Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/85245
Title: Depressão e ansiedade na doença pulmonar obstrutiva crónica
Authors: Santos, Sara Margarida Filipe 
Orientador: Cordeiro, Carlos Robalo
Alfaro, Tiago
Keywords: doença pulmonar obstrutiva crónica; manifestações sistémicas extra-pulmonares; depressão;; ansiedade; qualidade de vida; tratamento; intervenção psicológica
Issue Date: Mar-2012
Abstract: Introdução: A doença pulmonar obstrutiva crónica, definida como uma patologia prevenível e susceptível a tratamento, caracteriza-se por uma obstrução do fluxo aéreo que não é totalmente reversível. Originalmente limitada ao campo pulmonar, sabe-se agora que a patologia se associa a manifestações sistémicas extra-pulmonares que têm um impacto negativo nos vários parâmetros da doença: mortalidade, morbilidade, duração das hospitalizações, exacerbações e impacto económico. Duas dessas manifestações são a depressão e a ansiedade, duas comorbilidades significativamente prevalentes na doença pulmonar crónica, que, até recentemente, eram subvalorizadas como patologias co-mórbidas capazes de interferir na qualidade de vida quer dos pacientes quer do seu suporte familiar. Objectivos: O objectivo deste trabalho consistiu na revisão do conhecimento actual sobre a associação entre a doença pulmonar obstrutiva crónica e a depressão e ansiedade, face ao contexto desfavorável, e simultaneamente vulnerável a mudança quando identificado e intervencionado a tempo, a que esta associação está sujeita. Foram pesquisados tópicos que incluíram o verdadeiro impacto da depressão e ansiedade nas sequelas físicas e emocionais, individuais e sociais da doença pulmonar, o que está a ser feito para inverter a tendência que conduz a um prognóstico desfavorável e o muito que ainda existe por explorar. Desenvolvimento: Para além do estado de inflamação sistémica, outros componentes têm sido envolvidos na génese da associação explorada, como a influência genética, o impacto da doença crónica a nível físico e emocional, e os efeitos da doença pulmonar no sistema nervoso central. Apesar dos avanços na temática, os mecanismos etiológicos não estão ainda completamente esclarecidos. Não obstante a explicação orgânica para a associação, é importante não desvalorizar o impacto psicológico que a doença crónica acarreta consigo, visto que o paciente passa a encarar-se de um modo diferente, incapacitado para tomar conta dos seus e até de si próprio. O tratamento passa pelas terapêuticas farmacológicas e não farmacológicas instituídas, e em constante evolução, para a doença pulmonar, complementadas pela intervenção psicológica e comportamental. Conclusão: Não restam dúvidas sobre o facto de a doença pulmonar obstrutiva crónica não ser mais uma patologia exclusivamente pulmonar, mas sim a ponta do icebergue que dissimula o profundo impacto nos sistemas orgânicos. O impacto psicológico da doença pulmonar crónica começa a ganhar destaque num contexto dominado pelas alterações quantificáveis clínica e laboratorialmente. A intervenção a nível dos componentes pulmonar, emocional e das relações familiares e sociais, parece ser a resposta à procura do equilíbrio necessário para o bem-estar global do paciente.
Introduction: Chronic Obstructive Pulmonary Disease, defined as a preventable and treatable pathology, is characterized by airflow obstruction that is not completely reversible. Primarily limited to the pulmonary field, it is currently known that this disease is associated to extra-pulmonary systemic manifestations which have a negative impact on the multiple outcomes: mortality, morbidity, hospitalization length, exacerbations, economic impact. Two comorbidities among those systemic manifestations are depression and anxiety, both significantly prevalent, that, till not much time ago, were underestimated as co-morbid diseases capable of interfering on both patients’ and their family’s quality of life. Objectives: The goal of this project consisted on the revision of current knowledge about the association between chronic obstructive pulmonary disease and depression and anxiety, accounting for the unfavorable and simultaneously susceptible to be changed context, when identified and subjected to intervention on time. Researched items included the true impact of depression and anxiety on the physical, emotional, individual and social aftermath of the pulmonary disease, what is being done in order to invert this trend that leads to a poorer prognosis, and the amount of information still waiting to be explored. Actual knowledge: Beyond the inflammatory systemic state, other components have been involved in the pathogenesis of the explored association, such as genetic influence, the physical and emotional impact of the chronic disease, and the effects of the lung disease on the central nervous system. Despite the advances on this theme, the etiologic mechanisms haven’t yet been completely clarified. While we can’t forget the organic explanation, it is important that the psychological impact carried by the chronic disease is not undervalued, as the patients begin to face themselves in a different way, unable to look after their relatives and even themselves. The treatment includes pharmacologic and non-pharmacologic therapeutics those already established and in constant evolution, for the lung disease, in addition to the psychological and behavioral intervention. Conclusion: There is no doubt about the fact that chronic obstructive pulmonary disease is no longer an exclusively lung disease, but it is the tip of the iceberg that dissimulates the deep impact on organic systems. The psychological impact of the chronic pulmonary disease begins to conquer a highlight in a context dominated by clinical and laboratorial quantified alterations. The intervention on both pulmonary and emotional outcomes, as well as family and social relationships, seems to be the answer to the search for the balance required for the patient’s well-being.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área científica de Pneumologia, apresentado á Faculdade de Medicina da universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/85245
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
sara.pdf799.4 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

97
checked on Jul 9, 2020

Download(s)

349
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.