Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/86247
Title: Clonagem in vitro de Anredera cordifolia (Ten.) Steenis e análise de exsudados
Other Titles: In vitro cloning of Anredera cordifolia (Ten.) Steenis and exudate analysis
Authors: Pedrosa, Daniela Sofia Duarte 
Orientador: Canhoto, Jorge Manuel Pataca Leal
Pereira, Vanessa Isadora Tolentino Almeida Santos
Keywords: betalaínas; calos; clonagem in vitro; pigmentos; vinha-da-madeira; betalains; calli; in vitro cloning; madeira-vine; pigments
Issue Date: 17-Sep-2018
Serial title, monograph or event: Clonagem in vitro de Anredera cordifolia (Ten.) Steenis e análise de exsudados
Place of publication or event: Departamento de Ciências da Vida, FCTUC
Abstract: Anredera cordifolia, madeira-vine, is a native plant of South America that is included in the exotic flora of Portugal. Although this species is not widely known in our country, it is traditionally used as a medicinal plant in several Asian countries. This work focused on two fundamental points, the in vitro cloning of Anredera cordifolia and the production of pigments in liquid medium.Regarding in vitro cloning, six MS media were tested with different concentrations of BA and NAA. Several aspects of the in vitro culture were evaluated, such as the plant growth, the total number of regenerated shoots, the number of internodes, the rooting rate, the presence of callus as well as the presence of pigments in the culture medium. For pigment production, leaves, calli and internodes were tested in liquid culture media with different concentrations of NAA, 2,4-D and BA. In this parameter, the surface-concentration effect was evaluated, as well as the presence of light and the duration of samples in culture.With regard to the in vitro cloning study, the highest growth was achieved in M5 medium (MS medium + 0.05 mg/L BA + 1.00 mg/L NAA), with an average of 3.14 cm per shoot. However, in M2 medium (MS Medium + 0.05 mg/L BA), an increase in the number of nodes was observed, with about 3.72 nodes per shoot.Concerning to callus induction, the best response was achieved in the C4 medium (MS medium + 1.0 mg/L 2,4-D + 0.2 mg/L BA), with values of 653.7 mg and 732,4 mg for internodes and leaves, respectively. In the absence of BA, no pigmentation of the medium was observed.Regarding pigment production in liquid medium, the best results were observed in the medium with BA and NAA as well as in 50 ml Erlenmeyer flasks.The results of the HPLC analysis were not conclusive with respect to the pigment type under study.
Anredera cordifolia, vinha-da-madeira, é de uma planta nativa da América do Sul que se encontra incluída na flora exótica de Portugal. Apesar de pouco conhecida no nosso país, é utilizada como planta medicinal em vários países asiáticos.Este trabalho centrou-se em dois pontos fundamentais, nomeadamente na clonagem in vitro de Anredera cordifolia e na produção de pigmentos em meio líquido. No que se refere à clonagem in vitro, foram testados seis meios MS com diferentes concentrações de BA e NAA, avaliando-se posteriormente o crescimento das plantas, o número total de plantas regeneradas, o número de entrenós, a taxa de enraizamento, a presença de calos e a presença de pigmento no meio de cultura.Para a produção de pigmentos em meio líquido, foram utilizados calos de folhas e entrenós, em meios de cultura com diferentes concentrações de NAA, 2,4-D e BA. Neste parâmetro foi também avaliado o efeito de diferentes tamanhos de balões na cultura (20 ml e 50 ml), bem como o efeito da luz e o tempo das amostras em cultura. Em relação ao estudo da clonagem in vitro, o meio onde se verificou um maior crescimento foi no meio M5 (meio MS + 0,05 mg/L BA + 1,00 mg/L NAA), com uma média de 3,14 cm. Porém, no meio M2 (Meio MS + 0,05 mg/L BA) registaram-se os melhores resultados quanto ao número de nós, com cerca de 3,72 nós por rebento. Relativamente à indução de calo, o meio C4 (meio MS + 1,0 mg/L 2,4-D + 0,2 mg/L BA) permitiu obter o maior crescimento, com valores de 653,7 mg e 732,4 mg para calos de entrenós e folhas, respetivamente. Na ausência de BA, não se verificou pigmentação do meio. Quanto à produção de pigmento em meio líquido, registou-se melhores resultados no meio com BA e NAA e em balões de Erlenmeyer de 50 ml. Os resultados da análise HPLC não foram permitiram retirar conclusões sobre o tipo de pigmento em análise.
Description: Dissertação de Mestrado em Biodiversidade e Biotecnologia Vegetal apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/86247
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Daniela Pedrosa_versão final_merged.pdf1.69 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

317
checked on Nov 24, 2020

Download(s) 50

320
checked on Nov 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons