravation of the destruction of lives and the end of all the dreams inherent in a child's life, and at the social level, since the country's economy is put at risk due to the possibility of reducing the number of active young adults in the near future. On the other hand, studies show that the options are restricted with respect to therapy, with the use of antidepressants, when dealing with this type of cases, in particular, with the aggravating increase in the idealization of suicidal behaviors.The sale of antidepressants has become more generalized at a society level. In this way, younger people begin using them early, which has some seldom studied and worrying consequences. Some studies have been made in the past few years, some by renowned institutions, in order to correlate dangerous and sometimes suicidal behavior, in children and adolescents, with the use of antidepressants.In order to promote health, at the individual and public levels, and to prevent behavior patterns which can become irreversible, it is of crucial importance to identify the antidepressant groups that are safest, to be used by the younger age groups and as such, further investigation has to be done.
Description: Relatório de Estágio do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas apresentado à Faculdade de Farmácia
URI: http://hdl.handle.net/10316/88359
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Monografia, relatório.pdf2.82 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

203
checked on Jul 9, 2020

Download(s)

119
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons