Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/88170
Title: Efeito dos aditivos alimentares no transtorno de défice de atenção e hiperatividade infantil
Other Titles: Effect of food additives on attention deficit hyperactivity disorder in childhood
Authors: Pinto, Verónica Marques
Orientador: Barros, Ana Lopes Xavier
Silva, Ana Maria Vinagre Marques da
Pena, Angelina Lopes Simões
Keywords: Aditivos; Dieta; Risco/Benefício; Transtorno de Défice de Atenção e Hiperatividade; Infância; Additives; Diet; Risk/Benefit; Attention Deficit Hyperactivity Disorder; Childhood
Issue Date: 19-Sep-2019
Serial title, monograph or event: Efeito dos aditivos alimentares no transtorno de défice de atenção e hiperatividade infantil
Place of publication or event: Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra; FArmácia Moderna Castro D Áire e Hospital Cuf- Porto
Abstract: O transtorno de défice de atenção e hiperatividade é uma das condições psiquiátricas mais prevalentes na infância. Os sintomas do TDAH incluem hiperatividade, baixa tolerância à frustração, impulsividade e falta de atenção. Embora as vias biológicas que levam ao TDAH não sejam claras, existem vários fatores de risco genéticos e ambientais que já são conhecidos, como o consumo excessivo de aditivos alimentares. Vários estudos demonstram esta relação entre o consumo de aditivos, que tem aumentado cada vez mais nos últimos anos, e o aparecimento de sintomas de hiperatividade. As crianças constituem um subgrupo da população mais vulnerável e como tal devem ser alvo de especial atenção por parte da legislação que regulamenta o uso e o consumo de aditivos. Alterações do sistema dopaminérgico, inibição da SULT1A, aumento da excitabilidade cerebral e disfunção do córtex pré-frontal, são alguns dos mecanismos que constituem a base de atuação dos aditivos com repercussões ao nível da hiperatividade. O consumo de elevadas quantidades de sacarose na gravidez também não é aconselhado, dado que há possibilidade de desenvolvimento de fenótipos característicos de hiperatividade nos fetos que posteriormente vão manter-se após o parto. Mudanças na dieta têm sido sugeridas como uma forma de reduzir os sintomas do TDAH e como alternativas ao tratamento. Dietas com eliminação de aditivos parecem ser as intervenções dietéticas mais promissoras para uma redução nos sintomas de TDAH em crianças. No entanto, investigações mais aprofundadas ainda são necessárias para complementar os resultados.
Attention deficit hyperactivity disorder is one of the most prevalent psychiatric conditions in childhood. Symptoms of ADHD include hyperactivity, low frustration tolerance, impulsivity, and inattention. While the biological pathways leading to ADHD are not clear a number of genetic and environmental risk factors for the disorder are recognized, like the excessive consumption of additives. Several studies have confirmed this relationship between the consumption of additives, which has been increasing in recent years, and the appearance of hyperactivity symptoms. Children constitute one of the most vulnerable population subgroup and should be given particular attention from the legislation that regulate the additives use and consumption. Changes in the dopaminergic system, SULT1A inhibition, cerebral excitability increase and prefrontal cortex dysfunction are some of the mechanisms that are the basis of action of additives with repercussions on hyperactivity and behaviour changes. Consumption of high amounts of sucrose in pregnancy is also not advised, because there is a possibility of developing characteristic phenotypes of hyperactivity in the embryo that will be maintained after the childbirth and during his life. Dietary changes have been suggested as a way of reducing ADHD symptoms and as an alternative to pharmacological treatment. Diets with addictive elimination seem to be the most promising dietary intervention for a reduction in ADHD symptoms in children. However, more thorough investigations are necessary to complement the results.
Description: Relatório de Estágio do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas apresentado à Faculdade de Farmácia
URI: http://hdl.handle.net/10316/88170
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Monografia e Relatório de estágio - Verónica Pinto.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

260
checked on Oct 1, 2020

Download(s) 50

243
checked on Oct 1, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons