Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/85452
Title: Rey 15 – Item Memory Test (Rey 15 – IMT): Estudos de validação e normalização para a população portuguesa de jovens adultos, adultos e idosos
Other Titles: Rey 15 – Item Memory Test (Rey 15-IMT): Validation and normalization studies for the Portuguese population of young adults, adults and older adults
Authors: Silva, Marisa Manuela Maia da 
Orientador: Sousa, Liliana Baptista
Vilar, Maria Manuela Pereira
Keywords: Avaliação neuropsicológica; Esforço insuficiente; Simulação; Rey 15-Item Memory Test; Reforma antecipada; Neuropsychological assessment; Insufficient effort; Malingering; Rey 15-Item Memory Test; Early retirement
Issue Date: 15-Oct-2018
Serial title, monograph or event: Rey 15 – Item Memory Test (Rey 15 – IMT): Estudos de validação e normalização para a população portuguesa de jovens adultos, adultos e idosos
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Introdução: Tem sido destacada a importância de incluir testes de validade de desempenho (TVD) nos protocolos de avaliação neuropsicológica, nomeadamente, em contexto forense. O Rey 15-Item Memory Test (Rey 15-IMT) é um dos TVD mais utilizados.Objetivos: A presente dissertação tem como objetivo principal estabelecer o referencial normativo do Rey 15-IMT para a população portuguesa de jovens adultos, adultos e idosos. Adicionalmente, foi analisada a influência das variáveis sociodemográficas (idade, escolaridade e género) e respetiva magnitude do efeito. De forma a perceber que fatores (sociodemográficos, cognitivos e de sintomatologia depressiva) têm influência nos resultados do Rey 15-IMT, foi testado um modelo de Regressão Linear Múltipla. Foi ainda efetuado um estudo de validade com uma amostra clínica forense em processo/pedido de reforma antecipada.Método: O presente estudo integra duas amostras de conveniência. A amostra da comunidade/normativa é constituída por jovens adultos, adultos e idosos (N=731), com idades compreendidas entre os 18 e os 92 anos de idade (M=59.38; DP=17.292). A amostra clínica é composta por 42 indivíduos, sendo 14 (39.1%) do sexo masculino e 28 (60.9%) do sexo feminino, com uma idade média de 57.10 anos (DP=2.861). O protocolo de avaliação incluiu: um questionário de dados sociodemográficos; o Rey-15 IMT; o ACE-R (Addenbrooke’s Cognitive Examination Revised); a GDS-30 (Geriatric Depression Scale) e/ou o BDI-II (Beck Depression Inventory-II).Resultados: Foi obtida uma correlação muito elevada (.958; p<.001) entre os parâmetros do Rey 15-IMT (Evocação Imediata e Resultado Combinado do Reconhecimento), o que traduz um indicador de homogeneidade e validade de construto. Foram obtidas correlações baixas negativas com a GDS-30 e positivas altas com o ACE-R. Não se verificaram correlações significativas com o BDI-II. As variáveis sociodemográficas (género, idade e escolaridade) tiveram impacto nos resultados do Rey 15-IMT. A magnitude do efeito foi elevada para a idade e escolaridade, tanto na Evocação Imediata como no Resultado Combinado do Reconhecimento. Na análise de regressão foram incluídas as variáveis idade, escolaridade, funcionamento cognitivo (total ACE-R e MMSE) e sintomatologia depressiva (GDS-30). Com exceção do MMSE, as variáveis explicaram 47.9% da variância na Evocação Imediata e 50.7% no Resultado Combinado do Reconhecimento. As variáveis relativas a funcionamento cognitivo (total ACE-R) e escolaridade apresentaram contributos mais evidentes para a variância dos resultados. Considerando o contributo dos domínios específicos do ACE-R, com exceção da Atenção/Orientação, todos contribuíram para a variância dos resultados do Rey 15-IMT, sendo o contributo da Linguagem mais evidente. Os dados normativos foram elaborados considerando as variáveis idade e escolaridade. Comparativamente à amostra/grupo de controlo emparelhada, a amostra clínica forense em processo/pedido de reforma antecipada obteve valores mais baixos em ambos os parâmetros do Rey 15-IMT. No entanto, controlando o efeito das variáveis relativas ao funcionamento cognitivo e sintomatologia depressiva, deixa de haver diferenças de desempenho no teste. Conclusão: Este estudo de validação e normalização do Rey 15-IMT constitui-se como um contributo importante para as metodologias de avaliação do esforço insuficiente disponibilizadas para a população portuguesa.
Introduction: The importance of including performance validity tests (PVT) in neuropsychological assessment protocols has been referred, especially in the forensic contexts. The Rey 15-Item Memory Test (Rey 15-IMT) is one of the most used PVT.Objectives: The aim of this dissertation was to establish the normative data of Rey 15-IMT for the Portuguese population of young adults, adults and older adults. Additionally, the influence of sociodemographic variables (age, education and gender) and their effect size was analyzed. In order to understand the factors (sociodemographic, cognitive and depressive symptomatology) that influence the results of Rey 15-IMT, a Multiple Linear Regression model was tested. A validity study was also carried out with a forensic clinical sample in cases of early retirement request.Method: The present study integrated two convenience samples. The community/normative sample consisted of young adults, adults and older adults (N = 731), aged between 18 and 92 years (M = 59.38, SD = 17.292). The clinical sample consisted of 42 individuals, which 14 (39.1%) were male and 28 (60.9%) were female, with a mean age of 57.10 years (SD = 2.861). The assessment protocol included: a sociodemographic data questionnaire; the Rey-15 IMT; the ACE-R (Addenbrooke's Cognitive Examination Revised); the GDS-30 (Geriatric Depression Scale) and/or the BDI-II (Beck Depression Inventory-II).Results: A very high correlation (.958; p <.001) was obtained between the Rey 15-IMT parameters (Immediate Recall and Combined Result), which indicates construct validity and homogeneity of the test. Low negative correlations were obtained with GDS-30 and high positive correlations with ACE-R. There were no significant correlations with BDI-II.Sociodemographic variables (gender, age and education) had impact on the results of Rey 15-IMT. The effect size was elevated/high for age and education, in Immediate Recall and in the Combined Result. The Regression analysis included age, education, cognitive functioning (total ACE-R and MMSE) and depressive symptomatology (GDS-30). Exepting MMSE, the variables explained 47.9% of the variance in the Immediate Recall and 50.7% in the Combined Result. The variables related to cognitive functioning (total ACE-R) and education presented more evident contributions to the variance of the results. Considering the contribution of the specific domains of the ACE-R, excepting Attention/Orientation, all the domains contributed to the variance of the results of the Rey 15-IMT, being the contribution of Language more evident.The normative data were elaborated considering age and education variables. Compared to the control group, the forensic clinical sample in process of early retirement request obtained lower values in both Rey 15-IMT parameters. However, when controlling the effect of the variables related to cognitive functioning and depressive symptomatology, there were no performance differences in in the test.Conclusions: This validation and normalization study of Rey 15-IMT constitutes an important contribution to insufficient effort assessment methodologies available for Portuguese population.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/85452
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Marisa Silva REY 15 IMT FINAL.pdf907 kBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 50

500
checked on Nov 24, 2021

Download(s) 50

315
checked on Nov 24, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons