Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/88296
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRocha, Bárbara Silva-
dc.contributor.advisorAlmeida, Filomena Sofia Martins de-
dc.contributor.authorPinto, Mariana Isabel Teixeira-
dc.date.accessioned2019-12-03T23:20:13Z-
dc.date.available2019-12-03T23:20:13Z-
dc.date.issued2019-09-26-
dc.date.submitted2019-12-03-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/88296-
dc.descriptionRelatório de Estágio do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas apresentado à Faculdade de Farmácia-
dc.description.abstractO microbiota intestinal engloba todos os microrganismos que colonizam o trato gastrointestinal apresentando uma relação simbiótica com o hospedeiro. É considerada como uma comunidade diversificada e dinâmica que possui um envolvimento crucial em diferentes vias metabólicas, contribuindo para o desenvolvimento e maturação do sistema imunitário e apresentando uma participação fulcral na digestão. Portanto, o crescente interesse em estudar a diversidade microbiana advém da necessidade de um maior conhecimento e caracterização desta complexa comunidade. Nos últimos anos, vários estudos evidenciaram o importante papel do microbiota intestinal no hospedeiro sugerindo que poderá ter implicações na saúde quando ocorre uma instabilidade na relação microflora-hospedeiro. Obesidade e diabetes são duas patologias que globalmente afetam milhões de pessoas, cujo seu desenvolvimento é influenciado por diversos fatores como dieta, genética e estilo de vida. Esta monografia tem como objetivo debater-se sobre o papel da microbiota intestinal, como um possível fator condicionante na fisiopatologia da obesidade e diabetes. Segundo vários dados da literatura, alterações na composição microbiana podem afetar significativamente os mecanismos homeostáticos intestinais, e consequentemente, promover o aparecimento destas condições metabólicas. Desta forma, a modulação do microbiota intestinal pode constituir uma alternativa terapêutica interessante e promissora.O microbiota intestinal engloba todos os microrganismos que colonizam o trato gastrointestinal apresentando uma relação simbiótica com o hospedeiro. É considerada como uma comunidade diversificada e dinâmica que possui um envolvimento crucial em diferentes vias metabólicas, contribuindo para o desenvolvimento e maturação do sistema imunitário e apresentando uma participação fulcral na digestão. Portanto, o crescente interesse em estudar a diversidade microbiana advém da necessidade de um maior conhecimento e caracterização desta complexa comunidade. Nos últimos anos, vários estudos evidenciaram o importante papel do microbiota intestinal no hospedeiro sugerindo que poderá ter implicações na saúde quando ocorre uma instabilidade na relação microflora-hospedeiro. Obesidade e diabetes são duas patologias que globalmente afetam milhões de pessoas, cujo seu desenvolvimento é influenciado por diversos fatores como dieta, genética e estilo de vida. Esta monografia tem como objetivo debater-se sobre o papel da microbiota intestinal, como um possível fator condicionante na fisiopatologia da obesidade e diabetes. Segundo vários dados da literatura, alterações na composição microbiana podem afetar significativamente os mecanismos homeostáticos intestinais, e consequentemente, promover o aparecimento destas condições metabólicas. Desta forma, a modulação do microbiota intestinal pode constituir uma alternativa terapêutica interessante e promissora.por
dc.description.abstractThe Intestinal Microbiota comprehends all the microorganisms that colonize the gastrointestinal tract developing a symbiotic relationship with the host. It can also be considered as a diverse and dynamic community that has a crucial involvement in different metabolic pathways, contributing to the development and maturation of the immune system and having a key role in digestion. Therefore, the growing interest in studying microbial diversity comes from the need of getting a better understanding, greater knowledge and characterization of this complex community.In recent years, several studies have proved the important role of the intestinal microbiota in the host, suggesting that it may have health implications when instability in the microflora-host relationship occurs.Obesity and Diabetes are two conditions that globally affect millions of people, whose development is influenced by many factors such as diet, genetics and lifestyle.This dissertation have the main purpose of debate the role of the intestinal microbiota as a possible conditioning factor in the pathophysiology of Obesity and Diabetes. According to several information from the literature, changes in microbial composition can significantly affect intestinal homeostatic mechanisms, and consequently promote the appearance of these metabolic conditions. Contemplating this, the modulation of the intestinal microbiota may be an interesting and promising therapeutic alternative.O microbiota intestinal engloba todos os microrganismos que colonizam o trato gastrointestinal apresentando uma relação simbiótica com o hospedeiro. É considerada como uma comunidade diversificada e dinâmica que possui um envolvimento crucial em diferentes vias metabólicas, contribuindo para o desenvolvimento e maturação do sistema imunitário e apresentando uma participação fulcral na digestão. Portanto, o crescente interesse em estudar a diversidade microbiana advém da necessidade de um maior conhecimento e caracterização desta complexa comunidade. Nos últimos anos, vários estudos evidenciaram o importante papel do microbiota intestinal no hospedeiro sugerindo que poderá ter implicações na saúde quando ocorre uma instabilidade na relação microflora-hospedeiro. Obesidade e diabetes são duas patologias que globalmente afetam milhões de pessoas, cujo seu desenvolvimento é influenciado por diversos fatores como dieta, genética e estilo de vida. Esta monografia tem como objetivo debater-se sobre o papel da microbiota intestinal, como um possível fator condicionante na fisiopatologia da obesidade e diabetes. Segundo vários dados da literatura, alterações na composição microbiana podem afetar significativamente os mecanismos homeostáticos intestinais, e consequentemente, promover o aparecimento destas condições metabólicas. Desta forma, a modulação do microbiota intestinal pode constituir uma alternativa terapêutica interessante e promissora.eng
dc.language.isopor-
dc.rightsopenAccess-
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/-
dc.subjectMicrobiota Intestinalpor
dc.subjectObesidadepor
dc.subjectDiabetespor
dc.subjectDietapor
dc.subjectAGCCpor
dc.subjectIntestinal Microbiotaeng
dc.subjectObesityeng
dc.subjectDiabeteseng
dc.subjectDieteng
dc.subjectAGCCeng
dc.titleA influência do Microbiota Intestinal na fisiopatologia da Obesidade e Diabetes Mellitus tipo 2por
dc.title.alternativeThe influence of intestinal microbiota on the pathophysiology of obesity and type 2 diabetes mellituseng
dc.typemasterThesis-
degois.publication.locationCoimbra-
degois.publication.titleA influência do Microbiota Intestinal na fisiopatologia da Obesidade e Diabetes Mellitus tipo 2por
dc.peerreviewedyes-
dc.identifier.tid202320723-
thesis.degree.disciplineSaude - Ciências Farmacêuticas-
thesis.degree.grantorUniversidade de Coimbra-
thesis.degree.level1-
thesis.degree.nameMestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas-
uc.degree.grantorUnitFaculdade de Farmácia-
uc.degree.grantorID0500-
uc.contributor.authorPinto, Mariana Isabel Teixeira::0000-0003-3791-3607-
uc.degree.classification17-
uc.degree.presidentejuriPita, João Rui Couto da Rocha-
uc.degree.elementojuriRocha, Barbara Silva-
uc.degree.elementojuriFerreira, Nuno Ricardo Esteves-
uc.contributor.advisorRocha, Barbara Silva::0000-0002-0697-8806-
uc.contributor.advisorAlmeida, Filomena Sofia Martins de-
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
item.languageiso639-1pt-
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Final com capa Mariana Pinto (1).pdf1.4 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 5

1,577
checked on Oct 3, 2022

Download(s) 50

1,095
checked on Oct 3, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons